Saúde

4 estratégias para não agir por impulso na hora da raiva

Quando você fica nervosa ou irritada, tem dificuldade de se controlar? 

Percebe-se sendo impulsiva e falando coisas das quais se arrepende depois? Ou você é uma daquelas pessoas que quando está com raiva não consegue falar, mas fica remoendo a situação por dias?

Você sabia que há algumas estratégias simples que podem te ajudam a lidar com isso? Neste texto vou ensinar 4 estratégias para não agir por impulso na hora da raiva.

Desde cedo aprendemos que sentir raiva é feio, é ruim, é errado e que nunca devemos sentir essa emoção (até parece que isso é possível).

Quando a raiva se torna um problema

A raiva é um sentimento natural como qualquer outro, afeta a todos nós em algum momento. Ela se torna um problema quando nos afeta na maioria dos dias e quando nos leva a tomar decisões ou a fazer escolhas que prejudicam a nós mesmos ou a outras pessoas.

O problema é que, quando as pessoas estão com raiva, elas têm uma tendência a interpretar as situações de forma distorcida e exagerada, o que as tornam ainda mais irritadas e, por sua vez, levam as pessoas a atacar e a magoar outros.

Mas cada pessoa pode manifestar a raiva de uma forma, existem pessoas que expressam raiva explodindo, botando para fora, já outras pessoas podem reprimí-la. Essas duas forma não são as melhores opções de lidar com essa emoção, isso porque as duas maneiras podem gerar consequências negativas.

Quando estamos com raiva e explodimos, isso pode trazer um certo alívio emocional, mas esse comportamento pode destruir seus relacionamentos, pois quando a pessoa explode pode magoar as pessoas que estão à sua volta e, consequentemente, estimular que eles sejam agressivos também.

Em contrapartida, quando se reprimir a raiva, ela adoece, pois nos corrói por dentro e, como resultado, ela pode gerar outras emoções desagradáveis, como tristeza e ansiedade e até causar sintomas físicos como dor de cabeça, insônia, crise de ansiedade, dores estomacais e outros sintomas. 

Negar nossas emoções, mesmo quando achamos que não é legal, pode ser tão prejudicial quanto manifestá-las de forma explosiva.

Algumas dicas de como lidar com a raiva

Tá! Mas como posso lidar a com raiva? Acredito que você deve estar se perguntando… 

Você precisar aprender a expressar a raiva de uma forma equilibrada, ou seja, liberar esse sentimento de forma que não machuque outras pessoas, mas que também não fique te remoendo por dentro, afinal, ninguém merece fica cultivando esse sentimento.

Mas sem mais delongas, quando você estiver com raiva aplique essas dicas:

#1 – Retire-se do local por alguns minutos

Quando estiver em uma situação em que lhe desperte raiva, retire-se do local por alguns minutos. Caso você não possa sair fisicamente da situação, tente pensar em algo diferente ou se imaginar em um local que faça você se sentir bem.

Além disso, você pode fazer uma respiração profunda ou falar para si mesmo que esse é apenas um sentimento e que vai passar.

#2 – Identifique quais são os pensamentos que está passando pela sua cabeça e questione se são reais ou se estão distorcidos 

Esses pensamentos podem estar influenciando sua emoção e comportamento, porém suas percepções podem estar equivocadas ou distorcidas.

Nesse momento é importante que você questione a si mesmo: “esses pensamentos são reais? Que provas que tenho que esses pensamentos fazem sentidos? O que diria para uma outra pessoa se estivesse pensando dessa mesma forma?”.

#3 – Não tome nenhuma atitude antes de analisar o custo e benefícios da ação 

Quando estamos com raiva, podemos agir de maneira impulsiva e agressiva. Antes de ter uma ação é importante que você questione quais consequências e benefícios essa atitude irão trazer para você. Você pode sentir dificuldade no início de responder essas perguntas, mas pense quanto você pode evitar complicações por agir por impulso.

#4 – Converse com alguém de confiança ou escreva uma mensagem descrevendo como se sente

E a última estratégia é conversar sobre como está se sentido com uma pessoa em quem você confia, isso ajuda a arejar os problemas e levará você a se sentir melhor, mas caso você não tenha ninguém em quem confia por perto, escreva uma carta ou mensagem descrevendo como se sente, isso ajuda a liberar a raiva e o ressentimento, não precisa entregar a carta ou enviar a mensagem, o que importa de verdade é que você consiga desabafar, expressar os seus sentimentos.

No começo você pode achar difícil colocar essas estratégias em prática, mas isso é uma questão de treinamento e à medida que você as usa pode achar mais fácil aplicá-las, mas se você ainda perceber que tem muita dificuldade em controlar sua raiva, busque um acompanhamento psicológico. Um psicólogo pode te ajudar com esse desafio.

Bibliografia

  1. Carvalho, Marcele Regine, Malagris, Lucia Emmanoel Novaes and Rangé, Bernard P. Psicoeducação em Terapia Cognitivo-Comportamental, (2019) 
  2. Padesky, Christine A, Greenberger Denis. A mente vencendo humor, ( 2017) 
  3. Edelman, Sarah. Basta Pensar diferente (2014)
Laíse Santos Cidade
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar