Desenvolvimento pessoal

5 dicas para ter um relacionamento saudável 

Relacionamentos vão muito além do contato físico. Quando estamos com alguém, compartilhamos muitos momentos felizes, mas também passamos por momentos tristes ou conturbados, seja por situações da vida ou por opiniões diferentes. Pensando nisto, listei cinco dicas de como obter inteligência emocional para superar os obstáculos e manter a saúde do relacionamento. 

Dica #1 – Evite comparações

Engana-se quem pensa que a grama do vizinho é sempre mais verde. Quando comparamos nosso relacionamento com outros, fazemos um julgamento totalmente desproporcional. Cada relacionamento é diferente do outro, e as pessoas também são diferentes umas das outras. Estranho seria se existisse uma fórmula mágica para resolver os problemas e as diferenças de todos os relacionamentos.

Talvez algo que nos leve a crer nessa ilusão de que os relacionamentos dos outros são melhores são as próprias redes sociais. As pessoas gostam de ostentar felicidade, passeios e momentos felizes, mas o que se passa por trás desses registros são situações comuns que todos os casais passam no relacionamento, como brigas e traições.

Isso as redes sociais não mostram, e se nos baseamos nessa realidade virtual, caímos em uma grande mentira e nos frustramos cada vez mais, vivendo de aparências e nos preocupando mais com o que os outros pensam do que com a nossa própria realidade. 

É preciso olhar para o próprio relacionamento e identificar o que precisa ser trabalhado, conversado e discutido, mas sem comparações, apenas olhando para a própria relação e pensando no melhor para o casal. 

Dica #2 – Busquem sempre o equilíbrio

Se estamos falando de relacionamento, então temos que ter em mente que é normal o casal discordar em algumas situações, sejam elas simples ou não. A ideia é que busquem juntos o equilíbrio e o acordo quando as opiniões forem diferentes. É importante ter em mente que o(a) parceiro(a) tem seus próprios gostos, seu jeito de ser e de pensar, e às vezes um simples “não concordo” pode ser motivo de briga. 

Ninguém precisa sempre abrir mão do que gosta ou do que quer para agradar o outro, mas no relacionamento isso às vezes terá que acontecer justamente para o bom convívio do casal, e claro, esse ato de ceder tem que ser recíproco, ou seja, partir de ambas as partes, para que ninguém se sinta prejudicado no relacionamento. 

Dica #3 – Seja gentil

Gentileza gera gentileza. Saiba elogiar a pessoa que está com você, seja educado e mostre sua gratidão quando o outro fizer algo por você ou pelo relacionamento. Mostre que você está feliz com essa pessoa, e que muita sorte de ter encontrado alguém com ela. 

Eu diria que olhar as qualidades do outro é muito fácil quando a vida do casal vai bem. Mas quando os problemas surgem, há um grande perigo de um começar a apontar o dedo para os defeitos do outro, esquecendo muitas vezes de todas as qualidades que o parceiro tem.

Não deixe isso acontecer, tenha sempre em mente que nós, seres humanos, somos dotados de qualidades e defeitos, e que durante uma fase difícil ou durante uma briga é muito injusto voltar nosso olhos apenas para os aspectos negativos que o outro tem, como se não existisse mais nenhum atrativo. 

Dica #4 – Além de namorados/casados, sejam amigos

Relacionamento é sinônimo de companheirismo. Seja no namoro ou no casamento, o casal passará pelos mais diferentes momentos, experiências e sensações. Mostre que você se importa com a pessoa que está do seu lado, e que está ali para o que der e vier, não importa o que aconteça. Mostre que você se importa com os problemas dessa pessoa, e mesmo que você não possa ajudar, está ali para amparar e dar suporte a ela.

Com a rotina acelerada que temos nos dias de hoje, corremos um grande risco de muitas vezes não oferecer esse apoio para o outro. Estamos voltados para os nossos próprios problemas e acabamos esquecendo de que temos alguém que precisa do nosso carinho, afeto e atenção, tanto quanto nós mesmos precisamos também desse suporte quando estamos passando por momentos difíceis e conturbados. 

Ser amigo (a) do (a) parceiro (a) é mostrar que apesar das dificuldades, das diferenças de opiniões e dos obstáculos de um relacionamento, você sempre estará ao lado dele (a) e dará todo seu apoio sempre que for preciso, afinal de contas, a vida não é feita só de momentos bons e fáceis de lidar. 

Dica #5 – Converse com a pessoa que ama

Meus caros, com a minha experiência de psicóloga clínica e com a quantidade de pacientes que atendi com problemas de relacionamento, eu digo a vocês que a grande inimiga de um relacionamento é a falta de diálogo.

Eu sei que a rotina puxada acaba diminuindo o tempo dos casais ficarem juntos, mas mesmo que esse tempo seja curto, aproveite da melhor forma. Pergunte como foi o dia da pessoa que você ama, sobre o trabalho, os estudos, o restaurante novo que ela foi com a galera do trabalho… Conversem sobre tudo. Repito, conversem muito!

Quando você mostra interesse pela vida do outro, ele se sente acolhido e protegido, sente que apesar dos problemas, existe uma pessoa que está sempre ali, pronta para ajudar a superar os momentos difíceis, as crises existenciais e as incertezas desse mundo em que vivemos. Conversar é mostrar que se importa, é dar atenção e abrigo quando as coisas não vão bem. 

Conclusão

Pessoal, como eu disse anteriormente, não existe uma fórmula mágica para se ter um relacionamento saudável, mas existem estratégias para que isso aconteça. 

Quando falamos de relacionamento, estamos falando de um trabalho em dupla, ou seja, ninguém é obrigado a lutar pelo sucesso da relação sozinho, até porque se isso chegar a acontecer, a sobrecarga vem à tona e o relacionamento começa a de desgastar cada vez mais. 

Lembre-se sempre que relacionamentos exigem carinho, atenção, dedicação e respeito, e que apesar dos obstáculos, construir um futuro ao lado de quem quer estar com você é simplesmente maravilhoso. 

Thais Ramos Josué Thoma
Últimos posts por Thais Ramos Josué Thoma (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar