Desenvolvimento pessoal

Saiba por que esses 8 hábitos prejudicam a sua saúde mental

Em primeiro lugar, precisamos entender o que é saúde mental. Ao contrário do que se pode imaginar, o conceito de saúde mental vai muito além da ausência de transtornos ou enfermidades mentais.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a saúde mental é caracterizada por um estado de bem-estar no qual uma pessoa é capaz de apreciar a vida, trabalhar e contribuir para o meio em que vive ao mesmo tempo em que administra suas próprias emoções.

Em outras palavras, isso quer dizer que ter saúde mental significa conseguir lidar tanto com sentimentos positivos, como alegria, amor e coragem, como com os negativos, como tristeza, ciúmes e frustrações.

O que é um hábito

Hábitos são atividades que repetimos com frequência, de forma conscientemente ou não, como escovar os dentes, comer um doce depois do almoço, roer as unhas.

É um comportamento aprendido, bom ou ruim, que mantemos de forma involuntária e/ou espontânea, sem pensar nele. É improvável que uma pessoa consiga viver sem hábitos. Eles facilitam nosso dia a dia e liberam nossa mente para que possamos aprender coisas novas.

Poupam nossos neurônios de trabalhar para atividades simples, como escovar os dentes. Imagine se você tivesse de pensar na coordenação dos pés nos pedais de freio, acelerador e embreagem o tempo todo enquanto dirige o carro. Já pensou?

Hábitos prejudicais à saúde mental

  • Sedentarismo: Atividade física não é apenas boa para o corpo, mas também para a sua mente. Cientistas descobriram que quem pratica esportes três vezes por semana reduz em 19% o risco de ter depressão. Para isso, eles aconselham que as pessoas superem sua preguiça e se disponham, por exemplo, a praticar uma caminhada. 
  • Procrastinação: Aqueles que sempre adiam tarefas importantes o fazem por duas razões: as tarefas causam ansiedade ou estresse. Para quebrar o ciclo vicioso, você pode fazer qualquer atividade que você goste após cada desafio. Por exemplo, depois de concluir a tarefa, veja alguns episódios de suas séries favoritas. No futuro, você não associará mais tarefas difíceis com ansiedade e estresse, mas com diversão e tenderá a atrasá-las com menos frequência.
  • Falta de sono: Dormir não afeta apenas suas funções corporais, como também suas características mentais e emocionais. Por isso é importante ir à raiz dos seus problemas de sono e assim curá-los permanentemente. Além disso, tente tornar seu local de dormir o mais confortável e relaxante possível. Assim, você adormecerá muito mais facilmente!
  • Companhia permanente: Estar permanentemente em companhia de outras pessoas pode danificar sua psique. Isso significa que você não está tirando tempo para ficar sozinho. Para ser feliz, isso é indispensável, pois só assim você pode visualizar e alcançar seus objetivos. De tempos em tempos, marque um horário consigo mesmo.
  • Conversas virtuais ao invés de reais: Redes sociais, como Facebook e WhatsApp, facilitam o contato com amigos e parentes. No entanto, as conversas virtuais não substituem as interações pessoais (“face-a-face”). Para que os efeitos positivos do contato social sejam perceptíveis, você deve se encontrar pessoalmente com amigos ou familiares pelo menos uma vez por semana. 
  • Dependência do aparelho celular: As horas de uso do aparelho celular prejudicam não apenas seus olhos, mas também sua saúde mental. Como os aparelhos celulares cumprem muitas funções, os seus sentidos são super estimulados, de forma que as atividades on-line não deixarão você se acalmar. Resumindo, seu corpo e cérebro não podem se regenerar adequadamente. Portanto, inclua em sua rotina diária um determinado período em que você não usa seu aparelho celular.
  • Relacionamento não saudável: Nem todo relacionamento faz você feliz. Pelo contrário! Relacionamentos tóxicos podem até contribuir para a depressão e outras doenças. Se seu parceiro prejudica sua autoconfiança e sempre o acusa de ser responsável por tudo, isso afeta negativamente a sua saúde mental. Quando os sinais de um relacionamento tóxico se tornam aparentes, é uma boa ideia terminá-lo antes que os transtornos de depressão e ansiedade apareçam.
  • Levar a vida muito a sério: Quem leva a vida muito a sério e analisa tudo, perde a paixão pela vida. Então, ao invés de ficar envergonhado em uma situação embaraçosa, você deveria tentar rir de si mesmo. O riso te deixa feliz e é, portanto, um aspecto crucial para melhorar sua saúde mental.

Hábitos que melhoram a saúde mental

Da mesma maneira que alguns hábitos podem contribuir para prejudicar sua saúde mental, existem outros que fazem o contrário. Exemplo dos últimos são:

  • Uma alimentação balanceada. Existem diversos estudos que mostram como uma alimentação ruim vai fazer com que haja uma perda de hormônios do bem-estar;
  • Ter momentos para contemplar a natureza. Contemplar o pôr do sol, ver o sol nascer, sair para passear ao ar livre, isso pode te trazer benefícios muito importantes principalmente se você for uma pessoa com problemas com sua ansiedade.
  • Tenha momentos de lazer. Mesmo quem é muito focado no trabalho e se sente confortável e motivado em passar horas dedicadas a um projeto precisa de um momento de descanso. Viajar, sair com os amigos ou ficar em casa assistindo sua série preferida: entenda lazer como uma pausa na rotina para respirar novos ares e recuperar as energias.
  • Inicie sessões de terapia. Muitas pessoas pensam que não precisa de terapia ou que é preciso estar com alguma doença mental para procurar um terapeuta. Esse é um pensamento comum e que precisa ser desmitificado. É fundamental procurar ajuda profissional ao perceber dificuldades em lidar com os sentimentos, emoções e as próprias frustrações. Aceitar as falhas e limitações é o primeiro passo para identificar que algo pode ser melhorado. 

Mudando alguns hábitos

Todos esses hábitos podem prejudicar sua saúde mental e precisam ser revistos. Comece a buscar, hoje mesmo, uma mudança através da auto-observação, identificando os seus gatilhos. Vá devagar, mudando aos poucos pequenos hábitos.

Conte com a ajuda das pessoas a sua volta e considere a ajuda profissional. Permita-se viver esse processo. Estou inteiramente disposta a ajudá-lo(a) e apoiar na sua luta e caminhada. 

Espero por você!

Franciele Alves

Psicóloga clínica

CRP-04/61727

Referências:

  1. https://hospitalsantamonica.com.br/o-que-e-saude-mental/
  2. https://www.cienciasmedicas.com.br/blog/dicas-de-saude/dica-de-saude-como-cuidar-da-sua-saude-mental
  3. https://psiquiatriapaulista.com.br/21-habitos-que-estao-prejudicando-a-sua-saude-mental/
  4. https://www.osagaz.com.br/habitos-saude-mental/
FRANCIELE ALVES DA SILVA
Últimos posts por FRANCIELE ALVES DA SILVA (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar