Desenvolvimento pessoal

Adolescência e o medo do futuro

A preocupação com o futuro e a ansiedade

Você já se pegou mexendo no cabelo, roendo as unhas, balançando as pernas, falando alto ou baixo, mexendo no rosto constantemente? 

Já se pegou pensando no futuro e suar frio com essa ideia, ter angústia em pensar qual a profissão seguir, chorando sem motivo aparente? 

Você sabia que pode estar desenvolvendo a Ansiedade por muita preocupação com seu futuro?

Quando estamos preocupados por qualquer motivo, apresentamos sinais no corpo ao termos dificuldades em lidar com as incertezas e a falta de controle das situações desconhecidas. Um exemplo muito comum é quando um adolescente muda de escola, ele fica sem dormir, sente medo, tem ansiedade por imaginar situações que podem ou não acontecer. Essa ansiedade é natural e todos nós seres humanos apresentamos, mas logo controlamos.

A Ansiedade corresponde a um sentimento de medo, tensão, preocupação e está presente nas emoções dos adolescentes ao perceberem que o futuro está logo ali e é necessário fazer algo para se realizar, conforme o desejo. Muitos adolescentes se preocupam em demasia e se sentem incapazes de ter sucesso em suas escolhas. Desta forma, o medo e a preocupação se tornam constantes, tornado esses sentimentos perturbadores e podendo limitar e paralisar as escolhas e atitudes do adolescente.

Essa paralisação passa a comprometer a rotina e tende a dificultar as atividades do dia a dia, gerando:

  • Falta de concentração,
  • Desânimo para fazer atividades físicas,
  • Cansaço,
  • Depressão,
  • Fobias,
  • Baixa autoestima e isolamento.

Enfim, a preocupação com o futuro é um processo natural do amadurecer nesta fase da vida, lembre-se que é no presente que construímos o futuro.

O adolescente e o meio externo em que ele está inserido

Como somos seres biopsicossociais, o ambiente onde o adolescente está inserido poderá ajudá-lo ou prejudicá-lo no processo de enfrentamento do futuro. Se os pais do adolescente forem pais que facilitam a vida deste jovem, promovendo ações que amenizam o estresse e a ansiedade neste momento na vida do adolescente, isso o ajudará a passar por esse momento com mais facilidade.

Ações como manter o diálogo, proporcionar lazer, estimular a atividade física e junto com o adolescente traçar um método para ajudá-lo. A figura da família é muito importante neste processo.

Já o ambiente estressor, que causa incertezas, solidão, violência, falta de diálogo, problemas financeiros da família, poderá proporcionar ao adolescente dificuldades em se sentir seguro em lidar com esse medo de encarar o futuro, podendo trazer um sentimento de baixa autoestima, incapacidade, depressão, isolamento e a aproximação com drogas lícitas ou ilícitas.

Outra dificuldade que o adolescente terá de encarar pela frente é perceber que ele está sozinho para alcançar seu futuro, dependerá dele aplicar-se para estudar e passar no curso que deseja no Enem, dependerá dele terminar o curso de inglês que ele começou, dependerá dela tirar sua carteira de habilitação. Eles muitas vezes, se sentirão só em etapas da vida, e algumas etapas eles vão precisar ser resilientes para alcançar seus sonhos e desejos. 

É muito natural que os adolescentes se apeguem aos amigos e a um grupo social, e ao perceber que os outros amigos ou colegas estão conseguindo alguns sucessos e ele não, logo sentirá um sentimento de fracasso. É preciso entender que cada pessoa tem sua dinâmica e movimento, cada pessoa tem uma habilidade e logo o adolescente, com calma e consciência, encontrará seu tempo e assim caminhará para construir seu futuro.

Quando a responsabilidade chega, o medo, a insegurança vêm juntos, porém será preciso o adolescente passar por suas próprias experiência para ter habilidade para lidar com as outras experiências no futuro, sejam elas boas ou ruins.

Entenda, a adolescência é uma fase caracterizada por mudanças, pelo conflito, não entender direito quem ele(a) é, perceber que deixou de ser criança, mas não saber como lidar como essa nova fase da vida, pois ainda não é um adulto. 

Ser adolescente é…

Ser adolescente é perceber um exagero nos seus problemas, sentir suas dificuldades como únicas e insolúveis, tender a ser dramático ou sensível aos estímulos externos. Um simples não é suficiente para dar início a uma guerra.

Enfim, é uma fase do desenvolvimento humano e que traz muita mudança na cabeça do adolescente.

Vamos conhecer alguns sintomas que a ansiedade poderá apontar no comportamento:

  • Ataque de pânico,
  • Comportamento antissocial,
  • Dores no corpo,
  • Enxaqueca,
  • Taquicardia,
  • Dificuldade em respirar,
  • Medos irracionais,
  • Pensamentos disfuncionais,
  • Distúrbio do sono,
  • Insegurança,
  • Baixa autoestima

O adolescente também poderá ter alguns cuidados para lidar com a ansiedade, como:

  • Praticar exercício físico,
  • Se alimentar bem,
  • Respeitar sua identidade,
  • Ter uma rotina,
  • Fazer exercício de relaxamento

Bom será que ao perceber que a Ansiedade está chegando que o cuidado seja redobrado, para ser tratada e dada a devida atenção a essa doença mental. Iniciar o tratamento o mais rápido possível possibilitará o freio de vários outros sintomas, como citamos acima.

Mas, como a psicoterapia pode ajudar neste momento de desajuste e manter o controle da emoções?

A psicoterapia é um tipo de terapia que tem por finalidade tratar os problemas psicológicos, como a Ansiedade, a Depressão, dificuldade de relacionamentos e outros problemas de saúde mental. Neste caso específico, ajudará o adolescente a trilhar esse caminho com alguns instrumentos, que facilitará esse momento de transição, como:

  • Identificar o que desencadeia a ansiedade,
  • Trilhar caminhos para minimizar os sintomas da ansiedade,
  • Trabalhar a insegurança,
  • Controlar e desmistificar os pensamentos negativos,
  • Tratar as fobias sociais,
  • Amenizar sofrimentos psíquicos.

A psicoterapia se baseia no autoconhecimento e na autorreflexão, o objetivo é ajudar o paciente a encontrar as respostas, que o ajudará a enfrentar novos horizontes e objetivos. O importante é que o profissional que vai atuar com o adolescente, compreenda essas mudanças do organismo e o reflexo delas no humor do mesmo.

Se você está com dificuldades e se sente fracassado, com dificuldade de expressar sua dor, não hesite em procurar ajuda. A psicoterapia lhe ajudará nessa etapa.

 

Psicóloga Francisca Carvalho. 

CRP 41/520

FRANCISCA ARAUJO DE M CARVALHO
Últimos posts por FRANCISCA ARAUJO DE M CARVALHO (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar