Desenvolvimento pessoal

Aprenda a conversar e tenha a vida íntima que você deseja

Conversar sobre sexo costuma ser difícil para a maior parte dos casais. O casal compartilha a casa, o dinheiro, os filhos e, também, seu corpo. Mas, quando chega a hora de falar ou mostrar algo na cama homens e mulheres podem ter grande dificuldade.

Acontece que comunicar-se é fundamental. Casais que se comunicam bem, especialmente sobre sexualidade, tendem a ter menos conflitos em outras áreas da relação e também se sentem mais felizes e satisfeitos. 

Uma pesquisa mostrou que casais com uma boa comunicação têm 70% mais chance de darem certo.

Por que é tão difícil?

A maior parte das pessoas em nossa sociedade não é ensinada sobre sexo.

Sexo não faz parte das conversas da escola ou de casa e quando começa a fazer parte da roda de amigos, geralmente é com um clima de proibição que faz com que todo mundo se sinta inadequado, inexperiente e simplesmente como se estivesse falando de algo errado e ruim.

Portanto, é difícil falar sobre sexo porque não somos treinados para tal.

Primeiros passos 

O primeiro passo que é necessário para comunicar-se bem é saber exatamente o que você deseja comunicar. Para isso é preciso conhecer-se bem, suas vontades, desejos, o que a(o) estimula mentalmente e fisicamente, o que não a(o) estimula, etc.

Este auto-conhecimento vai permitir que você se sinta mais segura(o) e confiante.

O segundo passo é acreditar que você merece ter prazer e uma vida sexual plena.

Enquanto você não acreditar em seu direito a uma vida sexual de qualidade, como direito humano (isso mesmo, você sabia?), nenhuma comunicação vai funcionar.

Treine sozinha(o)

Antes de partir para a conversa, treine sozinha(o). Experimente falar sobre sexo na frente do espelho. Treine as palavras, frases e gestos que gostaria de expressar. O melhor jeito de ficar à vontade com um assunto é treinar muito.

Vale a pena também escrever suas ideias principais e a partir daí planejar como quer expressá-las. Aqui embaixo você vai encontrar muitas ideias de como conversar, com palavras ou com o corpo, e conseguir uma resposta positiva do seu parceiro ou parceira.

Comece fora da cama

Para começar é mais indicado que você abra espaços para falar sobre sexo, preliminares, gostos e preferências em momentos de carinho ou que vocês estejam relaxados e descontraídos.

Muitas vezes quando se fala na hora do sexo, pode soar meio instrutivo demais, como uma ordem. Quando as pessoas estão sexualmente frustradas ficam arredias, agressivas e se retraem. Portanto, use os momentos antes e depois do sexo para conversar, não somente durante a relação.

Inicie a conversa

Comece dizendo o quanto a sinceridade e honestidade é importante para você, e que o seu prazer e do seu parceiro(a) é realmente importante para você. Faça as perguntas certas:

  • “Do que você gosta? Do que você não gosta?”
  • “Tem algo que eu faço que você gosta mais? Por quê?”
  • Tem algo que eu faço que você não gosta?”
  • “Tem algo que você gostaria de tentar?”
  • “Qual o momento que você mais sente vontade de estar junto?”

Fale de forma positiva

O modo como você fala com seu parceiro faz toda a diferença. Lembre-se que ninguém gosta de se sentir diminuído ou insuficiente, principalmente na cama. Por isso, tome cuidado com as palavras.

Por exemplo, ao invés de dizer “Por que você não faz mais preliminares?”, você pode reforçar o positivo que ele já faz, ou como gostaria que fizesse: “Sabe, adoro quando você beija meu corpo todo antes da penetração, fico nas nuvens!”. Com certeza, o modo positivo sempre trará mais resultados, pois levanta menos resistência e bloqueios.

Use o corpo

Você já deve ter ouvido a frase de que “o corpo fala”. E é verdade. Nossa primeira forma de comunicação é com o corpo: nossas expressões faciais, a mímica que fazemos quando crianças. Portanto, expressar com o corpo é uma forma básica de comunicação e que pode provocar menos resistência no parceiro.

Pratique dando e recebendo toques em áreas menos óbvias do corpo. Por exemplo, acaricie o pescoço, braços, a parte detrás dos joelhos, a coluna. Esqueça os vídeos pornô, que focam exclusivamente nos genitais, e mostre ao seu companheiro outras áreas de prazer. Sinalize dizendo o quanto é gostoso o toque em outras partes, o beijo, etc. Esqueça o objetivo do orgasmo por enquanto, foque em explorar e comunicar sensações agradáveis.

Tenha paciência (e persistência)

Mudar leva tempo e paciência. Entenda que você terá que dizer algumas vezes, ou redirecionar seu parceiro algumas vezes até que a mudança de comportamento seja efetuada. 

Principalmente em relacionamentos mais longos, em que um padrão e um script já estão definidos. Não espere grandes mudanças com apenas uma conversa. Todos têm sua história e suas próprias barreiras e dificuldades. Tente algumas vezes, observe se seu parceiro procura atender suas sugestões. Se não todas, pelo menos algumas, e diga a ele o quanto aprecia desta dedicação. 

Comece no início do relacionamento

Nos relacionamentos novos, dizer que deseja e mostrar como deseja leva a encontros mais prazerosos e, caso o relacionamento vá adiante, você evita desenvolver padrões ruins. Veja: se você fingir orgasmo toda vez que estiver com seu parceiro, você estará ensaiando exatamente o contrário do que deseja: estará ensinando como não fazer certo todas as vezes.

Procure ajuda especializada

Algumas vezes conseguimos avançar sozinhos, mas outras vezes uma ajuda é bem-vinda. Bloqueios em relação à sexualidade, que vem de uma educação rígida ou repressora e também da falta de informações confiáveis sobre sexo podem gerar insegurança e medo. Nestes casos, a ajuda de um profissional como o psicólogo especialista em sexualidade é fundamental.

Durante os atendimentos o psicólogo dará informações científicas e confiáveis sobre sexualidade, prazer sexual, o corpo do homem e da mulher. Também vai adaptar técnicas de comunicação verbal e não-verbal para cada caso e tipo de problema que o casal apresenta. 

Uma boa conexão emocional e sexual é possível, mas é preciso vontade, treino e persistência. A recompensa? Uma vida íntima maravilhosa!

 

Gabriela P. Daltro

Gabriela Pavani Daltro

Bem-vindo (a) ao meu consultório virtual! Este é lugar para trabalhar suas dificuldades e conflitos na área sexual e no relacionamento amoroso. Se você sente dificuldades com o prazer, com o orgasmo, se vem perdendo o desejo sexual ou tendo problemas com desempenho como dor, ejaculação muito rápida, dificuldades com ereção, saiba que existe ajuda especializada. Durante o processo de terapia vou abordar com você as dúvidas e os caminhos possíveis para restabelecer uma vida íntima de qualidade. Se suas dificuldades são os conflitos em outras áreas do relacionamento como comunicação, brigas, crises, traição, etc. pode contar comigo. Atendo casais online em terapia de casal para ajudar vocês a retomar a relação com mais harmonia e equilíbrio. Realizo atendimento bilingue em inglês, individual ou casal. I offer bilingual service, send me a message for more info. Tem dúvidas se posso te ajudar ou sobre o funcionamento da terapia? Me envie uma mensagem no whatsapp que já te respondo 🙂 Até breve!
Gabriela Pavani Daltro

Últimos posts por Gabriela Pavani Daltro (exibir todos)

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar