Sua equipe sabe como dar feedback? Confira 5 dicas indispensáveis

Dois homens conversando, trocando feedback

O feedback é uma ferramenta muito importante nos trabalhos em equipe. Com ele as pessoas podem saber em quais funções têm um melhor desempenho e quais habilidades precisam desenvolver.

Porém, ele deve ser repassado com muito cuidado, de forma que essa informação sirva como motivador e norteador para o trabalho da equipe e não dar “um banho de água fria”.

Aqui vão algumas dicas que podem tornar seus feedbacks mais assertivos e melhorar a sua relação com a equipe de trabalho. 

1. O feedback deve ser dado pelo superior hierárquico

O superior hierárquico tem a responsabilidade de manter a organização, coesão e motivação da equipe, portanto é dever do coordenador repassar o feedback para as seu grupo de trabalho.

Se o coordenador se eximi dessa responsabilidade solicitando a outra pessoa do grupo que faça essa função ele pode gerar desentendimentos dentro da equipe e estimular sentimentos como ciúmes e competitividade que não são saudáveis para o trabalho em grupo.

2. Repasse o feedback de forma individualizada

Como algumas atividades na empresa, geralmente, são feitas em grupo ou por projeto, prefere-se reunir todos os colaboradores envolvidos nas tarefas para repassar o feedback. No entanto, se dado de forma coletiva pode ser constrangedor para alguns funcionários.

Para evitar isso, marque um horário para atender cada colaborador. Passe o feedback individualmente, apontando as características desempenhadas por aquela pessoa.

3. Evite comparações

Quando alguém da equipe se destaca perante aos outros membros, é comum considerá-lo como exemplo a ser seguido. Porém algumas pessoas podem se sentir ignoradas e menosprezadas quando apenas um colaborador é constantemente elogiado.

Sendo assim é importante evitar comparações. Quando se personaliza o sucesso do grupo é possível que se criem atritos e não se particulariza os pontos de melhoria. Mostre ao funcionário em que pontos ele deve se aprimorar e parabenize-o pelo esforço que ele teve.

4. Seja objetivo no feedback

Em muitas situações, o feedback costuma ser demorado e, mesmo assim, o colaborar não entende o que foi passado. Para evitar esse erro de comunicação, seja objetivo.

Diga exatamente onde estão os erros e acertos. Sempre pergunte ao colaborar se ele entendeu o que foi explicado. Afinal, se houver dúvidas não resolvidas, o erro persiste.

5. Procure uma ajuda especializada para dar feedbacks adequados

Não é tarefa fácil passar um feedback ao colaborador. Ainda mais quando for por mal desempenho. No entanto, com a orientação de um psicólogo tudo pode ficar mais simples.

Este profissional conhece bastante sobre o comportamento humano e pode indicar a melhor abordagem para repassar um feedback. Procure uma ajuda especializada e melhore a motivação da sua equipe. Para esse processo também ficar mais eficiente, é interessante você saber como mapear competências de seus colaboradores. Isso ajuda a identificar problemas pessoais e outros fatores que interferem no desempenho do trabalho.

 

E aí? Como você costuma dar feedback a membros da sua equipe de trabalho? Deixe o seu comentário aqui no post!


Referências:

Braia, Filipa, Luís Curral, and Catarina Gomes. “Criatividade em contexto organizacional: o impacto de recompensas extrínsecas e do feedback negativo no desempenho criativo.” Psicologia 28.2 (2014): 45-62.

MISSEL, SIMONI. Feedback corporativo-Como saber se está indo bem. Saraiva Educação SA, 2017.

Qualidade de vida dos colaboradores
Psicologia Viva

Deixe seu comentário aqui

Assine nossa newsletter

Outros posts que você também pode gostar

Assine nossa newsletter

Fique por dentro dos melhores conteúdos sobre bem-estar, saúde e qualidade de vida

Saúde mental, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

Através do nosso programa de saúde mental, as empresas reduzem perdas com afastamento do trabalho por demandas emocionais.

Fechar
Fechar