Desenvolvimento pessoal

Como se sentir mais confiante: 8 dicas para fortalecer a sua autoconfiança

Eu sou uma fraude!

Será que sou bom/boa o suficiente? Você já se fez esta pergunta em uma situação nova, ou até mesmo em uma situação bastante familiar, mas que te faz sentir desconfortável? Você já sentiu medo, vontade de ser invisível? Já sentiu desejo de que aquele evento fosse cancelado para que você pudesse evitar a situação e assim se livrar do sentimento? Com certeza sim!

A insegurança faz parte de nossas vidas e traz um sentimento de inferioridade, como se você não fosse adequado(a) para realizar uma tarefa ou para se sentir amada e reconhecida.

Eu, por exemplo, senti isso algumas vezes quando pensei em escrever este artigo. Duvidei da minha capacidade e do meu conhecimento sobre o assunto. Pensei até mesmo que algumas pessoas podiam não se interessar pelo conteúdo e que, além do mais, existem outras pessoas mais gabaritadas que eu para fazer isso.

Por que me sinto assim?

Isso acontece porque em muitos momentos nos falta autoconfiança. Autoconfiança é a capacidade de nos sentirmos seguros e competentes para realizar uma função que consideramos importante.

Por isso que muitas vezes nos sentimos inadequados, tentando nos adaptar às exigências do mundo. Em busca de adaptação, ficamos em frangalhos, pois vamos deixando a nossa própria essência por aí.

Para ficar “bem” aos olhos dos outros, acabamos nos anulando.

O que acontece quando não nos sentimos confiantes?

A falta de autoconfiança nos paralisa em nossa zona de conforto. Sabe aquele lugar tão seguro e quentinho de onde precisamos fazer um esforço absurdo para sair? Isto é a zona de conforto.

Pessoas com baixa autoconfiança gastam muita energia tentando acertar sempre. Da mesma forma, fazem de tudo para encobrir seus erros, contando até com ajuda de outras pessoas para isso.

Mas essa postura, além de não ser efetiva, só ajuda a provocar mais sofrimento. Te joga em um looping de sentimentos que te amarram e impedem de realizar os seus sonhos.

E por que é tão difícil sentir autoconfiança?

Um dos maiores medos do ser humano é o da rejeição. A possibilidade de frustrar as expectativas de outra pessoa nos paralisa.

Além do mais, mesmo com tantas mudanças que passamos em nossas vidas, muitas vezes ficamos presos ao passado como se estivéssemos em uma masmorra.

Criamos regras para nós mesmos a partir de algumas situações vividas, palavras escutadas, olhares recebidos. Assim como algumas frases foram determinantes em algum momento das nossas vidas:

“Você não faz nada direito!” Está tudo errado!” “Você nunca será tão bom quanto seu irmão”.

Enfim, palavras que você ouviu, que você internalizou ou mesmo que interpretou e que agora ficam martelando em sua cabeça toda vez que você percebe o desafio. O que acontece é que em situações desafiadoras, somos capturados pelo nosso passado e defendemos a nossa ideia sobre nós mesmos como se disso dependesse a nossa vida.

Você vai se esforçar para que seu pensamento seja coerente com suas ações

Acontece comigo também. Muitas vezes em que me senti insegura, adquiri comportamentos sabotadores de mim mesmo.

Por exemplo, um texto muito complexo me faz interromper a leitura e olhar o celular. Da mesma forma, se acho que não consigo escrever como queria, abro uma nova aba no computador para pesquisar um assunto irrelevante para o momento.

Todos esses são comportamentos de esquiva, que nos tira do nosso foco e reforça aquela nossa ideia de incapacidade. Nós somos os nossos maiores sabotadores.

Mude as regras e comece a se sentir mais confiante

Entenda que se a sua realidade mudou, a regra também precisa mudar. As regras devem ser adaptadas ao seu presente. Lembre que o seu passado você não pode mudar, mas você pode mudar a forma como se relaciona com ele.

Da mesma forma, os eventos ao seu redor são incontroláveis. Mas você pode controlar o impacto que isso causa em você escolhendo como agir.

O que fazer para se tornar mais confiante?

  • Seja gentil com você e aceite suas limitações – Entenda que nenhum ser humano pode acertar o tempo todo e você tem direito de falhar. Erros fazem parte da vida e são importantes para o nosso crescimento.
  • Permita-se sentir medo – O medo é uma emoção importante para a nossa sobrevivência, nos faz parar pra pensar antes de agir e nos protege de situações que nos trazem riscos. Por isso, entender quando o medo é inconsistente e insubstancial, é o segredo para a ação.
  • Neutralize as pessoas que alimentam a sua crença de que você não é boa o suficiente – Muitas pessoas podem ter um papel nocivo em nossas vidas. Precisamos aprender a editar a importância que damos ao outro e a forma como que ele nos afeta.
  • Comece e termine alguma coisa – Estabeleça metas e tarefas e se proponha a cumprir tarefas ao longo do dia. A sensação de que você concluiu algo a que se propôs,  te trará o sentimento de realização.
  • Neutralize os pensamentos ruins- Você é capaz de gostar de quem você é? Quanto do seu tempo você se dedica a pensar em seus pontos fortes e a desenvolvê-los? Cuide da sua autoestima, procure se aceitar e se valorizar, focando em ressaltar o que você tem de melhor.
  • Escolha agir – Aja de acordo com os seus valores e não com sua história passada. Você terá a sensação de viver de forma mais eficaz e significativa.
  • Vença as crenças negativas  – Faça uma retrospectiva e identifique as oportunidades que você perdeu por medo de não se sentir capaz. Procure entender a origem dessas crenças e vá desconstruindo uma a uma, lembrando dos momentos que se sentiu vitorioso. Com esse exercício, pouco a pouco as crenças vão deixando de fazer sentido.
  • Pense nas consequências – Avalie de fora a situação e pense em tudo de pior que poderia acontecer se você tomasse essa atitude. Será que desistir é mesmo a melhor opção?

Como a psicologia pode te ajudar a se sentir mais confiante

Sabemos que sem ajuda pode ser mais difícil chegar onde desejamos. Muitas vezes precisamos de um direcionamento na busca da aceitação e da mudança.

E é isso que a psicologia faz por você.

  • Te ajuda a entender as regras que controlam o seu comportamento –  Através de uma escuta treinada e sem julgamentos, o psicólogo te ajuda a descrever essas crenças que você criou sobre você e que controlam seu modo de agir.
  • Te ajuda a desconstruir as regras – Faz você entender que as regras não fazem sentido. E que você pode viver de acordo com a pessoa que você é hoje e não a que já foi um dia.
  • Te ajuda a praticar o autoconhecimento – O autoconhecimento é um processo transformador. Quando nos conhecemos entendemos o que nos leva a agir de determinada forma. Assim, fortalecemos nossos pontos fortes e identificamos o que nos causa sofrimento, buscando novas formas de lidar.
  • Te dá ferramentas para enfrentar as situações que causam sofrimento As armas estão em você, mas o psicólogo te ajuda na aquisição de novas regras que te levam às modificações que você precisa fazer.

Mesmo com toda a insegurança, eu escolhi agir. Escolhi escrever o artigo e provar para mim mesma a minha capacidade. Por isso me preparei, estudei e fundamentei minhas ideias para que fizessem sentido. Assim, superei os meus medos e venci as minhas crenças de que eu não seria boa o suficiente para estar aqui.

Confiei em mim e me propus a terminar o que comecei em um prazo estabelecido.

Fácil não é, mas tudo depende das escolhas que fazemos para nós mesmo. Que escolhas você quer fazer para a sua vida?

 

Larissa Santiago Ladeira

Está difícil pra você lidar com tantas pressões? As vezes precisamos de uma escuta profissional, sem julgamentos, que nos ajude e nos guie para um caminho de mudança e maior aceitação de nós mesmos. Sou psicóloga clínica com especialização em Análise do comportamento. Meu propósito é te ajudar a encontrar a sua motivação em sua vida pessoal e profissional. Com a aquisição de comportamentos mais úteis para a sua vida, você aprende a quebrar as barreiras que te impedem de ir em busca dos seus sonhos. Uma vida mais equilibrada vai depender muito da forma como você se comporta no mundo. E, usando estratégias da psicologia comportamental, eu posso te ajudar a modificar comportamentos que causam tanto sofrimento. Esses novos comportamentos vão te levar a uma vida de maior aceitação de você mesmo e do outro. Agende sua consulta comigo e vamos conversar! Se você tem dúvidas sobre o atendimento psicológico ou gostaria de ter certeza se eu sou a profissional mais indicada para o seu caso, fique à vontade para entrar em contato comigo via whatsapp, ou e-mail. Me acompanhe também no instagram @psi.larissasantiago. Estarei à disposição para esclarecer suas dúvidas. Aguardo você!
Larissa Santiago Ladeira

Últimos posts por Larissa Santiago Ladeira (exibir todos)

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar