Psicologia geral

Competências socioemocionais: O que você deve saber

Ao referir-se às competências socioemocionais, é importante levar em conta que vamos falar de um conjunto de habilidades que são inerentes ao ser humano e que quando devidamente treinadas e desenvolvidas em cada indivíduo, oferecem grandes contribuições tanto no aspecto individual, quanto no aspecto social. 

Ou seja, toda a sociedade se beneficia quando cada pessoa é motivada a desenvolver sua potencialidade, proporcionando, a partir daí, maior interação pessoal e interpessoal

O desenvolvimento humano

Considerando a perspectiva da teoria histórico-cultural de Lev Vigotsky, o desenvolvimento humano ocorre, fundamentalmente, a partir de interações que o indivíduo estabelece e experimenta no meio social, no qual ele está inserido. 

O ambiente contribui para que sejam formados os pensamentos e os sentimentos, e esses influenciam diretamente na maneira de se comportar, de agir e de reagir dos indivíduos, frente aos desafios e situações que a vida oferece diariamente. 

A humanidade está vivenciando novos tempos, que trazem novas formas de fazer as mesmas coisas, e novas maneiras de se posicionar perante a vida. O processo de desenvolvimento das habilidades humanas, está caminhando para oferecer um olhar voltado para a pessoa como um todo, de forma integral, abrangendo outros aspectos do ser e não somente a parte cognitiva.

Ou seja, desenvolver-se intelectualmente é de suma importância, entretanto, faz-se necessário também, a aquisição do conhecimento em áreas ligadas aos relacionamentos, à convivência, à interação social. Como por exemplo: desenvolver aptidão para realizar tarefas juntos, criar vínculos de união, para que a vida em sociedade seja mais harmônica e focada no todo. 

Diante desse novo cenário, as competências socioemocionais são convidadas a fazer parte do repertório de comportamentos diários que cada pessoa desempenha nos mais diversos ambientes, seja no trabalho, no meio acadêmico, familiar, na sociedade, independente de ser aqui ou do outro lado do mundo. 

As novas habilidades facilitam a melhoria da qualidade da convivência em sociedade, pois, são instrumentos que irão proporcionar estabilidade emocional, para que o indivíduo possa agir da maneira mais adequada e favorável possível, mesmo quando a situação que estiver experimentando esteja em um contexto desfavorável. 

Os três grupos de competências socioemocionais

Podemos enumerar as competências socioemocionais em três importantes grupos:

Grupo das competências relacionadas ao conhecimento 

Estas competências vão dizer a respeito da importância do conhecimento na vida de cada pessoa, pois buscar o conhecimento é a possibilidade de exercitar o seu lado curioso, o seu lado cientista, é extrair a sua essência criativa nas mais diversas áreas, abrindo-se para uma gama de eventos que permitem que se investigue a realidade, amplie sua visão sobre o seu mundo e o mundo que nos rodeia.

Vai auxiliar na  percepção das mais variadas manifestações artísticas e culturais, pois enriquecem a  convivência e a participação social, uma vez que, ao ampliar o conhecimento, compreende-se melhor a realidade como um todo, e ao compreendê-la melhor, valoriza-se a diversidade, fator que contribui muito positivamente para minimizar as possibilidades de preconceito e indiferenças, colaborando para a construção de um ambiente mais inclusivo, mais participativo, que alimente a mente com inovações que sejam contribuição para a humanidade. 

Grupo das competências relacionadas a habilidades

Está relacionado à habilidade humana de desenvolver os mais diferentes canais de comunicação, como porexemplo: comunicação oral, visual, corporal, sonora, digital,  dentre outras.

Elas são necessárias para se fazer entender e captar maiores informações do ambiente, a partir do que está sendo dito e compreendido. A linguagem  não verbal muito tem a nos dizer, e através dela acontece a expressão de sentimentos e pensamentos, compartilha-se informações, favorecendo a prática da  responsabilidade, exercitando o desenvolvimento de consciência crítica, produzindo o entendimento de situações que são vividas diariamente. 

Grupo de competências relacionadas a atitudes e ao caráter

Este grupo de competências vai propor reflexão sobre a importância do indivíduo se posicionar de maneira ética, tanto consigo mesmo como com as outras pessoas e com o ambiente de modo geral. É preciso que se desperte o entendimento de que o que afeta um ser, nesse planeta, afeta a todos os outros.

A sua ação no mundo, não é uma ação isolada. A sua participação nesse capítulo da história, constrói-se cada vez que você olha à sua volta e percebe que você não é o único ser que sente necessidades, que passa por dificuldades e que tem questões internas ainda a serem resolvidas; a sua  participação efetiva começa quando você inicia a prática da empatia, que é justamente a sensibilidade de se colocar no lugar de outra pessoa, ver o mundo, pelo filtro de outra pessoa, sendo agente de solução, facilitando os diálogos.  

Quais são as principais competências socioemocionais?

Listamos algumas! Vamos a elas? 

  • Criatividade: Consiste na capacidade de criar, desenvolver ideias que expressem o seu melhor, que sejam utilizáveis para gerar benefício em sua vida e na vida de outras pessoas.
  • Pensamento crítico: Capacidade de agir de maneira racional, colocar mais razão na resolução das questões diárias, observar, avaliar, analisar os pontos positivos e pontos fracos da situação, para então agir com clareza e flexibilidade, visando o bem comum.
  • Comunicação: Capacidade de expressar opiniões, ideias, relacionar-se com assertividade, ou seja, dizer sim, quando for sim, e dizer não, quando for não de maneira sincera e gentil, além estabelecer diálogo para assim conviver com as diferenças. Fazer-se compreender.
  • Colaboração: Participar com boa vontade, contribuir, ajudar, ter atitude prestativa.
  • Atenção plena: Direcionar o foco da sua atenção para o momento em que estiver realizando determinada tarefa, foco no agora.
  • Curiosidade: Atitude de aceitação da aprendizagem, aprender sempre, incentivar a busca de novos conhecimentos, buscar soluções, a partir da motivação para explorar novos contextos.
  • Coragem: Acreditar em si. Saber que você pode superar suas limitações, se tiver uma atitude respeitosa para com o seu medo. O medo tem sua função positiva, mas contornar a situação, apesar dele, é coragem que pode ser conquistada.
  • Resiliência: Permanecer perseverante mesmo diante de situações desafiadoras, como por exemplo, esse momento atual de pandemia, que estamos todos vivenciando, adequar-se às novas exigências, às situações de mudanças, ser flexível.
  • Ética: Para conviver em sociedade, é preciso observar valores, regras, modo de ser e agir, visando crescer e conviver.
  • Liderança: Capacidade de se posicionar frente aos desafios, com maturidade e responsabilidade.
  • Metacognição: Reconhecer o seu próprio valor, saber da sua capacidade de aprender e transformar a sua aprendizagem em algo valioso, para você e para a sociedade.
  • Mentalidade de crescimento: É compreender que crescer é uma oportunidade para  progredir, colocar seus conhecimentos em prática e que os desafios nos tornam pessoas melhores e preparadas para buscar soluções juntos.

Em síntese, as competências socioemocionais são atitudes que podem e devem ser desenvolvidas e treinadas, para que a vida em sociedade possa ser uma experiência agradável, que facilite a aquisição de constantes transformações, necessárias para o desenvolvimento humano, pois, sempre conduzem a uma perspectiva mais  sustentável e solidária.

 

Referências:

  1. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1808- 56872017000200004
  2. https://www.somospar.com.br/wp-content/uploads/2018/07/ebook-competencias socioemocionais-bncc.pdf.
Joelma Félix Pio
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar