Ansiedade

Depressão: A dor invisível

Os acontecimentos inesperados

A sua vida estava tranquila e normal, tudo estava em perfeita sintonia, quando de repente surge um furacão e tira toda a sua estabilidade. O seu porto seguro não existe mais, e no lugar está um vendaval com uma chuva bem fria.

Você se pergunta: O que será que aconteceu para a sua vida ter mudado de uma forma tão brusca e inesperada?. Você se pergunta: O que fiz para merecer isso?

Engraçado você já reparou como nunca estamos preparados para os acontecimentos inesperados? 

Em um dia você tem alguém do seu lado e no outro ele foi embora. Um dia você tem um emprego e com ele a tão necessária estabilidade financeira, e no outro dia você é demitido. Hoje, todos da sua família estão bem e, de repente, alguém descobre uma doença e com isso vem o desespero e o medo da perda. Hoje está tudo ótimo e de repente tudo se perde e você é obrigado a lidar com mudanças, incertezas e frustrações.

De repente toda as suas certezas se tornam incertezas. A sua tranquilidade dá lugar a insegurança. Você vê a sua vida virar de cabeça para baixo, e o pior, sem conseguir fazer nada.

Neste exato momento você é tomado por uma repentina tristeza e um desespero sem fim. Suas forças parecem ter acabado e junto com ela o seu sono. E você se pergunta o tempo todo por que está passando por isso.

Os sintomas da depressão

As suas noites se tornam dias, e com isso se perde até mesmo nas datas e dias de semana. A vida perdeu seu colorido, e deu lugar às lágrimas. Você se sente sufocado, com o peito apertado, e muito inseguro com tudo e com todos. Você começa a admirar a solidão e a contemplar o silêncio. Você se sente o tempo todo cansado, mesmo que tenha dormido muito bem durante a noite. Você olha para o espelho e não reconhece mais a pessoa que está vendo. A única coisa que te deixa bem é quando você está com você mesmo.

A palavra prazer para você já não tem mais sentido. A vida perdeu o sentido e junto com ela o seu ânimo, a sua autoestima, a sua vontade de viver.

Todos esses sintomas citados acima e mais alguns outros fazem parte da depressão. A depressão é uma doença que merece ser dado muita atenção, pois ela começa devagar e de repente toma conta de todo o seu ser.

Uma das melhoras medidas protetivas contra a depressão é falar sobre o que te aflige e te machuca, e como isso te atormenta.

A depressão pode surgir de várias formas, por exemplo:

  • Com a perda de um ente querido,
  • Com o término de um relacionamento,
  • A perda de um emprego, de uma amizade,
  • Com a descoberta de uma doença,
  • Etc.

Várias são as formas que um problema pode lhe afetar, pois vai depender de como você está naquele momento. 

Se a depressão bater na sua porta, não abra. Se o desespero bater na sua porta, diga não a ele e diga sim à vida. A partir de agora, comece a colocar para fora tudo o que lhe aflige, tudo o que lhe incomoda, tudo o que lhe faz sentir inferior aos demais. E como?

O que fazer quando vivemos um momento de depressão?

O primeiro passo é: procure ajuda de um profissional, pois ele sabe como ajudá-lo (se precisar de minha ajuda, estarei à disposição).

O segundo passo é: comece escrevendo. Isso mesmo que acabou de ler, eu disse escrevendo. Faça como na época da adolescência quando tinha um diário e escrevia nele quando estava triste ou quando algo acontecia com você. Toda hora que você sentir que está sozinho, que está angustiado ou desesperado, comece a escrever sobre o que está te deixando assim. Isso é uma forma de você falar sobre o que está te machucando e ao mesmo tempo desabafando.

Escrevendo sobre as suas angústias e seus medos você irá se ajudar muito a se fortalecer e a enfrentar o seu cotidiano com mais leveza.

Todas as vezes que você sentir que a angústia está se aproximando de você não permita que isso aconteça, não se entregue. Não é fácil, eu sei, mas você não pode se deixar vencer por ela. Aprenda a falar sobre o que te incomoda, isso faz com que você se sinta melhor. Aprenda que toda vez que você é maltratado e a sua reação a isso é o silêncio você está contribuindo para o seu adoecimento e assim ferindo a sua autoestima.

Algumas dicas importantes

Algumas dicas que eu quero que você pratique sempre a partir de agora, são elas: Aprenda que você merece ser bem tratado. Aprenda que você merece ser respeitado. Aprenda que quem te machucou não merece as suas lágrimas. Aprenda que ninguém é melhor que você. Aprenda que nunca é tarde para recomeçar. Aprenda a se amar em primeiro lugar. Aprenda que não há mal que dure para sempre.

Para completar este texto eu quero falar que a depressão não é uma escolha de vida, pois ninguém quer sentir o que uma pessoa depressiva sente.

E para você que julga ou debocha de alguém que tem depressão, eu te falo uma coisa, você não sabe de nada. Você não sabe o que é ver a vida em preto e branco. Você não sabe o que é acordar e não querer sair da cama. Você não sabe o que é não se olhar no espelho. Você não sabe o que é perder a sua identidade. Você não sabe o que é a dor em sensações. Você não sabe o que é conviver o tempo todo com dor e medo. Você não sabe o que é querer a morte ao invés da vida. Então, por favor, RESPEITE.

A depressão é uma dor invisível e com sequelas que se não forem tratadas perduram a vida toda como flash’s em sua mente que vêm e vão.

Como sempre aqui fica o meu convite, se precisar de ajuda estarei aqui. A tristeza mal curada de hoje é uma depressão com raízes amanhã.

Vamos conversar?

Um forte abraço.

Luciana R. S. Oliveira

CRP 04/ 45554

 

Referências: 

POWELL, Vania; ABREU, Neander; REIS DE OLIVEIRA, Irismar; SUDAK, Donna. Terapia cognitivo-comportamental da depressão. Rev. Bras. Psiquiatr., São Paulo, v. 30, p. 1-7, 1 out. 2008. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1516-44462008000600004&lng=pt&tlng=pt>  Acesso em: 3 dez. 2020.

AZEVEDO, Tiago. A Tríade Cognitiva da Depressão (tríade negativa) | Beck; Terapia Cognitiva. https://psicoativo.com ,2019. Disponível em: <https://psicoativo.com/2019/01/triade-cognitiva-depressao-triade-negativa-beck-terapia-cognitiva.html>  Acesso em 3 dez.2020.

Depressão. https://www.paho.org/,2020.Disponível em: <https://www.paho.org/pt/topicos/depressao>  Acesso em 3 dez.2020.

Luciana Anibal
Últimos posts por Luciana Anibal (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar