10 soft skills de liderança para desenvolver já

Recrutar e selecionar colaboradores não é uma tarefa simples. Essa atividade, no entanto, torna-se muito mais complexa quando falamos sobre cargos de chefia. Ao buscar ou promover um gestor para comandar equipes, é fundamental que o RH esteja atento às soft skills de liderança mais valorizadas no mercado

Mas afinal, o que são as soft skills e quais delas devem ser buscadas e desenvolvidas em profissionais que atuam na liderança? Neste post, preparamos uma lista completa para você. Confira! 

O que são soft skills?

Antes de listar as soft skills que precisam ser desenvolvidas para bons líderes, é preciso entender, de uma vez por todas, o conceito dessa expressão. 

As soft skills são habilidades comportamentais, emocionais e sociais, intrínsecas à personalidade do indivíduo. Ainda, elas podem ser inatas, ou seja, já fazem parte do perfil do profissional desde o seu nascimento, ou serem desenvolvidas ao longo da vida. 

Como exemplos de soft skills, podemos citar a facilidade de comunicação, resiliência, colaboração, empatia, autoconfiança, entre outros. 

Essas características, muitas vezes, passam despercebidas pelo próprio profissional que as tem, mas influenciam diretamente no modo como eles se relacionam e em toda a sua carreira profissional, tornando o ambiente de trabalho mais dinâmico e eficiente. 

Portanto, sob o ângulo corporativo, as soft skills são características e competências bastante valorizadas nos profissionais e líderes. Isso porque elas fazem toda a diferença na forma como o negócio é conduzido, no clima organizacional e nos resultados da empresa.

Soft skills x hard skills

Como vimos, as soft skills são as características e competências relacionadas ao comportamento do indivíduo. As hard skills, por sua vez, são as habilidades técnicas do profissional, relacionadas, principalmente, às suas atividades e campos de atuação. 

Diferentemente das soft skills, as hard skills não são inatas, ou seja, elas precisam ser adquiridas por meio de cursos, graduações, especializações, treinamentos, livros ou mesmo no dia a dia de trabalho. 

Esse tipo de habilidade é o que costuma aparecer nos currículos e pode ser comprovado com certificados, diplomas e testes. Essa é, portanto, a principal diferença entre as hard e soft skills. No caso das hard skills, é possível mensurar as capacidades técnicas, por exemplo, antes de uma contratação. 

Já as soft skills são muito mais subjetivas e precisam de certa convivência com o profissional para que sejam percebidas. Uma forma de entender essas características previamente é utilizando uma ferramenta de mapeamento de perfil comportamental.

Esse tipo de tecnologia ajuda o RH a entender as principais características do profissional com apenas algumas perguntas, além de fornecer informações valiosas sobre o estilo de liderança. 

Top 10 Soft Skills de Liderança

Quando o RH vai contratar um novo profissional, existem características que devem ser valorizadas de acordo com o cargo que será ocupado, tanto no que diz respeito às hard skills quanto às soft skills. 

Para cargos de liderança, por exemplo, é preciso que o candidato saiba como motivar os colaboradores e tenha empatia.

Com o conjunto de habilidades certas, os gestores conseguem atuar com muito mais eficiência e qualidade, o que impacta diretamente nos resultados do seu time. 

A seguir, listamos as 10 soft skills para líderes mais buscadas e valorizadas no mercado para você considerar na hora de contratar ou promover novos gestores. Acompanhe! 

1. Tomada de decisão

Um bom líder deve ser capaz de tomar decisões de forma rápida e efetiva, sempre considerando suas pesquisas, avaliações, percepções e experiências anteriores, para buscar soluções ágeis, avaliando o que pode funcionar melhor. 

Um líder inseguro e que sente receio na hora de tomar decisões pode deixar toda a equipe mais hesitante, fazendo com que as atividades caiam no comodismo e aumentando as chances de erros. 

Além de estar preparado para solucionar problemas de forma rápida, o gestor também deve ser confiante e assumir as responsabilidades pelos caminhos seguidos e resultados alcançados ou não. 

2. Basear em dados e ser orientado para resultados

Outra soft skill bastante valorizada em lideranças é saber utilizar dados e informações para auxiliar na tomada de decisões

Com o auxílio das tecnologias, o mundo corporativo está constantemente munido de dados importantes que mostram resultados e podem, inclusive, ajudar em análises preditivas

Assim, saber interpretar esses dados e levá-los em consideração na hora de gerir seu time é de suma importância para uma boa liderança. 

Além de uma gestão orientada por dados, é importante que o líder consiga perceber os resultados da sua equipe, e que utilize indicadores, métricas e pesquisas para entender os pontos que precisam de melhorias para focar em desenvolvê-los

3. Comunicar visão estratégica e clara para a equipe

O líder também deve ter facilidade de comunicação, para conseguir falar de forma clara e objetiva ao seus liderados sobre todas as estratégias e metas esperadas pela organização

Desse modo, é importante dominar todas as formas de comunicação, incluindo feedbacks, conversas individuais, departamentais e em equipe. 

Ainda, é fundamental conhecer técnicas de comunicação não violenta e conseguir passar as mensagens de maneira clara, mesmo que por e-mail, telefone ou chat. 

Além disso, o líder precisa manter um fluxo constante de comunicação com seu time, abrindo espaço para que os colaboradores também deem opiniões e feedbacks. 

4. Flexibilidade

Ser flexível é uma das habilidades mais desafiadoras no mundo dos negócios. A pessoa que domina essa soft skill consegue se adaptar a mudanças e está sempre aberta a novas ideias e inovações, sem se estressar com crises e obstáculos, mantendo o controle em situações de conflito. 

Esse tipo de qualidade é muito bem-vindo em líderes, já que essas pessoas precisam estar abertas a inovações tecnológicas e devem se adaptar rapidamente às mudanças do mercado

Além disso, um gestor flexível também está mais aberto a olhar de forma positiva para diferentes opiniões e ideias, conseguindo aproveitar ao máximo as potencialidades de seu time e proporcionando mais crescimento e oportunidades. 

5. Negociação

A negociação é outra das importantes soft skills de liderança. Ela diz respeito à capacidade de dialogar e encontrar soluções que satisfaçam a todos os envolvidos, sendo de extrema importância na mediação de conflitos dentro de um time. 

Saber negociar envolve defender os interesses da organização, mas também é preciso ser flexível para encontrar soluções que agradem a todos e garantam um melhor clima organizacional. 

Gestores com habilidades de negociação conseguem evitar conflitos na equipe e fazer com que todos trabalhem de forma colaborativa para que os projetos saiam do papel e alcancem os resultados esperados. 

6. Cultura colaborativa

A colaboração é outra qualidade importante quando falamos em gestão. Isso porque, uma cultura colaborativa auxilia o líder a criar conexões e relacionamentos, para que ele seja encarado como uma figura de confiança por seus liderados e por gestores de outras áreas.

Com essa soft skill, o gestor consegue trabalhar melhor em equipe e estimular esse sentimento nos colaboradores, engajando todos os profissionais em um objetivo comum. 

Hoje, uma cultura colaborativa é extremamente valorizada no mercado de trabalho e tende a gerar resultados inovadores, a partir de diferentes visões e experiências. 

Portanto, para incentivar esse sentimento, é fundamental um líder que engaje a equipe e busque sempre uma cultura organizacional saudável e produtiva, gerando momentos de integração entre os colaboradores. 

7. Planejamento estratégico

A soft skill de planejamento mostra que o profissional sabe organizar bem as suas atividades, analisar dados e cenários, além de buscar estratégias para estabelecer caminhos e chegar aos resultados desejados. 

Um líder deve pensar sempre de forma estratégica, considerando objetivos, metas, prazos, indicadores e ferramentas para criar um cronograma que faça sentido com as demandas da companhia. 

8. Mentoria

A habilidade de ensinar e conduzir os colaboradores é outra fundamental soft skill para líderes. A mentoria está relacionada, principalmente, com o auxílio no crescimento profissional dos liderados, por meio de reforço positivo, clareza e motivação. 

Assim, profissionais que têm essa qualidade costumam pensar menos em si mesmos e mais no bem geral da equipe, reconhecendo talentos e dando suporte para que todos cresçam juntos. 

9. Autogestão

A autogestão consiste em saber organizar e gerenciar suas próprias atividades, ou seja, ser seu próprio chefe. 

O líder é responsável por realizar a gestão das atividades do seu time. Nesse sentido, é importante que ele trabalhe de forma autônoma, entendendo suas responsabilidades e conseguindo administrá-las dentro do tempo disponível. 

10. Inteligência emocional

Por fim, uma das principais soft skills para que líderes se destaquem no mercado é a inteligência emocional

É importante que o gestor saiba separar o pessoal do profissional e que consiga lidar com frustrações e emoções inesperadas de forma madura e equilibrada.  

Esse equilíbrio deve transparecer no modo como o indivíduo lida com seu time, sem se desestabilizar facilmente ou gerar desmotivação no grupo. 

Conclusão

Como vimos, para realizar uma gestão completa e eficiente, é fundamental que o profissional escolhido apresente as soft skills de liderança mais valorizadas no mercado. 

Embora muitas dessas qualidades sejam inatas, é possível desenvolvê-las por meio de treinamentos e de um programa de desenvolvimento bem elaborado. 

Quer entender melhor como o RH pode ajudar seus líderes a desenvolverem habilidades e competências importantes? Baixe o material gratuito sobre desenvolvimento de lideranças que a Sólides preparou para você. 

Sólides

Deixe seu comentário aqui

Assine nossa newsletter

Outros posts que você também pode gostar

Assine nossa newsletter

Fique por dentro dos melhores conteúdos sobre bem-estar, saúde e qualidade de vida

Saúde mental, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

Através do nosso programa de saúde mental, as empresas reduzem perdas com afastamento do trabalho por demandas emocionais.

Fechar
Fechar