DestaquePsicologia organizacional

Atestados médicos: Entenda e diminua as faltas remuneradas na sua empresa

Você já teve algum problema com trabalhadores que te notificaram de falta várias vezes usando atestados médicos? 

Este pode ser um grande problema, já que com a falta de funcionários, há um prejuízo na produtividade da empresa ou uma sobrecarga de demandas e tarefas para os outros colaboradores.

Se você já passou por isso e quer saber mais sobre como funcionam as faltas remuneradas por atestados médicos e diminuir este acontecimento em sua empresa, este post é ideal para você!

A importância de entender sobre isso

Você deve estar se perguntando por qual motivo a empresa deve estudar um pouco sobre faltas e atestados médicos. 

Normalmente quando pensamos no direito do trabalho, focamos 100% na visão dos funcionários. No entanto, é importante que você, empregador, também se informe sobre os direitos de seus empregados.

Assim, você garante que todos os seus procedimentos estejam dentro da lei (evitando processos) e também que alguns de seus funcionários se aproveitem do benefício de faltas remuneradas sem necessidade. 

O que é um atestado médico?

O atestado médico é um documento feito por um médico que, depois da realização de exames, atesta que um determinado funcionário não está apto para continuar exercendo suas atividades por um período e que por conta disso deve ser afastado. 

Quando a questão é saúde, o trabalhador tem direito de ter a sua falta remunerada, ou seja, não é descontado da sua folha de pagamento este dia em que ele não trabalhou. 

Algumas perguntas sobre atestado

É comum tanto os empregados ou empregadores terem algumas dúvidas sobre como são feitos os atestados e as suas implicações. Pensando nisso, preparamos algumas perguntas que são feitas sobre o tema:

Existe uma preferência sobre qual clínica fará o atestado?

Sim. 

Normalmente é recomendado que o exame seja feito por um médico que esteja vinculado à instituição. Assim, há uma maior confiança sobre o trabalho a ser realizado. 

Caso a empresa não ofereça um plano de saúde, os trabalhadores podem recorrer à rede pública. No último dos casos está a rede particular.

Essa preferência se dá para diminuir o número de fraudes.

Quais casos podem ser considerados adequados para o atestado?

Acidentes, consultas de emergência e todos os casos em que, após um exame, o trabalhador foi classificado como inapto para trabalhar.

Quais casos podem ser considerados inadequados para o atestado?

Todos aqueles que não são urgentes.

Por exemplo: exames de rotinas, consultas ao dentista que não sejam uma emergência.

Nestes casos, o funcionário deve procurar agendar as consultas em um horário que não coincida com o seu trabalho. 

O que fazer se um funcionário apresenta vários atestados?

Primeiro você deve verificar a veracidade destes atestados, se ela for comprovada, o trabalhador deve ser encaminhado para o INSS, pois um médico está atestando que ele não pode trabalhar por um longo período.

Nestes casos, o órgão irá orientá-lo com o auxílio-doença ou então uma aposentadoria por invalidez pode ser considerada, dependendo do caso. 

O que fazer se um colaborador forjar um atestado?

Se você foi comprovar a veracidade e descobriu uma fraude, ou seja, que o funcionário forjou o atestado, pode levar a uma demissão por justa causa. 

O que fazer para diminuir as faltas por atestados médicos?

Agora que você já tirou algumas dúvidas sobre o assunto, que tal colocar algumas ações em prática? 

Aqui vai uma lista com algumas sugestões:

  • Converse: sempre tenha um canal de diálogos muito aberto com os seus colaboradores. Desta forma, se as faltas forem geradas por insatisfação pelo trabalho, outras medidas podem ser tomadas para mudar a situação;
  • Faça uma parceria com um convênio de saúde: como já dissemos antes, um médico que tenha vínculo com a empresa realiza um trabalho de maior confiabilidade, assim, as fraudes são evitadas;
  • Incentive o bem-estar: sempre incentive seus funcionários a fazerem seus exames e a cuidarem de sua saúde. Mostre a importância das pausas e descansos para evitar o cansaço e a fadiga;
  • Faça treinamentos: a área da empresa responsável pelos documentos dos funcionários é o departamento pessoal. Por isso, uma forma de se prevenir das fraudes é treinar seus funcionários para identificarem um atestado falso. 

Se você já leu a nossa matéria até aqui e aplicou algumas de nossas sugestões. Parabéns! 

Em seu time de funcionários, só existem pessoas honestas que estão realmente interessadas e comprometidas com seu trabalho e que não gastam tempo em falsificar atestados para faltar ao trabalho. 

Mas se você quer ainda mais dicas para se proteger contra as fraudes e se informar sobre temas que envolvem faltas, baixe agora mesmo nosso e-book de absenteísmo!

Referências

VÍDEOS

  1. https://www.youtube.com/watch?v=g3v8cs4QMRQ

ARTIGOS

  1. https://blog.conexasaude.com.br/excesso-de-atestado-medico/
  2. https://www.jornalcontabil.com.br/atestado-medico-o-que-as-empresas-precisam-saber/
  3. https://www.pontotel.com.br/atestado-medico/
Psicologia Viva
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar