Desenvolvimento pessoal

Como manter o equilíbrio emocional e a ansiedade no contexto atual (Covid-19)

Estamos vivenciando um momento crítico e precisamos nos informar para entendermos melhor sobre a pandemia do Covid-19, com o objetivo de cuidarmos da prevenção ao corona vírus, mantendo o autocuidado físico e emocional nesse contexto atual.

É imprescindível buscar controlar a ansiedade, bem como mantermos o equilíbrio emocional nesse momento, assim, conseguiremos juntos fazer o enfrentamento da pandemia.

Segue abaixo dez sugestões, que irão nos auxiliar nesse processo de autocontrole:

  1. Neste momento é fundamental buscar ter o menor contato físico possível, isso que quer dizer que precisamos nos isolar. Sendo assim, mantenha contato social online, faça ligações de vídeo com amigos, telefone para os parentes mais idosos. O suporte da rede social colabora na redução da ansiedade
  2. Cuidado com o excesso de informação. Busque sempre por informações confiáveis, como o site da Organização Mundial de Saúde, por exemplo.
    Assistir o telejornal é suficiente para manter-se informado(a). Por exemplo, a busca incessante por notícias nas redes sociais, na mídia e nos grupos de WhatsApp ativam o cortisol no organismo e aumentam o estresse.
  3. Fique atento ao seu corpo (sinalizações) e ao quanto ele pode estar reforçando sua ansiedade. Busque exercitar-se da maneira que for possível. Seja criativo! Respire profundamente e perceba as coisas que o cercam. Se tiver a possibilidade, olhe para a natureza.
  4. A rotina corrida nos dificultava a promover comportamentos que desejávamos, mas devido à falta de tempo, permitimos a procrastinação. Então aproveite e crie uma nova rotina, colocando-se como prioridade. Inclua práticas de atividade física, meditação e técnicas de relaxamento em casa. Existem vários aplicativos disponíveis (HeadSpace ou Insight Timer), além de aulas de yoga e ginástica com transmissão em tempo real. É hora de usar a tecnologia a favor da sua saúde mental.
  5. É fundamental buscarmos desfocar os nosso pensamentos intrusivos (negativos), portanto, vamos buscar por conhecimentos através de cursos gratuitos pela internet (YouTube), leituras em PDF, audiolivros, palestras, mentorias online, vídeos motivacionais.
  6. Use seus pensamentos para manejar sua ansiedade. Pense no que você faria ou diria para um amigo numa situação dessas para encorajá-lo e apoiá-lo. Agora, imagine-se dizendo essas mesmas coisas para si próprio.
  7. Aproveitemos ao máximo essa oportunidade que todos nós estamos tendo para curtirmos mais a família, os filhos, assista séries e filmes. Alguns dos melhores museus do mundo liberaram seus acervos para visitação online, bem como apresentações musicais de artistas.
  8. Quanto mais voltarmos a nossa mente com pensamentos e preocupações acerca do coronavírus, mais isso afetará de forma direta nossas emoções, desencadeando a elevação da ansiedade e estresse. Por mais que seja difícil – e a gente sabe que não é fácil – não transforme o coronavírus no único assunto de sua vida. Diversifique-se, amplie-se e renove-se!
  9. Em alguns casos, a ansiedade pode se apresentar em pessoas com histórico de outros transtornos, como Síndrome do Pânico, depressão, alcoolismo, dentre outros. É fundamental não interromper tratamentos psicológicos ou psiquiátricos por medo, pois ele pode agravar ainda mais a doença ou levar a recaídas. Muitas clínicas de saúde mental e profissionais da área da saúde permanecerão dando suporte e continuarão fazendo os atendimentos online. Isso pode ser fundamental nesse momento.
  10. Todos nós precisamos custear nossas despesas, quitar nossas contas mensais, prover nossa alimentação, mas estamos num momento em que tudo é muito novo e, nós brasileiros, somos muito criativos, portanto, é hora de buscarmos alternativas seguras para darmos continuidade aos nossos trabalhos, vamos buscar, dentro do possível, remanejar os trabalhos de forma online, os comércios que puderem atender delivery, etc.

Que possamos visualizar este período como um momento diferente e único da sua vida. Uma oportunidade de aprendizado, mesmo que você não a tenha escolhido. Dentro de emergência está a palavra emergir.

É o momento para refletirmos, todo o planeta terra já estava contaminado pela ganância, ambição, desamor, desrespeito, desunião, violência, corrupção, feminicídio, bullying, discriminação, onde as emoções foram afetadas negativamente e contaminadas, desencadeando inúmeras patologias emocionais e infinitas somatizações psicológicas.

Existia consciência do agravamento do quadro de adoecimento mundial, mas estávamos todos em piloto automático, como parar?

Crianças com quadros depressivos e com ansiedade elevada, sendo abandonadas pelos próprios responsáveis e dentro das suas próprias casas, adolescentes “despreparados emocionalmente” não sabendo lidar com as suas próprias emoções e cometendo suicídios em demasia, não sabendo lidar com as frustrações, adultos insensíveis, robotizados e com imaturidade emocional, idosos completamente abandonados pelos familiares e esquecidos e desrespeitados pela sociedade.

Estávamos todos adoecidos emocionalmente, disputando, competindo e ostentando felicidade. Nos encontrávamos todos (mundo e habitantes) completamente contaminados, e o que gerou essa contaminação coletiva foi a falta de amor, faltou amor próprio e faltou amor para com o próximo.

O que estava contaminando o psicológico/emocional foi somatizado e convertido para o físico de toda a humanidade. Um vírus (da falta de amor) que se espalhou, gerando lamentavelmente o Covid-19.
Os cientistas buscam freneticamente pela cura em todo o mundo, testes e retestes são feitos em laboratórios, mas a verdadeira cura já existe e está dentro de cada um de nós: o AMOR.

Precisamos de muito AMOR, para consigo e para com o próximo. O amor, transformará e higienizará todo o planeta Terra. Já é possível sentir as mudanças acontecendo no mundo, em poucas semanas, as pessoas estão sendo “obrigadas” a mudar.

Sempre ouvimos a expressão: “mudamos pelo amor ou pela dor”, a escolha será de cada um de nós, mas as consequências dessas escolhas serão convertidas para todos nós. Precisamos distanciar-nos de tudo que estavam provocando nosso adoecimento emocional e espiritual, todos os excessos que faziam parte da nossa rotina e que nos afastavam do amor principal e verdadeiro.

O Covid- 19 vai passar, vai transformar e nos fazer evoluir, mas somente através do amor.

Eu, Ana Mirian Vieira Pessanha, como psicóloga, me disponibilizo a auxiliar no suporte psicológico dos que necessitarem, especialmente, aos nossos heróis da área da saúde (que estão sendo incansáveis e se doando em total amor para com o próximo).

 

Por: Ana Mirian Vieira Pessanha
(Psicóloga e Psicanalista)

Ana Mirian Pessanha Mirian Pessanha
Últimos posts por Ana Mirian Pessanha Mirian Pessanha (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar