Desenvolvimento pessoal

Escrita Terapêutica e Meditação

Conectar ou desconectar? Eis a questão?

Medita, me edita!

Só traz indagação aquilo que provoca dúvida, receio, medo de escolher e agir. Enquanto isso acontece,  podemos ser invadidos. Ficar consumidos por pensamentos automáticos eles podem ajudar ou não, ser funcionais e contribuírem para nossas decisões e atitudes. Ou ampliar angustia e nos manter em fuga ou confirmação de nossa incapacidade de decidir.

 Para nos conectarmos com nossas forças precisamos estar presentes e questionando esses pensamentos, verificando a quais emoções estão associados, momentaneamente nos distanciarmos, desconectarmos da correria, do automático, do fazer e conectar o ser, a respiração, a natureza a consciência, calma, paz, tranquilizar, para melhor atuar.

 Assim fortalecidos é possível conectar-se com equilíbrio e segurança, transitamos em qualquer ambiente, presencial ou virtual, oferecendo nosso melhor. Usando a tecnologia sem vícios, ampliando nosso repertorio emocional, utilizando a rede virtual para conectar, compartilhar, se emocionar.

Meditar, relaxar, respirar, a sugestão é parar para avançar e ativar capacidades antes adormecidas, despertar as potencialidades e gerar as transformações, esperadas e desejadas. Através desse movimento, podemos ativar uma das mais valiosas habilidades do cérebro: a Neuroplasticidade. Sim, ela é a capacidade do cérebro de adaptar-se às mudanças. Acredite nessa flexibilidade, aposte nessa capacidade, seu corpo é um milagre. 

Escrita Terapêutica

 Sim, escrever é terapêutico e revelador, para quem escreve e para quem lê.

A escrita possibilita olhar o contexto que foi apresentado na história, ou estórias, que acontecem repetidamente em nossa vida – estamos no automático – reagimos às vezes sem o devido cuidado, piorando relações, intensificando angústias ou esquecendo de valorizar, agradecer, estimular, apoiar, compreender a pessoa que mais amamos, que queremos ver florescer… por isso, recomendo que escreva, registre, compartilhe e celebre… edite, corrija, dê o seu colorido, produza, distribua, influencie positivamente o mundo… apresente o artista que existe em você.

O mundo precisa de paz, de esperança… pois é,  encontre um espaço de expressão.

Educar, relacionar-se, comunicar sentimentos, sonhos, traumas, exige coragem – mas pode ser libertador – no exercício de escrever os filhos podem ser mais permeáveis – oferecer informações das quais se orgulham… ou revelar o que gostariam de desabafar faz tempo.

Oferecer o processo de escrita é proporcionar uma via de acesso, possibilitar uma atividade com enorme potencial individual e familiar. 

Mas e ai?

Agora o que faço com essa informação, com essa riqueza de conteúdos despertados através da escrita?Entregue linda embrulhada para presente ou arremessada no seu colo como uma batata quente.

Bem! Podemos: 

  1.     Agradecer, por ter acesso privilegiado às emoções e sentimentos das pessoas mais próximas e valiosas de sua vida;
  2. Aproveitar a oportunidade de através desse material poder analisar, planejar, refletir e buscar melhores formas de educar e atuar na vida de quem você ama, e escrever como resposta planejada, pensada, cuidadosa e estratégica, intencional.

 Seja protagonista! Tome as rédeas!

Curta a poesia, fantasia! Senão, continue no dia a dia!

 

Como começar?

Sugestões, Instruções, indicações, dicas, ideias para começar a escrever:

Antes de mergulhar na escrita, sugiro que reflita sobre o momento que irá dedicar-se a essa ferramenta terapêutica, lúdica e educativa.

1. Poderá fazer sozinho num lugar isolado, escolha uma música de fundo inspiradora ou fique em total silencio… convide um amigo, um familiar, um grupo… podem fazer junto ou cada um num dia e em lugares diferentes… escrever sobre o passado, futuro ou presente… se inspirar na sua vida ou de um parente, o que importa é que fique contente.

 

Sobre o que Escrever?

Te ofereço Sugestões de temas: 

                                                         1. Alimente sua mente! E fique Leve!

Podemos com leveza aprender novas habilidades e mudar nosso comportamento alimentar. Fazendo o necessário um dia de cada vez!!!

Mudança de hábitos requer investimento de energia, tempo, e será que esse é o momento? Gostaria de compartilhar sua evolução e ferramentas utilizadas para alcançar seus objetivos?

  O que é para você ter uma vida saudável? Comer consciente? Você consegue reconhecer seus pensamentos sabotadores e corrigir essas distorções?

Essa luta é sua ou de sua família? Tem influenciado positivamente a alimentação de seu filho? Escreva, registre, comprometa-se com uma jornada pela Leveza.

Sua aventura pode se transformar em uma divertida e corajosa história. Conte suas vitorias de forma lúdica ou dramática. Toda compulsão, ou melhor, desejo exagerado pode a princípio trazer satisfação, mas depois, tudo que é demais sobra!

Jogamos fora ou reciclamos. Acumular pesa e se queremos leveza, devemos olhar e agir diante desse comportamento. É sua escolha mudar seus hábitos, pode não parecer fácil, mas um dia de cada vez, com leveza verá a diferença. 

2. Moda e Magia

Que tal um mergulho ao universo da moda! O que suas roupas, sua aparência, sua forma de andar, se expressar dizem de você? Pertence a alguma tribo? Tem estilo próprio?  

Libere sua criatividade, comesse a tecer um livrinho.

3. Emoções e Valores

Olha outro convite aí, gente! Vamos conversar sobre Valores? Você conhece suas capacidades?

Se valoriza? Tem ciência das suas limitações e medos? Você concorda que para nos relacionarmos de forma adequada precisamos conhecer nossos pensamentos, emoções, e como elas influenciam nosso comportamento e atitudes?

O que acha de iniciarmos essa exploração com um exercício? Faça uma lista de emoções e sentimentos. Defina-as com a ajuda de um dicionário ou de seu coração. Registre, escreva, materialize e reflita sobre as vantagens e desvantagens de sentir e expressar suas emoções e sentimentos no seu dia a dia.

Agora responda: você quer ter bons relacionamentos e conviver o melhor possível com as pessoas que o cerca? Quem não quer? Todos conseguem? Será que isso é fácil? Antes e durante esse desafio de buscar conviver melhor com as pessoas. Vamos explorar nossas habilidades e fortalecê-las?

Identificar nossas dificuldades e buscar superá-las? O convite é: vamos nos conhecer melhor?

O que acha de começar pela sua lista? Para compreender melhor suas emoções e sentimentos, acha que seria importante desenvolver a Paciência? o Respeito? a Criatividade? Escolha um valor, uma virtude que você gostaria de desenvolver e continue essa exploração. Alimente sua mente! E fique Leve!

Podemos com leveza aprender novas habilidades e mudar nosso comportamento alimentar. Fazendo o necessário um dia de cada vez! Mudança de hábitos requer investimento de energia, tempo, e será que esse é o momento?

Gostaria de compartilhar sua evolução e ferramentas utilizadas para alcançar seus objetivos? O que é para você ter uma vida saudável? Comer consciente? Você consegue reconhecer seus pensamentos sabotadores e corrigir essas distorções? Essa luta é sua ou de sua família? Tem influenciado positivamente a alimentação de seu filho?

Escreva, registre, comprometa-se com uma jornada pela Leveza. Sua aventura pode se transformar em uma divertida e corajosa história. Conte suas vitorias de forma lúdica ou dramática.

 

 Apresento outras opções

Pode se inspirar em frases como ponto de partida.

Encontre alguma que faça sentido para você nesse momento…

Oferece algumas para te inspirar:

Toda compulsão, ou melhor, desejo exagerado, pode a princípio trazer satisfação, mas depois, tudo que é demais sobra! Jogamos fora ou reciclamos. Acumular pesa, e se queremos leveza, devemos olhar e agir diante desse comportamento. É sua escolha mudar seus hábitos, pode não parecer fácil, mais um dia de cada vez, com leveza verá a diferença.

Saber reconhecer suas emoções e expressar seus sentimentos de forma assertiva, pode evitar problemas e até resolve-los, experimente escrevê-los, compartilhe.

 Autonomia é uma conquista, bons argumentos evitam lutas, exige coragem, conquista, apoio e flexibilidade. Mais importante do que ter e fazer é Ser.

As respostas e escolhas são suas, assim como suas decisões dizem quem você é, influencia as pessoas com quem você convive, definem seu futuro, afetam seu presente e constroem sua estória.

O poder de ESCOLHER e DECIDIR é um privilégio, use-o sabiamente. Então encerro e desejo que escolha, decida SER FELIZ.

Ingrid Ribeiro Borelli
Últimos posts por Ingrid Ribeiro Borelli (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar