Sem categoria

Como não meter o “pé na jaca” comendo demais . Você sabe comer?

“Nada tem qualquer poder sobre mim além daquilo que permito   por meio de meus pensamentos conscientes.”Anthony Robbins.

Final do ano chegando… e já estamos aqui nos preparando para as festas, onde vai ter muita comida e bebida…. e aí como e bebo de tudo ou como certo e bebo pouco?

Hoje quero falar um pouco sobre comida e como podemos nos controlar perante ela. Por quê? Quando falamos em emagrecer, todos falam assim ” feche a boca que você consegue emagrecer”, “Você vai fazer dieta agora em dezembro?”. Será que é tão simples assim?

Antes de responder essa pergunta, vamos entender como a comida é apresentada para nós.

No inicio da vida a comida significa sobrevivência misturado com os sentimentos, ou seja, o bebê chora quando está com fome (necessidades básicas) e a mãe lhe oferece o leite (amamentação). Na amamentação existe a troca de sentimentos entre a mãe e o bebê, trazendo a ambos a sensação de bem estar. Podemos dizer que a comida está relacionado com sentimentos bons. Existe uma expressão que diz: “Aprendemos a comer y aprendemos a amar também.”

Então, é na infância que associamos determinados alimentos com certas emoções. O cheiro, o sabor de comidas nos transmite muitas lembranças, muitas delas boas e outras não tão boas. Por isso, o alimento muitas vezes está associado com algum momento de nossa vida que trouxe segurança, conforto, ou seja, nos proporcionou muito afeto. Mas também, muitas pessoas podem buscar um refúgio na comida, acreditando que vai aliviar sua ansiedade.

Agora somos conscientes que tudo que está por detrás do comer é a fome e os padrões alimentares que recebemos e os hábitos alimentares que aprendemos.

Te pergunto: Você sabe a hora de parar de comer?

Talvez você nunca pensou nisso, porque o ato de comer pode ter se tornado tão automático que não presta atenção no momento que inicia ou termina a refeição. Precisamos ser conscientes e saber o momento de interromper sua alimentação e respeitar o seu corpo.

  Suponha que você começou a comer e vai parar quando:

– Quando deu o horário e tem que retornar as suas atividades;

– as pessoas que estão contigo já terminaram a refeição e você tem vergonha de comer mais;

– você acredita que ingeriu uma grande quantidade de calorias e decide parar;

– o alimento que você colocou no prato acabou e não quer repetir;

– você já está satisfeito ou com sentimento de culpa.

Essas são as melhores possibilidades para terminar uma refeição? E mais adequadas para preservar a sua saúde?

  Vamos pensar juntos:

– Se você já tem que voltar para as suas atividades, talvez não comeu o suficiente ou comeu muito rápido e nem sentiu o sabor do alimento. Você sentirá fome depois de algumas horas.

– Se você não come mais porque os outros pararam, talvez a quantidade suficiente para eles não seja a mesma para você, ou comeram muito rápido. Você deve comer saboreando a comida e buscar a sensação prazerosa para não sentir fome rápido.

– Se você ficou pensando da quantidade de calorias, encheu-se de julgamentos, não ouviu o seu corpo e depois vc irá castigar-se.

– Se a comida acabou, talvez tenha restado um espaço em seu estômago e você acabe buscando outro alimento que nao seja adequado para você.

Percebemos que se paramos de comer destas maneiras teremos o sentimento de fracasso, culpa e arrependimento aflorados e nos sabotaremos  buscando o alivio psicológico para essa sensação descontrolada.

De forma consciente podemos ajudar o nosso corpo a parar de comer:

1 Saciedade do gosto – deve estar atenta ao que está comendo, sem pressa e sem ansiedade, percebe o alimento ingerido e busque a sensação de prazer;

2 Saciedade do corpo – ao nos alimentarmos buscamos saciedade e o nosso corpo necessita dos nutrientes dos alimentos para desempenhar  diferentes funções.

3 Plenitude do estômago – é importante não ficar com o estômago muito vazio e nem muito cheio e terminar a refeição com disposição.

SEU CORPO É SÁBIO, é capaz de te orientar para a saúde, mas, você precisa estar atenta e conectada às suas necessidades, sensações, emoções, sentimentos e pensamentos.

Como podemos orientar o nosso corpo a entender a fome? Primeiro precisamos saber se realmente estamos com fome fisiológica e não com fome psicológica.

A fome fisiológica é a fome física, ou seja, são os sinais que o corpo manda quando precisamos comer para sobreviver, comer nutrientes para realizar as funções vitais do corpo. Aparece em diversas formas, como, por exemplo,  dor chata no estômago, tontura, dor de cabeça, irritação….você sabe que o seu corpo precisa de comida. A fome psicológica está relacionado com o nosso estado mental, e existe três tipos de fome psicológicas mais comuns: vontade, fome social e fome emocional.

A vontade é algo bem específico, ou seja, você sabe exatamente o que quer. Qual sabor quer sentir. E, neste caso recomendo satisfazer a sua vontade, porque senão essa vontade pode virar compulsão.

A fome social é a que sentimos quando estamos em momento de festas, confraternizações, reuniões com amigos e familiares.

A fome emocional aparece nos momentos em que achamos que precisamos nos recompensar com comida por algo que abalou o nosso estado emocional. Ela é problemática porque as pessoas apresentam uma relação errada com a comida. Você come por outros motivos que fome ou vontade, você come porque está triste ou cansado ou ansioso…ou…com sede….A tristeza, a irritação ou a angústia não vão embora se você comer uma barra de chocolate. Ele pode até trazer uma euforia momentânea, mas não seria mais adequado curar                   esses sentimentos procurando a origem deles? Claro que sim, o ideal  é você prestar atenção no tipo de fome que esta sentindo, se respeitando e também se conhecendo….você é melhor pessoa para entender o que precisa neste momento. Então, não coma por comer….como porque o seu corpo precisa. Coma a verdadeira comida e não emoções, sentimentos.

Vamos neste final de ano celebrar a vida e comer de forma consciente.

Boas Festas!!!

Escrito por:

Rosane Tavares de Almeida –  CRP 61826

Psicologa clinica e do emagrecimento

Facebook Rosane Tavares Coach de Emagrecimento

Instagran @rosanetavarespsicoach

Site www.rosanetavares.com.br

Rosane Tavares
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar