Psicologia geral

Inclusão social – Desafios, avanços e iniciativas na construção de um espaço diversificado de atuação

O que é inclusão?

Numa breve interpretação, entendemos que as interações significativas ocorrem em contextos estruturados pela cultura do meio e suas dimensões ideológica e comportamental.

Odom e Diamond (1998, p. 5) ressaltam, no entanto, que “não há uma definição comum sobre inclusão, havendo uma imensa diversidade de pessoas que a evocam como garantia de direitos”.

Ela está nos jornais, outdoors, encontros científicos, nas conversas informais, na política.

Fala-se em inclusão social, digital, cultural, econômica, escolar, desinstitucionalização, dentre outras. Busca-se a quebra de estigmas, estereótipos, padrões de beleza, dentre outras formas simbólicas de atitudes e ações relacionadas a pessoas que se encontram em determinadas situações.

A inclusão é direito garantido por lei e assegura em condição de igualdade o exercício dos direitos fundamentais por pessoas com deficiências, com objetivo à inclusão social e à cidadania.

As ações de Inclusão social dizem respeito a uma série de diretrizes voltadas para oferecer igualdade de acesso a bens e serviços, promovendo a diminuição das dificuldades de obtenção de benefício para vida em sociedade provocadas pelas diferenciações de classe social, gênero, raça, deficiência, educação e etc.

Desafios e avanços em busca da inclusão

Ainda hoje um dos maiores desafios no combate à exclusão está relacionado à escassez de recursos e serviços que ofereçam maior acessibilidade àquelas pessoas com necessidades diferenciadas.  

A luta por inclusão não é recente e perpassa por diversos momentos de conflitos em busca da igualdade para os excluídos, alguns marcos são históricos nessa busca por participação social de grupos deixados à margem da sociedade. Podemos citar dentre eles:

  • Sanção da lei 13.146 de julho de 2015, chamada de Estatuto da Pessoa com Deficiência;
  • Declaração de Salamanca, resolução das Nações Unidas – em âmbito internacional; que orienta sobre procedimentos padrões e princípios para o oferecimento de oportunidade as pessoas com deficiência.

O trabalho de inclusão envolve políticas públicas, ações governamentais e, principalmente, mobilização social em busca de transformação para a promoção de visibilidade para as pessoas consideradas inabilitadas.

Uma vez que são reproduzidos os estereótipos enraizados de que pessoas com deficiência e outros grupos são menos capazes, não são criadas estratégias de inclusão que ofereçam oportunidades e nem possibilidades de atuação a essas pessoas.

Em decorrência disso, um dos pontos principais dentro das propostas de inclusão social diz respeito a criação de espaços para promoção de atuação desses públicos, gerando visibilidade e, por consequência, quebra de paradigmas preconceituosos.

Como a inclusão está presente em nossas vidas

Vamos entender como a inclusão está presente no nosso dia a dia, e através dessa perspectiva e reflexão abrangeremos as culturas e iremos desencadear dimensões sociais a serem abordadas, e com isso propomos novas construções e sedimentações.

Atualmente, 45 milhões de brasileiros possuem algum tipo de deficiência, da física à intelectual, o que representa 25% de toda nossa população, de acordo com censo do IBGE.

Esse dado se torna cada vez mais curioso à medida em que nos perguntamos onde essas pessoas estão. 

Cerca de um, quarto são invisíveis aos olhos de quem não quer ver, ou melhor, incluir. 

Toda ação governamental tem a necessidade de seguir diretrizes com o objetivo de quebrar a invisibilidade da pessoa com deficiência, garantindo a inclusão social nos espaços públicos e privados.

Instituto Mano Down gera oportunidades para pessoas com deficiência

Mesmo que apenas parte da população seja deficiente, 100% dos seres humanos possuem sonhos e desejam ter oportunidades. Assim, é por esses sonhos e pelo desejo de dar “vez e voz” a todos, que instituições como o Instituto Mano Down existem.

O instituto Mano Down é uma organização social que já atua a 10 anos como um projeto de inclusão para pessoas com deficiência.

Hoje o Instituto Mano Down atende cerca de 260 famílias, incluindo pessoas com Trissomia do Cromossomo 21 (T21) e outras deficiências intelectuais.

O Instituto promove cuidados de saúde, estimulando a socialização e desenvolvendo habilidades que são essenciais para a manutenção do bem-estar e da qualidade de vida dessas pessoas.

A instituição oferece trabalhos voltados para todas as fases de desenvolvimento da pessoa com deficiência, criando projetos diferentes para cada faixa etária, todos baseados em uma metodologia de desenvolvimento integrado e potencializado, que propõe estimulação diversificada e adequada para cada um dos públicos, respeitando a individualidade e o ritmo de cada um.

Desde o início da pandemia, estamos no modelo 100% online, utilizando plataforma digital (zoom) para continuar a oferecer os atendimentos aos nossos educandos.

Assim, a instituição possibilita a conexão e interação com o seu público, que parte se encontra em um grupo de risco, dando continuidade aos processos de aprendizagem e desenvolvimento.

Atualmente são oferecidas atividades e tarefas como: roda de conversa, brincadeiras, dinâmicas, acolhimentos, oficinas, eventos, atendimentos de saúde, acompanhamento escolar, palestras, eventos e outras práticas que buscam a inclusão dos educandos e a participação social na divulgação da causa.

Esse momento de aprendizagem é totalmente inclusivo, um processo que cada educando é bem-vindo e apoiado, e ambos aprendem juntos e alcançam todo o seu potencial academicamente, social e emocionalmente.

Hoje caminhamos pela inclusão e em busca de visibilidade para as pessoas com T21, objetivando que estas pessoas sejam protagonistas de suas vidas e promovendo um mundo mais justo e inclusivo para as pessoas com deficiência.

Seguimos em busca de participação social para permitir que pessoas com deficiência tenham vez e voz dentro da sociedade.

Participe dessa jornada de inclusão

Para que possamos construir uma sociedade mais justa e inclusiva, participação de cada um nesse processo é fundamental. Por isso, deixamos aqui algumas reflexões para você:

  • Qual o seu sonho?
  • Qual causa sensibiliza você?
  • Qual legado você quer deixar neste mundo?

Se quiser saber um pouco mais sobre nossos projetos de inclusão, acesse o nosso site www.manodown.com.br e nosso Instagram @institutomanodown.

 

Referências:

13.146, de 6 de jul. de 2015. Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2015-2018/2015/Lei/L13146.htm; acesso em: 10 de janeiro de 2021.

RORIZ, Ticiana Melo de Sá; AMORIM, Katia de Souza; ROSSETTI-FERREIRA, Maria Clotilde. Inclusão social/escolar de pessoas com necessidades especiais: múltiplas perspectivas e controversas práticas discursivas. Psicol. USP,  São Paulo ,  v. 16, n. 3, p. 167-194, set.  2005 .   Disponível em <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1678-51772005000300009&lng=pt&nrm=iso>. acessos em  01  fev.  2021.

Instituto Mano Down
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar