Meditação para quê e para quem?

A meditação é uma prática que visa desenvolver capacidade de concentração e de enriquecimento de nossa percepção. Adquirir o hábito de meditar te ajuda a desligar-se do estresse e trará calma e energia para você enfrentar melhor os desafios da vida. 

Continue a leitura para saber mais sobre meditação e a arte de sua prática!

Por que a meditação melhora a capacidade de concentração?

A meditação treina a capacidade de prestar atenção. Ou seja, não necessariamente é só uma prática de relaxamento como é dito por aí. E o melhor que o aguçamento de nossa atenção pode durar além do momento de meditação. A atenção vai manifestar-se de várias maneiras, durante o resto do dia da pessoa que medita. 

Ou seja, meditação e relaxamento são coisas diferentes. A meditação é sobre o esforço para reexercitar a atenção. E isso que dá à meditação os efeitos de obtenção de conhecimentos, aumento da concentração e capacidade de relacionar-se com empatia. 

O relaxamento também é usado como complemento da psicoterapia, onde tem sido muito melhor aceito do que na medicina.

Hoje em dia, a meditação já é usada por muitos médicos como parte do tratamento de distúrbios como a hipertensão, dores de cabeça, dores nas costas, problemas de ansiedade, e para controlar ou diminuir dores crônicas.

Porém, existem alguns problemas na aplicação dessas técnicas. Algumas pessoas podem reagir ao relaxamento aumentando a tensão e até mesmo entrando em pânico. Nesses casos, o relaxamento deve ser introduzido após uma preparação especial, ou não deve ser usado. 

Várias técnicas de relaxamento são usadas nos casos em que o estresse é a causa principal do problema, fato que é muito comum. Sendo duas semanas de prática o suficiente para produzir menos divagação mental, foco e memória de trabalho.

Quais os benefícios da meditação?

Quando a pessoa que medita volta a atenção para o seu interior, ela se torna mais consciente dos pensamentos, sensações e estados que emergem espontaneamente. 

Um dos principais efeito da meditação é proporcionar ao seu corpo um repouso profundo, enquanto sua mente se mantém alerta. Sua pressão sanguínea e ritmo do coração tende a diminuir, ajudando seu corpo a se recuperar do estresse.  

Pessoas com ansiedade crônica ou problemas psicossomáticos possuem um padrão específico de reação ao estresse, enfrentam o desafio e não conseguem parar quando cessa o problema. Enfrenta os acontecimentos normais da vida como se eles fossem crises.

A tensão inicial é necessária, pois permite que a pessoa concentre sua energia e percepção para lidar com uma ameaça em potencial. Mas, passado o perigo, o corpo deveria relaxar, recuperando as energias gastas e reunindo forças para enfrentar o próximo estresse. 

Porém, tenha em mente que assim como adquirir habilidades em um dado esporte, encontrar uma prática de meditação que o agrade e manter-se nela trará enormes benefícios. 

Faça testes e persista. Decida de forma realista quanto tempo consegue praticar diariamente: 5 minutos, 10 minutos, não importa.

É possível cultivar qualidades positivas em nosso ser e qualquer um pode iniciar essa jornada interior. No entanto, isso tem que ser uma prioridade, te que haver um sentido. Muitos de nós talvez sejamos incapazes de empreender o intenso esforço necessário para trilhar o caminho profundo.  

Quaisquer passos que tomemos nessa direção são uma contribuição positiva para nossa vida e o mundo em que vivemos.

Vamos praticar?

Nível iniciante

Para esse exercício meditativo, você deverá se sentar de forma confortável, escolher um local/momento calmo/silencioso e se permitir viver a experiência.

OBS: Você não precisa visualizar tudo tão claramente, apenas use sua intenção. Faça de coração aberto, sem julgar seus pensamentos (pois a intenção não é que você pare de pensar)! 

Vamos começar?

Sentado(a), de forma confortável, coluna reta, ombros relaxados, braços soltos ao lado do corpo.  

  1. Desprenda a língua do céu da boca, relaxe o músculo entre os olhos…
  2. Mantenha o rosto sem tensão, totalmente relaxado. 
  3. Respire profundamente, leve o ar para a barriga.  
  4. Faça por volta de 5 respirações profundas. Puxa o ar pelo nariz e solte pela boca, se preferir, faça barulho ao soltar o ar: “aaaah”.

Depois, não interfira mais na respiração, deixe o ar entrar e sair de forma natural. 

Volte-se para dentro de você e se conecte-se com o seu coração, sinta suas batidas. Não julgue se estiver batendo forte, ou fraco, apenas sinta.

Imagine, visualize ou simplesmente acredite que neste momento você está dentro de um grande balão. E esse balão não sai do chão, pois é muito pesado.  

Há vários saquinhos de areia prendendo esse balão, e cada um deles representa uma lembrança de dor ou algum trauma do seu passado. Essas memórias o prendem, o amarram, impedem que você evolua e viva plenamente a sua vida. Impedindo que você seja quem nasceu para ser.

[Pequena pausa de reflexão: 15 a 30 segundos] 

Agora imagine, sinta e acredite que neste momento você começa a soltar cada um desses saquinhos. Você recordando cada situação de dor e de sofrimento que já viveu, de cada vez que se sentiu vítima, de cada ocasião que você se culpou. Lembre-se das mágoas, raivas, frustrações.

E vá soltando, soltando cada um deles. Acredite que é capaz! Algumas lembranças podem ser mais pesadas, podem incomodar e você precisará de uma força maior. Mas as outras você conseguirá soltar com facilidade. 

À medida que você vai soltando, o seu balão vai levantando voo. Ele vai subindo, subindo, subindo.

[Pequena pausa de reflexão: 15 a 30 segundos] 

Neste momento, você está voando livremente. Sem peso, culpas, mágoas ou cobranças.  

Você está navegando em um céu bem azul, em direção ao infinito. 

Só o céu, o sol, as nuvens e você consigo mesmo. Sinta a sua luz. Não existem limites para você sonhar. Não há obstáculos para o que quer realizar. Acredite que você merece tudo de bom, que merece ser feliz, que merece realizar cada um dos seus sonhos. 

Acredite no seu poder interior, na sua força! 

Lembre-se que a vida é uma experiência de infinitas possibilidades… 

[Pequena pausa para conexão interior: 15 a 30 segundos] 

E agora, aos pouquinhos, retorne. Volte sua atenção ao ambiente que você está. Devagar.  

Aproveite esse momento que você mesmo(a) proporcionou a si. Se de alguma forma te fez bem, agradeça por essa conexão. 

Desejo boa sorte na jornada e espero que tenha ajudado você de alguma forma.  

Com afeto,

Psicóloga Raíssa Lin

Referências

  1. A Arte da Meditação Daniel Goleman. Sextante (1999, 1ª edição)
  2. Livro “Mentes Ansiosas” – de Ana Beatriz Barbosa Silva com a colaboração de Dra. Lya Ximenez
Raíssa Lindoso de Araujo
Últimos posts por Raíssa Lindoso de Araujo (exibir todos)

Deixe seu comentário aqui

Assine nossa newsletter

Outros posts que você também pode gostar

Assine nossa newsletter

Fique por dentro dos melhores conteúdos sobre bem-estar, saúde e qualidade de vida

Saúde mental, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

Através do nosso programa de saúde mental, as empresas reduzem perdas com afastamento do trabalho por demandas emocionais.

Fechar
Fechar