Ter medo de sonhar significa o mesmo que deixar de viver 

Ter medo de sonhar significa o mesmo que deixar de viver 

“Como o corpo tem a necessidade de trabalho, de fortalecimento muscular, a alma também necessita ser fortalecida. Segundo Jung, é realmente impossível fazer o tratamento da alma e da personalidade humana isolando umas partes do resto ” (GAETA, 2010,p,56)

A negligência interior nos dias de hoje

Estamos vivendo em um mundo onde as pessoas estão apenas existindo, mas não vivendo, onde a sociedade e a cultura estão em constantes mudanças. 

A única coisa que vai ficando para trás é o verdadeiro self das pessoas, que a cada dia são vistas mais como “máquinas” ou “seres racionais”; com isso, vão se esquecendo de seus princípios, ideias, sonhos, tudo que acham que não se encaixa para viver neste novo mundo, tornando-se cada vez mais rígidas, fechadas, muitas vezes com medo de se expressar e ser taxado como fraco. 

É neste ponto que muitas das desordens psicológicas começam a aparecer e causar estragos na vida das pessoas; nunca tivemos uma geração de pessoas com tantos problemas psicológicos.

A importância de falar

A importância de conseguir expressar-se e falar livremente sobre suas emoções é algo que nos dias atuais está cada vez mais complicado, não se tem tempo para cuidar de si mesmo, não se admite ter um problema e precisar de ajuda, a necessidade de ser autossuficiente e não depender de ninguém é algo que está impregnado na geração que estamos vivenciando.

Com isso o índice de venda de medicamentos vai aumentando juntamente com o índice de desordens relacionados à saúde mental, pessoas apresentando sintomas de pânico, depressão, ansiedade, além das doenças psicossomáticas que têm origem emocional. Temos cada vez mais pessoas frustradas com a vida que levam, mas com medo de mudar.

A ajuda psicoterapêutica 

A psicoterapia vem para fortalecer, fazer com que o indivíduo se reconheça como um ser único, um ser que precisa de ajuda, mas que também é capaz de mudar. 

A psicoterapia vem para libertar o que estava reprimido e fazer florescer os sonhos que foram esquecidos e deixados para trás, a psicoterapia vem para fazer você se reencontrar e reacender a chama para viver, para querer ser você mesmo.

Ribeiro (2013) fala que a psicoterapia é um processo de tomada de posse de si próprio, o cliente constrói sua caminhada, percorrendo o seu caminho, atento aos detalhes. Nessa perspectiva, o terapeuta não é aquele que cura, mas aquele que cuida. Sentir-se cuidado, entretanto, é um poderoso processo de mudança que permite ao cliente repensar com mais segurança os próprios caminhos, as próprias possibilidades de cura.

GAETA, Irene. Psicoterapia junguiana. Sao Paulo: Vetor, 2010. 176 p.

RIBEIRO, Jorge Ponciano. Psicoterapia: teorias e tecnicas psicoterapicas. Sao Paulo: Summus, 2013. 262 p.

Últimos posts por TAISE APARECIDA DOS SANTOS (exibir todos)
Deixe seu comentário aqui
Assine nossa newsletter

Outros posts que você também pode gostar

Assine nossa newsletter

Fique por dentro dos melhores conteúdos sobre bem-estar, saúde e qualidade de vida

Saúde mental, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

Através do nosso programa de saúde mental, as empresas reduzem perdas com afastamento do trabalho por demandas emocionais.