Desenvolvimento pessoal

Minha vida, meu protagonismo: A vida em evidência

Você que está aí, você é protagonista da sua vida? Você tem o papel principal nela ou você simplesmente assiste a vida do outro?

Se você tem dificuldades em responder a essas perguntas, eu vou te ajudar.

Então, imagine a sua vida agora, sua rotina, seus hábitos e hobbies, você conseguiria me contar tudo isso com detalhes? ou quando você prestou atenção, já foi? Chegou o fim do ano e você pensa que não fez nada, mas jura que ano que vem será diferente, e então esse discurso se repete já tem tantos anos que você nem se lembra quando começou!

Mas se eu te perguntar sobre um filme, série, jogo ou programa preferido, você sabe me contar com riqueza de detalhes, né? Mas por que isso?

Por que o fictício é mais interessante do que sua vida? Por que você se importa mais com o que não está em você? Talvez porque seja mais fácil, afinal, é só assistir. Pode ser, mas existe um fator que o fictício não tem, mas você tem, que é a autonomia, ou seja, o controle, a decisão na sua mão, então por que você está desperdiçando esse poder? Você está consciente sobre ele? São muitas perguntas e se você não respondeu a nenhuma até esse momento da sua vida, ainda dá tempo de responder, mas é importante que isso seja prioridade para que o PROTAGONISMO da minha vida volte a ser seu, a vida precisa ser percebida, precisa estar em EVIDÊNCIA para que você se perceba em todas as suas decisões da vida.

Se você quer ser protagonista da sua vida eu tenho algumas dicas para você, anota aí:

Seja seu melhor amigo

É muito comum (infelizmente) que as pessoas não se conheçam, então daí começa uma série de complicações, pois quando surge um conflito, elas não sabem como lidar. Quando você passa a considerar alguém como melhor amigo, você tem muito interesse na vida desta pessoa, pois ela tem um significado muito importante na sua vida, então você passa a querer saber tudo sobre ela, se identifica com ela.

Com você, enquanto é seu próprio melhor amigo, é a mesma coisa, mas com uma vantagem, você pode explorar essa relação quando, onde e quantas vezes você quiser.

Como fazer isso?

Existem algumas opções, essa primeira vai lembrar a infância, ou adolescência que é ter um diário. Ter um diário te ajuda a organizar pensamentos e sentimentos, pois imagina que quando você está escrevendo o seu diário as ideias estão sendo organizadas e externadas, então ela saiu de um lugar simbólico, para um lugar concreto, tudo que é concreto te permite ter mais compreensão e poder de decisão.

O seu diário pode ser no caderno, eletrônico, gravação de áudio ou até mesmo vídeo, o importante é deixar registrado para que se você quiser ter acesso mais tarde, seja possível!

Outra dica que ao praticar pela primeira vez, normalmente traz estranheza que é a conversa no espelho, esta prática é muito utilizada para pessoas que desejam se preparar para entrevistas de emprego, para trabalhar a ansiedade, esta prática permite que você tenha uma resposta instantânea de como você se expressa, então é possível avaliar e compreender uma série de coisas sobre si mesmo. Neste caso você não só se prepara para o mercado de trabalho, mas também para encarar a vida.

Criando esses hábitos diários, você terá condições de exercer esse poder sobre sua própria vida e torná-la ainda mais interessante do que aquele filme, série ou jogo que tanto ama, mas não tem controle. Quanto mais você exerce esse poder, mais domínio você tem sobre ele, mais caminhos você pode trilhar, você se sentirá mais seguro sobre suas escolhas e então chegará no objetivo final que é ser feliz. 

Eai, pronto para ser protagonista da sua vida?

Danielle Alves Almeida Santos

Psicóloga

Danielle Alves Almeida Santos
Últimos posts por Danielle Alves Almeida Santos (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar