O que está por trás da procrastinação?  

Sabe aquele famoso hábito de sempre deixar para fazer as coisas depois, e na última hora sair atropelando tudo para cumprir o prazo de entrega?

Pois é, isso tem um nome: PROCRASTINAÇÃO.

À primeira vista, a procrastinação pode ser facilmente associada à preguiça e desorganização, mas na verdade esse hábito tem origens mais complexas, que vão além de uma simples questão de força de vontade. 

Ao contrário de alguém preguiçoso, que não quer fazer nada, quem procrastina acaba fazendo diversas outras coisas no lugar do que deveria ser feito. Esta atitude pode gerar momentaneamente uma sensação prazerosa, um alívio mental de não precisar pensar na obrigação.

Mas, aí o tempo vai passando, o prazo apertando e chega uma hora que não dá mais para adiar!

São vários os fatores que nos tornam mais propensos a procrastinar, como:

Aversão à tarefa  

Quando se tem que fazer alguma tarefa que não gosta, a probabilidade de procrastinar aumenta, pois exige fazer algo sem vontade.

Impulsividade  

Quando buscamos a recompensa do agora, buscando o prazer imediato, ao invés de aguardar pela recompensa da tarefa realizada. 

Distração  

É a incapacidade de focar a atenção em uma coisa de cada vez, ou manter o foco em algo por muito tempo.

Indecisão 

Aumenta-se a probabilidade de adiar uma tarefa quando se ter dificuldade em tomar decisões.

Medo de falhar 

O medo do fracasso ou medo de receber feedback negativo de outras pessoas também podem promover a procrastinação. 

Essas são apenas algumas das causas que podem estar te fazendo procrastinar. Agora chegou a hora de saber como lidar com ela. 

Trabalhe seu autoconhecimento 

Um caminho para controlar a procrastinação é buscar conhecer melhor você mesmo e entender suas emoções. Como se pôde ver são muitos os fatores envolvidos na procrastinação e entender o que está por trás deste hábito pode te ajudar. Isso pode ser conquistado com a ajuda profissional de um psicólogo. 

Elimine as distrações  

Após descobrir o que está fazendo você procrastinar, o que precisa fazer é eliminar a distração. Só o fato de você dificultar seu acesso àquilo que te impede de fazer o que tem que ser feito já te ajuda a parar de procrastinar.

Estabeleça metas realistas e as cumpra!  

O terceiro passo é a parte prática, ou seja, estabelecer metas do que precisa ser resolvido. O mais importante é que sejam determinadas metas realistas, ou seja, tarefas que você sabe que irá conseguir executar.  

Criar uma lista de tarefas pode ser um bom início. Ao colocar no papel as etapas do que precisa ser feito criamos a possibilidade de lidar com o real. Dar um “check” em cada pequena coisa que fazemos traz a sensação de alívio e de tarefa cumprida.

Lembre-se que toda mudança de hábito leva tempo. O segredo é ser paciente! Faça o melhor que puder e respeite o seu progresso. A cada atividade realizada, comemore! Isso vai te ajudar a se manter motivado(a) e lidar melhor com a procrastinação. 

Daniela Seidler
Últimos posts por Daniela Seidler (exibir todos)

Deixe seu comentário aqui

Assine nossa newsletter

Outros posts que você também pode gostar

Assine nossa newsletter

Fique por dentro dos melhores conteúdos sobre bem-estar, saúde e qualidade de vida

Saúde mental, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

Através do nosso programa de saúde mental, as empresas reduzem perdas com afastamento do trabalho por demandas emocionais.

Fechar
Fechar