Desenvolvimento pessoal

Você sabe o que realmente é o luto? Descubra agora mesmo!

O processo de luto caracteriza o momento de adaptação a uma perda. Essa perda pode ser de um ente querido, um animal de estimação, emprego, término de um namoro/casamento, etc.

No momento em que ocorre essa perda ocorre também o luto, o mesmo é algo natural. Algumas pessoas lidam de uma maneira saudável e outras acabam vivenciando um luto patológico. O luto expressa a dor emocional intensa gerada pela perda, uma tristeza profunda, um processo dinâmico e pessoal o qual a pessoa enlutada precisa atravessar.

O luto é uma experiência natural e esperada quando ocorre uma perda significativa. A função desse processo é ajudar na elaboração de uma perda, de um ente querido e também de um acontecimento que tenha mesma dimensão. O processo de luto é algo lento e doloroso, possui algumas caraterísticas como tristeza profunda, pensamentos constate sobre a perda que sofreu,  perda de interesse no mundo externo, dificuldade em pensar que poderá seguir em frente sem aquele objeto de amor.

Em um momento de luto pode ser vivenciado vários sentimentos referentes à perda, como por exemplo:

  • Sentimentos de fúria,
  • Ansiedade,
  • Tristeza,
  • Saudade.

As fases do luto

Esses são sentimentos comuns quando se perde uma pessoa querida, pois ocorre uma separação contra a vontade. No decorrer do processo de luto o indivíduo passa por fases difíceis com uma mistura de sentimentos, que são conhecidas como as fases do luto, essas fases são: 

  • Fase de negação,
  • De raiva,
  • Depressão,
  • Aceitação.

Essas fases não têm uma sequência exata para ocorrer, variando a ordem, intensidade e duração de acordo com cada indivíduo, e dependendo da relação que o mesmo mantinha com o falecido.

Negação

Fase de negação ocorre logo após a notícia da perda, a pessoa não consegue acreditar no que acabou de acontecer. A negação é considerada uma defesa psíquica na qual o indivíduo nega o problema para não precisar entrar em contato com a realidade, isso se aplica à morte de um ente querido ou à perda de algo importante.

O enlutado precisa e deve conseguir externar sua dor, colocar em palavra, ou choro o que esta sentindo, para que assim ele consiga avançar neste processo de luto. Familiares, amigos, profissionais que se encontram com indivíduos em estado de negação devem tentar incentivar, iniciar uma conversa sobre o que esta acontecendo no momento, conversar sobre a perda que ocorreu.

Raiva

A fase de raiva acontece de duas maneiras: da sensação de frustração por não haver nada que se pudesse fazer para prevenir a morte, ou então por achar que o falecido não se cuidou, com isso e acabar tendo a sensação de abandono.

Depressão

Esta fase ocorre quando o enlutado não tem mais como negar a perda e nem adia-la. A fase de depressão ocorre imensa tristeza quando é constatada a perda como algo irrevogável, pode existir o sentimento de que nada mais tem importância acompanhando a vontade de morrer, pois sem o outro nada tem sentido.

Nesta fase o indivíduo entrará realmente em contato com sua dor, ele aprende a suportar o que parece ser insuportável. O indivíduo é levado para baixo (ele entra em contato com seus sentimentos e reflete sobre os mesmo, e isso o leva para um período de isolamento, é uma descida para um lugar que não se sabe o que vai encontrar) é quando entra em contato com sua dor, esse contato com a dor é importante, pois a partir disso tem um desenvolvimento, algo novo nasce na pessoa.

Aceitação

Nesta fase, inicia-se uma aceitação em relação à perda e uma percepção de que é preciso e importante seguir a vida. A aceitação ocorre depois de um longo percurso, não quer dizer que o enlutado vai esquecer, fingir que não aconteceu ou não sentir dor quando lembrar, mas que além de toda a dor e saudade, ele vai conseguir retomar sua vida e seguir em frente. É importante não confundir aceitação com felicidade. Nesta fase, é como se a dor tivesse sido amenizada, e a luta, em acreditar que a pessoa voltaria, tivesse chegado ao fim.

Aceitação em relação à perda é diferente de ficar feliz por perder alguém. Aceitação diz respeito a mesmo que lembrar-se de um ente que se foi, aquela dor que sentia no inicio já não é mais a mesma, e deu lugar apenas para os sentimentos bons em relação ao ente que se foi. É conseguir ter desejo de viver mesmo sem aquela pessoa.

Conclusão

O luto é um processo lento e doloroso, cada individuo lida de uma determinada maneira, porém é um processo essencial que o enlutado precisa vivenciar para conseguir elaborar sua perda. Aprender a lidar com a ausência da pessoa que se foi, assim como com os sentimentos que são originados dessa perda é importante pois assim existe a possibilidade de ocorrer a elaboração, para que a vida possa surgir o seu ciclo natural.

É importante pontuar que elaborar uma perda, não significa esquecer quem faleceu, ao contrário, elaborar é conseguir viver e permitir-se lembrar daquela pessoa, dos momentos vividos com ela. Mas lembrar sem a dor! Cada pessoa tem a sua forma de encarar a dor de perder alguém amado, mas vivenciar o luto é importante para todos que desejam elaborar essa dor. Negar o que ocorreu, não é uma maneira de superar ou resolver algo.

É saudável e importante você conseguir vivenciar o luto, pois através dele é possível entrar em contato com toda sua dor e seus sentimentos, falar sobre eles, sobre o momento que esta passando, conversar sobre a pessoa que se foi, é essencial ter esse dialogo. Algumas vezes é difícil vivenciar este momento sozinho, mas saiba que você pode contar com ajuda da psicoterapia. Este vai ser um momento destinado a você, onde poderá colocar toda sua dor e diversos sentimentos para fora.

Se você sente que a psicoterapia pode te auxiliar, não hesite em buscá-la.

Obrigada por ler o post.

Um abraço,

Munic D. Zamparoni
Psicóloga, CRP (08/22456)

Munic Dias Zamparoni
Últimos posts por Munic Dias Zamparoni (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar