Desenvolvimento pessoal

Positividade em meio ao sofrimento: saiba como desenvolver!

– Você se considera uma pessoa positiva?

– Confesso que muitas vezes eu não sou.

– “Como assim… você é psicóloga, deveria dar o exemplo”, rs.

Eu digo isso com propriedade: nem sempre é fácil ser positivo, pensar no “lado bom da vida” apesar das dificuldades. Mas posso te contar uma coisa? Ser positivo é uma escolha!

Ser positivo é uma questão de escolha

Para muitos pode parecer fácil estar sorridente e de bem com a vida, e as redes sociais muitas vezes criam um cenário incrível, de comercial de margarina, que algumas vezes nos deixam frustrados, talvez até invejando a “perfeita” vida do outro.

Para a grande maioria de nós, que temos problemas (trabalho, relacionamento, saúde, autoestima) manter um sorriso no rosto pode ser desafiador. E muito além disso: pensar coisas positivas sobre nós, sobre o outro, sobre as condições em que nos encontramos…

É como a velha história do copo meio cheio ou meio vazio, tudo depende da forma com a qual você interpreta as situações.

O poder de nossos pensamentos

Diversos estudos hoje comprovam o que a Psicologia há muito tempo já percebia na prática: os nossos pensamentos são extremamente poderosos e influenciam a maneira com que nos portamos perante a vida e como nos relacionamos com todos ao nosso redor.

Você gosta de estar com alguém que só reclama dos problemas, que se vitimiza e não aceita mudar? E se essa pessoa fosse você? Quanto tempo você passaria do seu lado?

Se você permitir, seus pensamentos e emoções podem te limitar. Mas se você permitir, eles também podem ser ferramentas poderosas para te transformar no melhor que você pode ser, a descobrir competências e habilidades até então desconhecidas.

Vivendo por um propósito

Por que algumas pessoas passam por situações de extremo sofrimento e saem “ilesas”, enquanto outras sofrem amargamente com a desesperança? Um psiquiatra austríaco, chamado Viktor Frankl, dizia que mesmo no sofrimento podemos encontrar o sentido de nossas vidas.

Quando temos um propósito na vida, torna-se possível encarar o sofrimento com coragem e transformá-lo em uma realização. Você pode pensar que para ele é fácil, mas preciso te contar uma outra coisa: ele era um judeu que viveu na Europa durante o regime nazista, e passou por diversos campos de concentração, sofreu situações inimagináveis e viu de perto muitas condições de profunda miséria, e ainda assim disse tais palavras.

Ele era melhor do que alguns de nós por pensar assim? Por que ele conseguiu e nós temos dificuldade? Talvez a resposta seja: ele tinha um propósito e acreditava que poderia alcançá-lo.

Acredite

Meu convite a você é que acredite no seu propósito. Acredite que você pode alcançar seus objetivos. Sua casa; seu diploma; sua família; seu alimento; sua carreira.

Olhe para além da situação atual, além das dificuldades e das tristezas. Busque atitudes positivas e pequenas mudanças no seu dia a dia que te ajudem a alcançar o seu objetivo.

Esteja ao lado de pessoas que te impulsionem, se for preciso faça mais amigos; sorria mais; compartilhe as alegrias; elogie as pessoas, e se não tiver nada de positivo para falar, pelo menos não critique – o mundo está cheio de acusadores, não seja mais um.

Diga às pessoas o quanto elas são importantes para você. Tome tempo para fazer aquilo que lhe dá prazer, que lhe faz feliz. Reflita sobre o que lhe faz mal e busque soluções – se preciso, peça ajuda!

Lembre-se que a sua vida é única e só você tem o poder de escolher como ela deve ser vivida. E aí, o copo da sua vida está meio cheio, ou meio vazio?

 

Caroline Campos

Sou psicóloga, com experiência em atendimentos a adultos em contextos diversificados, como hospital, clínica e instituição asilar.

Exercito minha profissão segundo a abordagem da Logoterapia, de Viktor Frankl.

Assim como ele, acredito que o ser humano possui um potencial incrível de superar as adversidades e encontrar um sentido para sua vida através de um trabalho bem executado, do amor direcionado a algo ou a alguém, e também do sofrimento - afinal ele nos molda e se escolhermos ter uma atitude positiva, podemos alcançar a felicidade, apesar das circunstâncias.

Cada época possui suas neuroses e crises, que necessitam de uma psicoterapia específica para entender essas questões.

A Logoterapia é uma das abordagens mais qualificadas para lidar com o problema do profundo sentimento de insignificância e vazio existencial do homem moderno, entre outros temas.

Através do processo terapêutico é possível compreendermos as motivações humanas e, através da busca pelo sentido da vida, sermos seres humanos plenos e realizados - Juntos poderemos trabalhar esses pontos!

Entre em contato para mais informações.
Caroline Campos

Últimos posts por Caroline Campos (exibir todos)

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar