Psicologia geralSem categoria

Psicoterapia corporal: o que é, quais os benefícios, para que serve?

Você já deve ter ouvido expressões como “engolir sapo”, “borboletas no estômago” e outras. Pode ter inclusive vivenciado situações emocionais cujo resultado causaram desconforto físico, tal qual citado acima.

Psicoterapia tradicional Vs psicoterapia corporal

Psicoterapia tradicional se dá através da palavra e na interação com o Psicoterapeuta. Já a Psicoterapia Corporal mescla a abordagem tradicional com a linguagem do corpo, no processo psicoterapêutico.

O fundador

Wilhelm Reich foi o fundador da psicoterapia com ênfase no corpo, a qual denomina-se psicoterapia reichiana/corporal. Ele foi contemporâneo de Sigmund Freud e também dissidente de algumas de suas ideias, em consequência, fundou sua própria metodologia. 

Os seguidores de Reich são chamados psicoterapeutas neorreichianos, que  desenvolveram novas abordagens corporais como a bioenergética, a vegetoterapia, entre outras.

A psicoterapia com abordagem corporal possibilita a integração entre mente e corpo ao combinar técnicas da psicoterapia tradicional, que se dá através da palavra, com exercícios corporais específicos.

Nossas emoções nem sempre podem fluir livremente pois a cultura, a religião e a educação atuam de forma inconsciente, e têm o poder de polícia sobre nossa mente! 

Essa energia, que não pode ser expressa, fica aprisionada no corpo e passa a agir negativamente, podendo ocasionar sintomas diversos, tais como: 

  • Falta de energia, 
  • Dores, 
  • Estresse
  • Dificuldades emocionais, 
  • Etc.

Os benefícios da psicoterapia corporal

A psicoterapia corporal ao utilizar técnicas corporais diversas, permite o desbloqueio dessas tensões localizadas no corpo e possibilita a melhora dos sintomas, proporcionando alívio e melhor qualidade de vida.

As técnicas utilizadas

Dispomos de técnicas ativas, onde o psicoterapeuta corporal participa ativamente e o paciente também é protagonista  no processo.
Um dos recursos ativos fantásticos que dispomos é trabalharmos a respiração! Quando a respiração está bloqueada nossa energia vital fica diminuída e para realizarmos nossas tarefas diárias há a sensação de muito cansaço e até de esgotamento físico

Para reverter esta situação várias técnicas respiratórias são utilizadas. A percepção corporal e o aprendizado das técnicas constituem importante ferramenta que a pessoa pode utilizar em situações estressantes, inclusive por quem sofre de síndrome do pânico.

Já nas técnicas passivas, o paciente recebe o cuidado diretamente do psicoterapeuta sem ser solicitado a cooperar. As técnicas passivas em especial só ocorrem em atendimento presencial.

A massagem terapêutica é uma técnica passiva onde inicialmente o terapeuta avalia a condição energética do paciente. Há casos onde há necessidade de liberar a tensão corporal e equilibrar a energia vital, ou então energizar a pessoa quando ela está desvitalizada.

Como Mente e Corpo são acessados conjuntamente, além dos benefícios citados, o resultado desta abordagem de trabalho acontece bem rápido. A psicoterapia com abordagem corporal é sempre realizada por psicólogo/psicoterapeuta especialista, trabalhando a integração mente-corpo e fazendo prevalecer a visão holística do ser humano.

Psicóloga Mônica Gonçalves China Cezar de Almeida-CRP/06-12166
Cursou especialização em Psicoterapia Reichiana e Técnicas Corporais no ¨Instituto Sedes Sapientiae/SP¨.

Monica G China Cezar Almeida

Olá, Sou a Psicóloga Mônica e tenho prazer em poder compartilhar com você este momento. Acredito que a Psicoterapia é mais eficaz quando ocorre o encontro de duas pessoas, independente da técnica. A empatia sobre as indagações e conflitos de quem me procura é enriquecedora e transformadora para ambos. Imagine um baú trancado cuja chave se perdeu, que tesouros ele guarda? O Psicólogo é o profissional que com seus conhecimentos pode acessar o interior do baú que representa nossa mente. Vou falar um pouco sobre este processo.
Monica G China Cezar Almeida

Últimos posts por Monica G China Cezar Almeida (exibir todos)

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar