Qualidade de vida: 5 dicas essenciais para você melhorar a sua

124069-5 dicas para melhorar a qualidade de vida

Não faz muito tempo, as pessoas mediam seu nível de satisfação pelo número de zeros na conta bancária. Atualmente, diante da dificuldade que a corrida pelo sucesso impõe, com o estresse elevado à condição de mal do século, o que as pessoas mais desejam é ter qualidade de vida.

Não se trata de optar por um “prêmio menor”, mas de dar valor ao que realmente importa: viver num ritmo menos acelerado, preservar a saúde, desfrutar da família e amigos, sentir satisfação pelo trabalho etc.

Claro que nem todo mundo atingiu esse patamar, como demonstra a quantidade de gente atulhando consultórios médicos, consumindo remédios de tarja preta e se sentindo infeliz e desconectada da realidade.

Porém, a conquista da qualidade de vida não é um objetivo inalcançável. Pode até ser bem mais simples (e esse é um adjetivo importante) do que parece. Exige, naturalmente, algumas mudanças, mas com benefícios que nos impulsionam a querer ir adiante.

Se você está buscando essa virada em sua rotina, aqui vão algumas dicas para melhorar a sua qualidade de vida. Anote aí:

1. Pratique exercícios físicos

Melhorar a qualidade de vida implica, em primeiro lugar, assumir hábitos saudáveis. Substituir uma rotina sedentária pela prática de exercícios físicos é, assim, a primeira providência de quem quer viver melhor.

Além dos benefícios para o corpo (controle da pressão arterial, da capacidade respiratória e dos níveis de colesterol, entre outros), uma caminhada ou corrida leve ao final do dia é excelente para recuperar o humor, espantar o estresse e arejar as ideias.

2. Consuma alimentos saudáveis

Adotar uma dieta mais equilibrada é outra atitude positiva quando se está buscando qualidade de vida. Procure diminuir o “peso” do seu prato, escolhendo alimentos saudáveis, naturais. Dê um tempo no refrigerante e nos industrializados; substitua-os por uma boa salada, frutas e um cardápio mais rico em fibras.

A mudança não terá impacto apenas na balança: você se sentirá mais disposto e com a autoestima lá no alto. E não se esqueça de beber muita água!

3. Dedique um tempo para a família

Tirar um tempo para passear com a família e brincar com os filhos é essencial para quem procura leveza e bem-estar. Pergunte-se se você realmente está tão cansado a ponto de não poder levar o filho até o playground ou caminhar com a esposa e as crianças ao fim do dia.

Essa medida não apenas trará alívio à sua consciência de pai atarefado como deixará seu dia mais alegre e o lar muito mais harmonioso.

4. Valorize o silêncio

Ter um momento para se desligar dos problemas, respirar fundo e pensar calmamente ajuda a recuperar as energias e a focar no que realmente importa. Uma caminhada solitária no parque ou à beira-mar, distante do celular, ou escolher um lugar sossegado para ler um bom livro, são atividades recomendadas.

Vale também se inscrever num curso de meditação ou de yoga para manter a mente tranquila. A ordem aqui é: relaxe!

5. Trabalhe com algo de que você goste

Essa talvez seja a dica mais difícil de adotar, mas ela é crucial para a conquista da sua qualidade de vida. De fato, a maioria dos problemas relacionados a depressão e estresse tem a ver com o lado profissional. E a queixa mais comum é: “Detesto o meu emprego!”.

Quando ir para o trabalho se torna um tormento, a melhor solução é arranjar outra ocupação. O problema é que isso nem sempre é viável em curto prazo. Nesse caso, a única alternativa é tentar recuperar a satisfação perdida.

Você pode negociar uma nova relação de trabalho, levando em conta as possibilidades atuais de exercer funções fora do escritório, ou procurar ressignificar o seu papel na empresa, revisando seus objetivos e as razões pelas quais você, um dia, escolheu essa profissão. Quem sabe um coach possa ajudá-lo nessa busca?

Falando em coaching, e no papel que ele pode exercer na sua vida profissional (e, consequentemente, em sua qualidade de vida), aqui vai uma dica bônus: leia o seguinte post e saiba o que levar em consideração ao escolher um coach. Vale muito a pena.

 

Como usar a tecnologia em favor da qualidade de vida


Referência

Ropke, Lucilene Maria, et al. “Efeito da atividade física na qualidade do sono e qualidade de vida: revisão sistematizada.” Archives of Health Investigation 6.12 (2018).

Psicologia Viva

Deixe seu comentário aqui

Assine nossa newsletter

Outros posts que você também pode gostar

Assine nossa newsletter

Fique por dentro dos melhores conteúdos sobre bem-estar, saúde e qualidade de vida

Saúde mental, bem-estar e inovação que seu colaborador precisa

Através do nosso programa de saúde mental, as empresas reduzem perdas com afastamento do trabalho por demandas emocionais.

Fechar
Fechar