Saúde

Burnout: quando o excesso ou o tipo de trabalho faz adoecer

Ei, você que está aí descabelada(o), cansada(o), pensando em 1001 problemas na sua vida, em pleno horário de trabalho, desmotivada(o), sem saber o que fazer. Sim, você, estou falando com você! Sabia que você pode estar passando por uma crise de BURN OUT?

A síndrome

Sim! SÍNDROME DE BURN OUT. Já ouviu falar? Vem do inglês: burn = queimar, out = por inteiro. Essa síndrome está intrinsecamente relacionada com o seu modo de vida, mais especificamente relacionada ao seu trabalho. Ela se caracteriza pelo esgotamento físico e mental.

Síndrome que afeta quase 40% do mercado de trabalho. Também não é de se estranhar, no mundo caótico, rápido e exigente em que vivemos, quem dá conta?!

SE identifica? Se sim, primeiramente, respire.

O que fazer?

Não seria stress? Ansiedade? Desmotivação? Sim, também, porque esses sintomas estão presentes nessa síndrome. Ok, mas e agora, o que fazer?

Antes de mais nada vamos tentar entender o que realmente está acontecendo com você. Agende uma consulta e vamos conversar.

E aqui vai um alerta: Se você se identifica com 3 ou mais desses sintomas que relaciono abaixo, podemos dizer que sim, você se encaixa nessa síndrome:

  1. Irritabilidade;
  2. Dificuldade para se concentrar;
  3. Insônia;
  4. Isolamento social;
  5. Desmotivação;
  6. Improdutividade;
  7. Dores no corpo;
  8. Dores de cabeça frequentes/enxaquecas;
  9. Gastrite;
  10. Pressão alta.

Esses podem ser sintomas indicativos de que algo está errado. Pronto. Aliviada(o)? Já conseguimos identificar algo importante! E através da psicoterapia é possível aliviar esses sintomas. Cuide-se! O trabalho, mais do que uma fonte de renda, deve ser também fonte de prazer! Agende sua consulta.

 

Ana Cristina P. Fraia

clinicadepsicologiaanafraia@gmail.com

Ana Cristina P. Fraia
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar