Saúde

Somatização – O que é, sintomas e transtorno de somatização

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), ter saúde é diferente de não ter doença, isto quer dizer que ter saúde é usufruir de um bem-estar psíquico, biológico e social.

A partir da definição da OMS é possível perceber que a doença é uma produção do próprio ser humano que adoece ao ser influenciado pelo mundo exterior.

Considerando este pressuposto entendemos que a somatização, que é uma ação sobre o corpo (soma = corpo), nada mais é do que a representação física do desequilíbrio psíquico e biológico do indivíduo.

As representações psíquicas, ou seja, experiências emocionais do indivíduo em seu contexto social, exercem um papel central no processo de somatização através de sintomas físicos, cuja origem não é explicada pelas ciências médicas e por este motivo considerados sintomas de origem emocional.

Como identificar a somatização? Veja sintomas comuns

A alteração no estado emocional pode promover o aparecimento de doenças como: dor de cabeça – inclusive enxaqueca -, resfriados frequentes, asma, gastrite, dores no corpo sem causa aparente, problemas cardiorrespiratórios, ganho de peso, acometimento da pele por processos alérgicos entre outros.

Para melhor entender este processo vejamos o esquema do Eixo Somático a seguir:

Fonte: Eixo de Somatização (Desenvolvido por Fátima Correia, 2018)

Este eixo somático representa a vivência de muitos sentimentos, aqui representados por alguns deles como raiva, culpa, medo, estresse, ansiedade e ressentimento, que nos tomam diariamente, levando-nos ao processo de somatização quando não conseguimos lidar bem com todos eles.

Quando não conseguimos elaborar e ressignificar essas emoções, que são os sentimentos vivenciados, nosso organismo entra em colapso, ou seja, o sistema psíquico (mente) avisa o sistema neurológico (cérebro) que há algo errado, este por sua vez repassa a informação ao sistema imunológico (órgão de defesa) que finalmente comunica ao sistema endócrino o problema, e este finalmente leva a uma alteração no organismo resultando no adoecimento.

O que fazer nesses casos?

Não existe uma receita para que todos sigam e não se deixem adoecer em função das experiências vividas, mas posso deixar algumas dicas que poderão ajudá-los a pensar sobre o seu bem-estar.

  • Manter o equilíbrio emocional através do autoconhecimento;
  • Ser flexível e buscar novas formas de lidar com as dificuldades;
  • Respeitar seus limites, pois todos nós os temos;
  • Evitar agir por impulso, o que pode levar-nos ao arrependimento e culpa;
  • Não tentar resolver tudo sozinho, fale sobre seus sentimentos e dúvidas;
  • Faça exercícios físicos, mantenha uma boa alimentação e aproveite a vida.

Se nada disso for suficiente não se acanhe em buscar ajuda de um Psicólogo. Este é o profissional capacitado a lhe ajudar a encontrar seu bem-estar.

Fatima I S Correia Rpcha
Últimos posts por Fatima I S Correia Rpcha (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar