Desenvolvimento pessoal

O que é a terapia de EMDR?

A Terapia EMDR (Eye Movement Dessensitization and Reprocessing), que em português significa Dessensibilização e Reprocessamento através do Movimento dos Olhos, é uma abordagem que trata do armazenamento da memória e da interpretação da experiência. Sendo uma abordagem psicoterapêutica que desbloqueia memórias dolorosas através de estimulação bilateral do cérebro.

Como funciona? 

Tem como principal foco as experiências perturbadoras que contribuem para problemas na vida cotidiana. 

A terapia de EMDR funciona através do reprocessamento de tal experiência perturbadora, com estímulos bilaterais podendo o mesmo ser por meio dos movimentos oculares, sons e toques. 

Após a experiência ser processada com sucesso, é armazenada de forma adaptativa, integrando-se a outras experiências semelhantes do próprio individuo, ou seja, ela não será esquecida, será neutralizada.

O passo a passo da EMDR

A terapia é composta por 8 fases:

Fase 1: Historia Clínica

Nessa fase é coletada informações referentes à queixa inicial, identificar as memórias relevantes na vida do paciente, tanto positivas quanto negativas, bem como o passado ou presente.

Os sintomas são causados por memórias que foram processadas de maneira inadequada. 

Fase 2: Preparação

Esta fase tem como objetivo preparar o paciente para o reprocessamento, avalia se a pessoa está preparada para o processamento e estabelece uma aliança terapêutica. 

Aplica ferramentas/recursos para o paciente com o intuito de ajudá-lo a trabalhar com a experiência.

Fase 3: Avaliação

Acessar a experiência já identificada na fase 1. O acesso à lembrança de como ela está armazenada no presente para que possa ser trabalhada de forma a atingir o reprocessamento. Nesta fase que é trabalhada a cognição negativa (CN) sendo esta uma crença que o paciente traz que representa a distorção que o paciente tem sobre si mesmo. Também é trabalhada a cognição positiva (CP) e essa representa a crença que desejam a respeito de si mesmos.

Fase 4: Dessensibilização

Reprocessar a memória escolhida e as experiências que a acompanham com intuito de promover uma solução adaptativa.

Fase 5: Instalação 

Garantir que ligação da “crença positiva” (frase positiva a respeito do paciente) esteja refletindo a experiência do paciente.

Fase 6: Escaneamento corporal

É a busca por sensações corporais residuais e que ainda necessitem ser reprocessadas.

Fase 7: Fechamento

É a finalização do trabalho com a memória através do cessamento do processo de EBL e sua interrupção dos estímulos bilaterais e garantir a estabilidade do paciente ao final da sessão.

Fase 8: Reavaliação

Tem o intuito de voltar a atenção no processo de mudança que o paciente está experimentando, avaliando o progresso do paciente de forma global. Tal reprocessamento continuará entre as sessões.

Quem pode fazer EMDR?

  • Crianças respondem com mais facilidade ao tratamento, pois ainda não têm tantas redes de memórias complexas.  
  • Adolescentes e 
  • adultos.

Em quais situações pode ser utilizada?

  • Fobia,
  • Transtorno do pânico,
  • Transtorno de Ansiedade Generalizada,
  • Depressão,
  • Dor e Luto,
  • Transtorno do Estresse pós Traumático

Esses são alguns dos exemplos.

Camila Gomes Marinho
Últimos posts por Camila Gomes Marinho (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar