Saúde

A terapia on-line continuará em evidência após a pandemia?

Nesses últimos tempos, nós nos deparamos com diversas dificuldades – e necessidades – devido ao distanciamento social. Nossa liberdade foi reduzida e com isso a demanda por serviços que nos atendessem de forma prática se mostrou necessária.

Nos vimos diante de dúvidas, medos e inseguranças que nem sabíamos que tínhamos. Enfrentamos situações difíceis na convivência familiar, na nova forma de se relacionar com colegas de trabalho e, principalmente, com as próprias questões. Segundo Freud, “A melancolia nos situa perante outras questões ainda, para as quais não temos todas as respostas”. Sentimentos que antes podiam ser “esquecidos” diante de toda a distração que afazeres externos proporcionavam foram expostos sem que estivéssemos preparados para isso.  

Lacan disse: “…se existe uma chance de captar algo que se chama o real, não é em outro lugar senão no quadro-negro…”. A terapia, nesse cenário, torna-se o “quadro-negro” para que possamos expor e, de alguma forma, lidar com todos esses sentimentos.

Diante dessa demanda, a terapia on-line se mostrou uma ferramenta importante para que fosse possível algum acolhimento diante de um cenário tão desafiador e doloroso. 

Os motivos pelos quais o atendimento on-line continuará crescendo cada vez mais

Apesar da pandemia ter evidenciado a necessidade e o poder de alcance das plataformas de atendimento psicológico on-line, hoje, com a crescente “volta ao normal”, também é possível identificar por que esta ferramenta tornou-se uma modalidade que permanecerá em expansão. 

Podemos listar alguns dos motivos:

Praticidade

Temos cada vez mais tarefas e atividades diárias que nos ocupam quase que todo o tempo que temos disponível. Muitas vezes, a distância do trajeto de um lugar ao outro é muito grande e pode tornar esse deslocamento um empecilho para o tratamento psicológico.

Dessa forma, o atendimento on-line torna-se um grande aliado, pois além de te salvar de possíveis desgastes no trânsito, também permite que você poupe tempo e energia para poder melhor usufruir do seu momento de autocuidado, que é a terapia.

Facilidade

Com uma agenda cheia, pode ser mais viável disponibilizar um período do dia para realizar sua terapia do seu próprio local de trabalho – quando há possibilidade para tal – ou no conforto da sua casa, depois de um dia exaustivo. Essa otimização de tempo, pode fazer uma grande diferença no seu dia.

Horários acessíveis

Por não precisar disponibilizar tempo para se locomover até outro local para realizar a terapia, é possível realizar o tratamento em horários mais flexíveis do seu dia, como por exemplo, durante seu horário de almoço, durante aquela horinha em que as crianças estão realizando outras atividades ou à noite, depois de tomar um banho relaxante após chegar do trabalho.

Ok, são muitas vantagens, mas…

O que é necessário para conseguir desfrutar de todas as vantagens que a terapia on-line pode proporcionar?

Vimos que o a terapia on-line pode ser uma aliada para que o tratamento psicológico seja possível e disponibiliza diversas facilidades para isso. No entanto, existem algumas necessidades que precisam ser atendidas para que possamos usufruí-la da melhor maneira. 

Para isso é necessário verificar alguns pontos:

Acesso à internet de qualidade

Por ser on-line, é imprescindível que a sua conexão com a internet não te deixe na mão, afinal, seria bem desagradável sofrer interrupções enquanto está relatando alguma situação importante ou recebendo alguma orientação do profissional que te acompanha. Hoje, é possível encontrar planos de internet acessíveis para que a qualidade do seu tratamento on-line seja possível. Invista nisso por você!

Ambiente seguro

É extremamente necessário dispor de um ambiente onde você tenha privacidade e sinta-se confortável para falar sobre assuntos delicados. Encontre um cantinho da casa onde, somente por um período, você possa ter privacidade. Se necessário, converse com as pessoas que moram ou trabalham com você, para que lhe concedam esse tempo sem interrupções, para o seu tratamento.

Quando a terapia on-line pode não ser a melhor opção

Como vimos acima, apesar das inúmeras facilidades, é necessário disponibilizar de uma boa internet e um ambiente de privacidade para que a terapia on-line consiga te atender de forma satisfatória. Dessa forma, se você não consegue dispor dessas necessidades e não for possível alguma solução ou até mesmo se, para você, estar num ambiente diferente (consultório presencial) for algo possível e necessário para o seu bem-estar, talvez você não consiga aproveitar as vantagens de realizar seu tratamento de forma on-line. Nesse caso, o modelo presencial pode te atender melhor.

Então… e o futuro? 

É claro que o atendimento psicológico presencial sempre terá espaço. Diversos profissionais disponibilizam seus serviços tanto on-line quanto presencialmente. Porém, antes da pandemia, a modalidade on-line, de diversos serviços, já obtinha grande espaço na vida das pessoas. Diversas plataformas já ofertavam esse serviço devido a demanda por praticidade e durante a pandemia ganharam ainda mais destaque, pois tornaram-se uma ferramenta importante no auxílio ao equilíbrio emocional.

Pessoas que já faziam acompanhamento psicológico tiveram que migrar para o atendimento on-line, pois não havia outra opção. Outras, descobriram a necessidade da terapia justamente pelo período difícil que se mostrava a nossa frente e conseguiram encontrar o auxílio necessário, nessas plataformas.

Com o tempo, vem se tornando possível a volta à rotina fora de casa e por isso percebendo e principalmente vivenciando todas as facilidades do on-line, tanto pacientes quanto profissionais percebem que não se trata de uma modalidade passageira, mas sim, que a terapia on-line se tornou uma possibilidade necessária para auxiliar e expandir o acesso à saúde mental. 

Daniele Benite

Psicóloga Clinica

Referencias

  1. FREUD, Sigmund. Introdução ao Narcisismo: ensaios de metapsicologia e outros textos (1914-1916) – São Paulo: Companhia das Letras, 2010.
  2. LACAN, Jacques. O seminário, livro 17: o avesso da psicanálise (1969-1970) – Rio de Janeiro: Zahar, 1992.
Daniele Benite
Últimos posts por Daniele Benite (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar