Desenvolvimento pessoal

Você sabe qual é o seu temperamento? 

Você sabia que o que diferencia as pessoas é o CARATER e a ATUAÇÃO, e o que diferencia a atuação é o TALENTO e o COMPROMETIMENTO?

Por isso é tão importante nos conhecermos e entendermos como funcionamos em várias situações. Falo de qualquer situação em sua vida, seja ela inusitada ou as incluídas em sua rotina natural. 

Você é único

Cada ser humano tem sua marca registrada. Sei que você pensou em digital, não é mesmo? Mas não estou falando disso, que é também um fato importante que comprava mesmo a nossa singularidade, mas estou falando mesmo é de ESSÊNCIA. Somos por natureza semelhantes, mas somos diferentes quanto à nossa personalidade e maneiras de ser e de se comportar, diferentes quanto ao nosso caráter individual. 

Sei que você já ouviu falar que nem mesmo os irmãos gêmeos são parecidos, são apenas no biótipo, na aparência externa, mas quando falamos de jeito de ser e estilo interno de percepção das coisas podem ser bem diferentes.  

Por esta razão, quando falamos de caráter, atuação, talento e comprometimento estou falando de bases únicas.

Vamos pensar assim: Cada pessoa no mundo é única, e saber sobre si mesmo pode dar a você uma vantagem na vida. Estrategicamente falando, entender como damos o sentido que damos às coisas, como eu entendo o outro é algo bem particular e subjetivo, concorda? E saber sobre este tema pode te abrir caminhos e novas possibilidades. 

Você acha que pensa diferente das outras pessoas e que às vezes se sente deslocado? Pode ser  simplesmente porque você realmente pensa diferente, porque você é único e não pode se sentir forçado a concordar ou pensar da mesma forma que outra pessoa, mesmo que sejam multidões. E está tudo bem em saber disso. 

Ferramentas especialistas em análise comportamental

Você sabia que existem ferramentas que podem facilitar o teu entendimento e conhecimento de como você se comporta? 

Mas antes de falar mais sobre isso te convido a refletir sobre esta afirmação: A principal energia que impulsiona para a ação vem das emoções.

E para falar sobre emoções vamos primeiro entender o que é temperamento. Cada pessoa tem o seu temperamento.  

“Cada ser humano é um enigma para si e para os outros, por conta da sua essência peculiar.” (RUDOLF STEINER, 2014) 

Nossas relações dependem de nos aproximarmos deste enigma, não só com a razão e o conhecimento, mas com o sentimento e a sensibilidade. Aprofundar-se na complexidade da natureza humana é poder ver cada indivíduo sob uma luz correta.  

Temperamento como tempero

Mais uma curiosidade para você: Sabia que a palavra temperamento pode ser comparada a um tempero? Cada tempero é de um jeito, uma cor específica, um sabor, um benefício, entre outras particularidades que se diferencia e se destaca dependendo de como é utilizado. Pois é, e lá vai mais uma pergunta: Como se forma então o nosso temperamento? 

O nosso temperamento se expressa em forma de comportamento. Nele estão incluídos os aspectos hereditários que herdamos dos nossos familiares que se misturam com os aspectos de nossa individualidade, que é composto por nossa forma de educação recebida e assimilada, nossas experiências pessoais, nossos sentimentos e padrões mentais.

Pronto: Temos agora nosso temperamento. Nosso “tempero próprio”. Lembra das emoções? Elas estão sempre conosco misturadas ao nosso tempero. 

E o que são emoções? Emoção é uma palavra que deriva do termo em latim emotione, que possui o significado de mover para fora, promover uma grande agitação que leva algo do interior para a superfície. Daí o aspecto da expressão: “Turbilhão de emoções”. Já ouviu falar? 

Porque nossas emoções funcionam como uma turbina mesmo, jatos fortes e que podem gerar alto impacto em alvos. Quando não bem administradas, as emoções sufocam ou explodem sem motivo aparente ou com motivos claros e conscientes como a água mesmo.  

Conhecer também como nossas emoções operam dentro de nós nos dá aquela vantagem de que falei acima junto à nossa mistura de “temperos,” ou seja, o nosso temperamento. 

Talento

Mais um destaque: Sabia que nosso temperamento indica nosso talento? 

Você se questiona em como pode gostar de fazer o que faz? O que te leva a fazer as mesmas coisas que você ama fazer? Por que outras você repele e se distancia? Tudo isso tem a ver com o teu jeito de ser, teu “tempero”. Será que o seu “tempero” é como uma pimenta, um sal, um açúcar ou está mais para um sabor limão? Na verdade, temos uma pouco de todos esses temperos, mas um sempre é o mais forte. Aquele nosso tempero de casa, à moda do chefe. Esse se destaca. 

O exercício do autoconhecimento

Conhecer a nós mesmos nos ajuda muito a entender o nosso talento. Também enfatizo que tem muito a ver com o nosso propósito de vida. Qual deve ser o teu propósito primeiramente antes de tantas filosofias sobre o tema, deve ser: SER VOCÊ MESMO! Ser eu mesmo me leva a fazer o que faz sentido na minha vida.

Por isso ele está tão ligado às nossas escolhas profissionais e ao nosso comprometimento com elas. 

Isso é propósito. 

Por isso é importante se lançar ao exercício do autoconhecimento. Saber entender os seus  pontos fortes e marcantes, e conhecer também os pontos de desequilíbrio e que precisam melhorar, ou seja, aqueles aspectos que entram em desarmonia com os seus pontos positivos, em destaque e que às vezes podem te sabotar em suas relações consigo mesmo e com os outros.

Mas, conhecendo-se fica mais fácil aprender a lidar com as frustações e ser cada vez mais um ser humano melhor.  

Lembrando que: “Nenhum de nós é perfeito. Cada um tem qualidades que integradas a do outro, cria a perfeição. “(ROBERT HAPPÉ, 2016). 

Por isso, convido você a entender mais sobre si mesmo. Em um processo terapêutico isso também é possível, e como falei acima, existem algumas ferramentas de mapeamento de perfil psicológico (testes psicológicos) e comportamentais (eneagrama, metodologia DISC de análise de perfil comportamental, entre outros) que podem ajudar você a entender, identificar, mapear e traçar planos para seu desenvolvimento pessoal com o auxílio de um profissional de Psicologia especialista neste assunto.  

Entre em contato comigo, terei o prazer em tirar suas dúvidas e ajudá-lo nessa jornada!

Até logo! 

Juliane Figueiredo 

CRP02 15884 

Referências:

  1. STEINER, Rudolf. O Mistério dos Temperamentos. As Bases Anímicas do Comportamento  Humano. 2 Ed. Antroposofica. 01 jan. 2014.
  2. HAPPÉ, Robert. Consciência É a Resposta. 13 Ed. Pillares. 01 jan. 2016.
Juliane F da S Figueiredo
Últimos posts por Juliane F da S Figueiredo (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar