RelacionamentoSem categoria

Amizade tóxica: Entenda esse tipo de relacionamento abusivo 

Uma pesquisa realizada em Harvard durante 75 anos mostrou dados incríveis sobre felicidade e satisfação com a vida. E é claro que bons relacionamentos interpessoais foram associados a uma maior percepção de felicidade e mais saúde ao longo da vida.

Hoje falaremos especificamente sobre um tipo de amizade que não gera bem-estar e muitas vezes está associado a emoções desagradáveis de se sentir, vamos falar sobre amizades tóxicas.

Os relacionamentos abusivos podem surgir tanto em relações amorosas, familiares quanto em amizades. Por isso é preciso estar atento e conhecer os sinais que indicam que um relacionamento está sendo abusivo para você.

O termo amizade tóxica é comumente utilizado para se referir a amizades que estão causando sofrimento. É importante destacar que essas relações podem afetar sua autoestima, seu estado mental e físico.

Sinais de uma amizade tóxica 

  • Excesso de críticas: Qual o papel de um amigo? Dar apoio está entre eles, certo? Sabemos que críticas construtivas são importantes dentro de uma boa amizade, sempre utilizando respeito e empatia, entretanto, em amizades tóxicas, um sinal para se observar é o excesso de críticas e ausência de compreensão.
  • Imposição de uma única vontade: Você pode sentir que seus desejos e preferências não são atendidos, sendo que as vontades de seu amigo sempre prevalecem sobre as suas.
  • Competitividade: Em uma amizade tóxica pode haver esse teor de competitividade. Seu amigo celebra suas conquistas com você ou tenta superá-las?
  • Invalidação: Você pode se sentir invalidado quando conta sobre seus problemas ou quando diz como você se sente em alguma situação. Há pouca troca e pode ser que você não receba atenção quando você fala.
  • Excesso de ciúmes: Seu amigo exibe um ciúme excessivo quando você está na companhia de outras pessoas, amigos ou familiares.
  • Excesso de cobranças: Pode haver cobranças excessivas de atenção, afeto e disponibilidade.

Estou em uma amizade tóxica, e agora? 

Caso você tenha percebido que tem uma amizade que está te trazendo sofrimento, compreenda esses sinais e tome as decisões que fizerem mais sentido para você nesse momento.

Em uma amizade o diálogo é muito importante, você já tentou falar como se sente? Uma dica é que você evite utilizar rótulos e seja claro sobre o que você espera do outro.

Além disso, é importante que você estabeleça limites. Entenda o que é saudável para você e quais são os pontos específicos que estão prejudicando sua saúde física e emocional. É importante que você tenha clareza desses limites, para que você também possa colocá-los em suas relações.

Caso você já tenha tentado, mas perceba que atualmente o melhor seja se afastar dessa amizade, não se culpe por isso, a mudança dessa relação também depende da outra pessoa envolvida, de sua vontade e esforço. Às vezes se afastar é necessário! 

A importância de manter relações saudáveis  

Quando falamos em uma amizade saudável, isso não quer dizer que não haverá conflitos ou desentendimentos, afinal, isso é normal e esperado em relacionamento, não é mesmo? Porém, o que determina a qualidade dessa amizade é a forma de lidar com esses conflitos, a presença de reciprocidade, afeto e a empatia com o outro, fatores que faltam em uma amizade considerada tóxica.

Ter boas relações é muito importante e tem um impacto significativo em nossa qualidade de vida e sensação de bem-estar, sendo que a qualidade das nossas relações é muito mais significativa do que a quantidade de amigos em si. Por isso, o foco deve ser em desenvolver relações saudáveis! 

Sempre é importante lembrar que caso você precise de ajuda para lidar com amizades abusivas ou para desenvolver relações positivas, buscar auxílio profissional é uma opção, você não precisa lidar com isso sozinho!

Bibliografia

  1. Brent, L. J., Chang, S. W., Gariépy, J. F., & Platt, M. L. (2014). The neuroethology of friendship. Annals of the New York Academy of Sciences, 1316(1), 1–17. https://doi.org/10.1111/nyas.12315.
  2. Sousa, Diogo Araújo de, & Cerqueira-Santos, Elder. (2011). Redes sociais e relacionamentos de amizade ao longo do ciclo vital. Revista Psicopedagogia, 28(85), 53-66. Recuperado em 06 de junho de 2022, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84862011000100006&lng=pt&tlng=pt.
  3. Waldinger, R. (2022, junho 01). O que torna uma vida boa? Lições do estudo mais longo sobre a felicidade (vídeo). TED.
  4. https://www.ted.com/talks/robert_waldinger_what_makes_a_good_life_lessons_from_the_longest_study_on_happiness?language=pt&subtitle=pt-br.
Milena Tizado Tarrega Santana
Últimos posts por Milena Tizado Tarrega Santana (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar