Desenvolvimento pessoalFamília

Veja 8 dicas de como apimentar a relação e acabar com a monotonia

Depois de algum tempo morando juntos, é comum que a rotina se instaure e a vida sexual do casa seja prejudicada. Nessas horas, a melhor coisa a fazer é descobrir como apimentar a relação e manter a velha chama da paixão acesa.

Entretanto, isso não é tão simples assim. Depois de tanto tempo convivendo, fica difícil inovar e parece que o sexo é sempre a mesma coisa, não é mesmo? Só que isso não precisa ser assim!

Algumas estratégias simples podem ajudar você e seu parceiro, ou parceira, a inovarem na cama. A seguir, separei oito dicas que vão lhe ajudar a apimentar a relação e fugir, definitivamente, da rotina. Confira!

1. Provoquem-se com frequência

O tesão é fundamental para qualquer relacionamento. Quando estamos excitados, com vontade de satisfazer nossos desejos sexuais, tudo fica muito mais interessante e divertido, concorda?

Então o primeiro passo para apimentar qualquer relação é estimular o aumento do tesão. Mas… como que podemos fazer isso?

A resposta é muito simples! Tudo o que você precisa fazer é provocar seu parceiro. Se vocês já estão a algum tempo juntos, fica fácil de saber o que a outra pessoa gosta, não é mesmo?

Se esforce para lembrar dos melhores momentos que tiveram juntos na cama, pense o que os levou até lá e tente entender o que que gerou o tesão do momento. Depois, reproduza isso no dia a dia, provocando a pessoa descaradamente.

Mas cuidado: não adianta ficar dando indiretas. A provocação precisa ser sincera e bem direta, de um jeito que seu parceiro não tenha como deixar de perceber.

Se você tem uma lingerie mais sexy, por exemplo, que tal vesti-la, colocar uma camisola transparente e, sempre que passar perto de seu parceiro, “acidentalmente” esbarrar nele?

Ou então, você, homem, que sabe que sua esposa gosta de camisas sociais. Escolha a melhor blusa disponível, deixe ela um pouco aberta, passe um bom perfume, puxe sua parceira e beije-a, sempre colocando as mãos pelo corpo dela.

Faça essas provocações ao longo do dia, chame a atenção, mostre que você tem desejos pela outra pessoa e quer demonstrá-los. Seu objetivo com essa brincadeira é reconquistar seu parceiro.

2. Façam uso do sexting

Graças à rotina corrida, nem sempre temos tempo de provocar nosso parceiro pessoalmente. Às vezes nos encontramos apenas de noite, depois do trabalho. Nesse horário fica difícil criar alguma coisa legal, correto?

Então, que tal provocar ao longo do dia usando o celular? Falar sobre sexo no WhatsApp é uma prática muito comum e saudável. Ela é tão famosa que tem até nome, é o “sexting”.

Por meio dessa estratégia, você e seu parceiro podem deixar o tesão em dia. Provoquem-se livremente, falem do que querem fazer na cama, mostrem como estão se sentindo e sempre usem todas as palavras — nada de timidez na hora de digitar!

Caso gostem, o envio de nudes também é super interessante para apimentar a relação. Essas fotos funcionam como um convite, é quase como se você dissesse: “olha o que lhe espera mais tarde!”.

Se você e seu parceiro não estão acostumados a usar o WhatsApp dessa forma, tudo bem, não tem problema. Comecem aos poucos, mande uma mensagem um pouco mais picante e veja o resultado. Dependendo da resposta você decide se vale a pena continuar ou não.

3. Conversem sobre suas fantasias

Todas as pessoas têm fantasias sexuais. Frequentemente nos podamos e censuramos, evitamos falar sobre nossos desejos porque eles podem ser mal interpretados. Entretanto, a exploração das fantasias sexuais é fundamental para o bom relacionamento.

Ficar reprimindo nossas vontades não é, de forma alguma, uma forma saudável de lidar com a própria sexualidade. Por isso que você e seu parceiro precisam dar um passo adiante e se conhecerem mais a fundo.

Separem algum tempo para conversarem sobre suas fantasias. Além de excitante, essa conversa pode render ótimas ideias para serem colocadas em prática mais tarde. Procurem entender o que excita o outro.

Antes de iniciarem essa conversa, estabeleçam algumas regras. Não brigue, aceite o que a outra pessoa fala, deixe o preconceito de lado e procure se excitar enquanto seu parceiro fala. Lembre-se: ter uma fantasia não significa que você precisa fazê-la, mas falar dela já é algo muito excitante.

Além disso, quem sabe você e seu parceiro não compartilham algumas fantasias, não é mesmo? Aí é só colocá-las em prática e os dois poderão aproveitar ao máximo o momento, sem medo de serem julgados pelo outro.

4. Usem o roleplay

Como falei, nem todas as fantasias precisam ser colocadas em prática. Algumas são muito complicadas e jamais poderão ser realizadas no mundo real, já que isso representaria um risco para você e sua família.

Mas existe uma forma de superar isso e aproveitar todo o desejo que você tem de fazer aquelas coisinhas proibidas. Estou falando da atuação ou, como é mais conhecida, o roleplay.

Essa estratégia é muito interessante. Nela, você e seu parceiro vão atuar, desenvolvendo uma cena que foi combinada anteriormente. A ideia é transformar o sexo em um grande teatro, mas tentando sentir como se tudo fosse real.

A primeiro momento esta ideia pode não parecer muito interessante, mas ela é! Durante a atuação, frequentemente nos esquecemos de que aquilo é uma brincadeira e levamos muito a sério tudo o que acontece.

Além disso, durante o roleplay você estará interpretando um personagem, mesmo que esse personagem seja você mesmo. Isso lhe dá a liberdade de se soltar sem preocupação, já que “tudo faz parte da brincadeira”.

Para essa ideia funcionar direitinho, você e seu parceiro precisam concordar que a atuação é só um incremento para a vida sexual de vocês. Utilizá-la já é a realização de uma fantasia, então não precisam se preocupar em tirar aquilo da atuação e levar para o “mundo real”.

Além disso, um roteiro pode ajudar bastante. Definam os personagens (serão vocês mesmos? Vai ser você e uma outra pessoa?), escolham a história e decidam qual cena será interpretada.

Para completar, escolham um figurino bacana, usem acessórios e busquem dar o máximo de autenticidade para a brincadeira.

5. Façam compras em um sex shop

Como estamos falando sobre apimentar a relação e inovar na cama, eu não poderia deixar de falar dos sex shops. Essas lojas têm várias opções de vestuários e acessórios que podem aumentar o prazer durante o sexo.

Mas isso não é tudo. Ir a um sex shop junto com seu parceiro, mesmo sem comprar nada, já é uma experiência única. Vocês podem discutir sobre os acessórios e pensar no que mais lhes atrai. Que tal uma fantasia, um chicote ou aqueles cremes que causam sensações?

Se vocês forem muito tímidos, não precisam se preocupar também. Hoje já existem excelentes sex shops online, basta dar uma olhada no Google. Em alguns casos, esses sites têm mais opções de produtos e o preço é mais em conta.

Para casais que são um pouco mais íntimos e gostam de aproveitar cada momento, existe mais uma coisa que pode ser feita no sex shop. Em vez de cada um escolher o que usará, tente delegar essa obrigação para seu parceiro.

Assim ele escolherá o que ele quer que você use e você escolherá o que quer que ele use. Bem interessante, não é mesmo?

6. Inovem no vestuário

Desde a época dos gregos, a embalagem se tornou tão importante quanto o seu conteúdo. Quem nunca teve a curiosidade de abrir uma caixa apenas porque ela era muito bonita, atire a primeira pedra.

Isso não vale só para presentes. Você também precisa ter uma aparência instigante para que seu parceiro tenha vontade de lhe ajudar a se despir. Uma roupa bonita e sexy é essencial, junto com roupas íntimas igualmente atraentes.

Por mais que seu guarda-roupa conte com peças assim, em algum momento elas cairão na mesmice. Quando isso acontecer, não perca tempo: visite suas lojas preferidas e procure por novas opções.

Roupas diferentes mostram para seu parceiro que você se preocupa com a aparência. Além disso, usar uma roupa nova e diferente dentro de casa, sem a intenção de sair, é uma excelente forma de provar a imaginação da pessoa.

7. Assistam a filmes eróticos juntos

Agora, se vocês são um casal criativo, mas o grande problema é começar a relação sexual, tenho uma dica de ouro: assistam filmes eróticos juntos!

Caso vocês gostem, o mundo pornô tem várias gravações de fetiches famosos, isso permite que vocês se soltem ao ver as cenas. Durante o filme, o casal pode se tocar, fazer comentários e, até mesmo, imitar as cenas.

Se o pornô não for do agrado de algum dos dois, existem filmes eróticos com cenas muito picantes  — digite no Google: “melhores filmes eróticos”. Além de uma excelente história de fundo e um bom desenvolvimento de personagens, esses filmes trazem cenas de sexo real.

Para completar esse momento, experimente se masturbar juntos. Cada hora façam de um jeito: inicialmente, primeiro masturbe a si mesmo, depois troque e vá masturbar seu parceiro (ele deve fazer o mesmo).

8. Procurem a ajuda de um Psicólogo

Por mais que essas dicas que falei até aqui sejam relativamente simples de serem colocadas em prática, nem todo casal vai conseguir. A falta de intimidade e o excesso de vergonha, infelizmente, são uma realidade para a maioria dos casais.

Existem várias pessoas que censuram seus pensamentos e evitam conversar verdadeiramente com seus parceiros. Graças a isso, o casamento esfria, o sexo é deixado de lado e as brigas só aumentam dia após dia.

Caso isso esteja acontecendo com vocês, a ajuda de um psicólogo é necessária. Não adianta apenas saber como apimentar a relação, é preciso, também, ter a liberdade para fazer as coisas que falei ao longo deste texto.

Então, se você ou seu parceiro querem melhorar o casamento, entre em contato comigo! Estou pronto para lhe ajudar e sei que juntos podemos mudar essa situação.

Wendell Coutinho

Olá! Meu nome é Wendell Coutinho. Sou Psicólogo clínico e minha abordagem é a Análise do Comportamento.

Tenho experiência com atendimentos online, bem como terapias breves e hipnoterapia. Estou aqui para lhe ajudar a superar os desafios da sua vida. Se você tem algo que lhe incomoda, quer ter um melhor desempenho no dia a dia, ou se precisa de uma ajudinha extra para atingir seus objetivos (pessoais, amorosos e profissionais), conte comigo.

Eu acredito em uma Psicologia prática, objetiva e aplicável ao cotidiano. Por isso não vejo minha profissão apenas como algo para tratar doenças (apesar de isso ser de extrema importância), mas sim como uma forma de potencializar os talentos individuais e permitir que qualquer pessoa possa crescer na vida e ter sucesso.

Além do Psicologia viva, você também me encontra em:

meu site: http://ambientepsi.com.br
meu blog: http://blog.ambientepsi.com.br
minha página no Facebook: https://facebook.com/ambientePsi/
Wendell Coutinho
Etiquetas

Artigos relacionados

6 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar