Estilo de vida

Você merece “parabéns” por ser mulher? 

Nós mulheres merecemos PARABÉNS todos os dias, mas será que nós sentimos que merecemos? 

A data de 8 de Março é uma data para nos levar a uma reflexão de como ser mulher ainda é uma questão social e carrega pautas que merecem ser discutidas por nós para podermos melhorar as próximas gerações, deixando o nosso legado. 

Olhe para as mulheres de sua família, sua bisavó, sua avó, sua mãe, VOCÊ, sua filha, sua neta, etc. Onde você está nesse ciclo? Honre as mulheres da sua família, agradeça as conquistas e perceba o quanto ainda precisamos conquistar. 

O que atualmente vivemos que as mulheres anteriores não tiveram a oportunidade de viver? 

Direito ao estudo? 

Opção de casar? 

Controle de natalidade? 

Oportunidade para divorciar? 

Direitos jurídicos? 

Carreira? 

Independência financeira? 

Vida sexual com mais liberdade? 

Quantas feridas emocionais ainda carregamos para manter um “padrão social” esperado da mulher? 

Mesmo com tantas conquistas, então por qual motivo as mulheres ainda não se APROPRIAM DE SER QUEM SÃO, vivendo à sombra de seus companheiros e familiares? Vivendo relacionamentos abusivos, sendo manipuladas, silenciadas, somatizando doenças que iniciam nas questões emocionais? 

Atendo mulheres que são poderosas, mães incríveis, profissionais de sucesso, “mulheres fodas” mas, elas não se veem assim e quando chegam no processo psicoterapêutico estão tão machucadas e fragilizadas que elas não se reconhecem mais. Perderam a sua identidade, não sabem mais quem são nem do que gostam, passaram anos agradando e se anularam.

A mulher e causa do distanciamento de sua essência

Anos de manipulação por companheiros, chefes, parentes, vão distanciando a mulher de sua essência e a vida vai perdendo o brilho e o sentido. Cada história é única mas os comportamentos femininos de repetem. 

10 sinais que você pode estar se distanciando da sua essência, perceba em você:

#1 – Não consegue se expressar de forma clara 

O falar já é cansativo, você foi tantas vezes desvalorizada, interrompida ou não acreditaram no seu potencial que você já não acredita que o diálogo seja uma saída. Para não se chatear ainda mais, prefere não manifestar suas opiniões. Quando se enche de coragem e consegue falar, percebe que não consegue se expressar com clareza seus sentimentos, não construindo frases claras e assim não consegue ser compreendida, mantendo-se neste ciclo. 

#2 – Não consegue falar “não” 

Servir os outros é nobre, viemos na vida para servir, porém para tudo há limites. Quando nos anulamos para agradar os outros, quando não sabemos falar “não” de forma clara e educada, estamos nos ferindo e adiando os nossos desejos e sonhos. A imagem de “menina boazinha” e a expectativa de agradar a todos ainda vive dentro de você, qual o medo de não ser querida por todas as pessoas? Pense nisso. 

#3 – Abre mão de suas vontades para agradar os outros 

Esse é o resultado de não saber falar “não” de forma clara e educada, você abre mão de suas vontades, seus desejos para atender a vontade e desejo dos outros. Todos nós somos movidos por nossos desejos mas, se você está trabalhando para atender os desejos de outras pessoas, quem está atendendo os seus desejos? Ninguém, nem mesmo você e isso com o passar do tempo abre uma ferida emocional e invisível enorme. Observe-se, perceba-se, aprenda a colocar limites. 

#4 – Não sabe mais o que é sonhar 

Você está a tanto tempo trabalhando e atendendo o desejo e sonho de outras pessoas que se perdeu de si mesma. Você não sabe mais o que é sonhar, pois a cada dia está mais difícil caminhar em direção ao seu sonho, já pensou sobre isso? Qual era mesmo o seu sonho? 

#5 – Vive uma rotina de muitas tarefas e poucos prazeres 

A vida exige disciplina, perfeição, organização e tudo isso sobrou para você. Em algum momento que nem você sabe mais você começou a fazer tarefas que não eram só suas, como: cuidar da casa, cuidado com os filhos, compras, tarefas rotineiras. Acontece que agora tudo pegou a “sua cara”, “o seu jeito” e de forma sutil é uma obrigação sua fazer tudo, o que toma seu tempo, sua energia e te consome demais. Já pensou em sair desse “furacão de tarefas” que foi construído de forma sutil e agora consome muito de sua vida? 

#6 – Não se sente bonita e atraente 

O padrão feminino exposto na mídia é algo muito cruel com todas nós mulheres mas, estou aqui para te confortar e te garantir que isso é uma das maiores ilusões que criamos mentalmente.

Um exercício prático: Pegue uma foto sua de 15 ou 20 anos atrás, tenho certeza que você está LINDA na foto mas quando você se coloca no momento da foto, você vai perceber que lá há 15 ou 20 anos atrás você também não se achava linda e se colocava mil defeitos, exigidos por esse “padrão de beleza”, entende? É assim que a mídia acaba com a nossa autoestima, fazendo a gente consumir o que não precisa e ganham muito dinheiro com isso.

Ame-se como você é! Seu corpo é sua primeira moradia, escolha morar bem, em um local de muito amor e respeito. Ame-se sempre!

#7 – Tem medo de ficar sozinha caso termine o seu relacionamento 

Você não é uma metade da laranja esperando outra metade para ser feliz. Você é uma pessoa completa. A sua felicidade depende de suas ações e não a espera de alguém que faça por você. O que está escondido neste medo de ficar sozinha pode ser a ilusão de “faltar algo”, o que pode te faltar? Você gosta da sua própria companhia? O que você faz quando está sozinha? A maioria das mulheres que atendo emenda um relacionamento em outro e se acostuma em estar sempre acompanhada, mesmo com um parceiro ruim. Pense no medo que te prende em uma relação ruim, só você tem essa resposta. 

#8 – Tem medo de não encontrar outro companheiro 

Ouço muito em atendimentos “está ruim mas está bom”, eu não concordo com essa frase que é tão dita em consultório, e trabalho nela para perceber nas situações que se permite estar. Se está ruim, como pode estar bom? É incongruente, opostos, não encaixa. Se você, em algum momento, já pensou ou falou essa frase, reflita URGENTE! 

Outra coisa é que desde meninas nos ensinam que amor verdadeiro só acontece uma única vez, e isso prende muitas mulheres em relacionamentos ruins por acreditarem que não serão capazes de encontrar outra pessoa ou amar novamente. O amor é a nossa energia mais poderosa, não estocamos, não compramos, apenas vivemos, então acredite e viva o amor, e não viva o medo. Todos querem amar mas ninguém quer sofrer, já pensou sobre isso? 

#9 – Não se sente realizada sexualmente 

Ainda somos julgadas por nossa sexualidade, parece que evoluímos muito socialmente quando olhamos para nossa avó, mas será que nós mulheres exploramos nossa sexualidade como merecemos? Atendo mulheres que não têm mais tesão há anos, e elas anulam sua sexualidade. Entenda que sexo é nossa energia vital, todos nós nascemos graças aos nossos pais que fizeram sexo, então por que essa questão é ainda um tabu? Se você não se sente realizada sexualmente é seu direito buscar formas de descobrir como sentir prazer, falar sobre isso e praticar sem culpa. Sexo, pecado e culpa é o pacote que a maioria das mulheres carregam mentalmente, liberte-se disso, por favor. 

#10 – Tem medo de ser julgada e assim não muda nada 

O que te dói mais, a fofoca das pessoas ou viver de forma ruim? Quando entendemos que não podemos controlar o que as pessoas pensam e falam sobre nós e nos focamos em sermos felizes, resolvermos nossas questões e vivermos de forma mais verdadeira com nossa essência, posso te garantir que o que os outros vão falar ou deixar de falar de você, isso pouco te importará.

E um belo exercício é você parar de falar também da vida de outras mulheres, assim isso vai cada vez mais perdendo a importância e focando mais na sua vida e na resolução de suas questões.

O dia da mulher para mim é sempre uma reflexão. É muito bonito falar sobre a grandeza da mulher, o poder da criação, o maternar, o amor incondicional mas ser mulher em uma sociedade onde a carga mais pesada fica com a gente é preciso aprender a se APROPRIAR, colocar limites, voltar a sonhar e assim “re-conquistar” o brilho e o encantamento pela vida. 

Esse texto faz sentido para você? 

A psicoterapia pode te ajudar neste processo, te fortalecendo a cada passo e te auxiliando nas decisões que te farão mais feliz. 

Agende a sua sessão comigo. 

Parabéns por ser uma mulher corajosa. 

De agora em diante, seguimos juntas! 

 

Melissa Pomaro 

Psicóloga Clínica 

CRP 06/150427

Melissa Pomaro
Últimos posts por Melissa Pomaro (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar