Saúde

As principais causas da depressão: conheça as 6 mais comuns

Você sabe quais as causas da depressão? Pesquisas mostram que essa doença afeta cada vez mais a população brasileira e que é causada por uma combinação de fatores genéticos, biológicos, ambientais e psicológicos.  

A pressão da vida moderna tem contribuído cada vez mais para o surgimento da doença. Observa-se que a correria do dia a dia, compromissos profissionais intermináveis, trânsito caótico e um tempo cada vez menor para cumprir as atividades do cotidiano contribuem para redução do tempo de descanso com reflexos na qualidade de vida.

Mas o que causa a depressão? Há três grandes fatores: a história individual, os acontecimentos do dia a dia e o biológico. Entenda qual o papel de cada fator e a importância de estar atento a eles.

História Pessoal

Os traumas sofridos nos primeiros anos da infância certamente aumentam as probabilidades de uma pessoa vir a sofrer de depressão. Ela atinge pessoas de todas as faixas etárias e tem pouca relação com classe social, grau de inteligência ou de êxito na vida. Embora algumas depressões se manifestem sem causa aparente, a maioria das depressões constitui uma reação à mudança na vida da pessoa.

Nem todas essas mudanças na vida resultam em depressão, é evidente, mas há uma série de fatores estressantes comuns que podem dar início ao problema.

[easy-video-share-events mode=”youtube” video=”rz1KxtBJx_Y” width=”560″ height=”315″ play=”true” pause=”true” end=”false” share=”false” share_pos=”before” ]

Perdas

As perdas podem ser de qualquer ordem, por exemplo: a perda de um ente querido, separação conjugal e divórcio, filhos que vão morar longe dos pais, rejeição por parte do parceiro. Quase sempre as situações de perda resultam em sentimentos de luto.

Acontecimentos que diminuem a autoestima

São muitos os acontecimentos na vida de uma pessoa que podem atingir fortemente o seu sentimento de autoestima e valor pessoal. Fracassos pessoais, ser rejeitado ou criticado, cometer erros, estes são apenas alguns exemplos.

Estresse prolongado

Quando as tentativas de dominar situações estressantes são infrutíferas, a pessoa pode começar a se sentir impotente, desamparada ou desprovida da capacidade de controlar a situação.

Doença física

Além de poder causar dores intensas e contínuas. limitações físicas ou até risco de vida, as doenças podem produzir grande sofrimento emocional. Essas mudanças drásticas no estilo de vida do doente são capazes de causar um quadro depressivo.

Outros fatores também podem ser responsáveis pelo surgimento da doença, entre eles estão: perdas ocorridas nos primeiros anos, pais emocionalmente indisponíveis; ambiente emocional severo permanente no lar; falta de apoio durante o crescimento, assim como maus-tratos e violência sexual durante a infância.

Fatores biológicos

O cérebro humano contém importantes estruturas que desempenham papéis relevantes na regulação das emoções e de diversos ciclos biológicos.

Se estiver funcionando adequadamente, a pessoa tem condições de dormir e manter o sono, sentir-se repousada, ter apetite normal, sensações sexuais, sentir vitalidade, experimentar prazer e contar com recursos para enfrentar as dificuldades e acontecimentos dolorosos ao longo da vida.

Infelizmente, várias coisas podem causar um desequilíbrio ou disfunção nesses fatores químicos do cérebro. Quando isso ocorre, o resultado pode ser uma depressão biológica. Há cinco principais causas ou fatores desencadeantes dessas disfunções químicas:

  • Efeitos colaterais de medicamentos;
  • consumo crônico de drogas e/ou álcool;
  • doença física;
  • modificações hormonais: pós-parto, síndrome pré-menstrual e menopausa. A depressão é muito mais comum em mulheres que em homens, e talvez um dos motivos seja a influência dos hormônios femininos sobre o humor, o estado de ânimo.
  • depressão endógena: as depressões endógenas manifestam-se por motivos desconhecidos e em determinados indivíduos suscetíveis.

O que fazer se estiver deprimido?

O acompanhamento psicológico é fundamental para encarar as causas da depressão, os conflitos e o sofrimento pessoal.

Durante o tratamento, são trabalhadas estratégias psicológicas que ajudam quem sofre com a doença a sair do estado de abatimento, enfrentar o problema e melhorar o seu bem estar e qualidade de vida.

O tratamento psicológico é individualizado e seguro.  A psicóloga está aqui para ajudar faça contato entre no consultório virtual e agende uma consulta!

Avatar
Etiquetas

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. me chamo marcelino e sou pastor aqui onde moro eu gostaria de me inrerar mais sobre este assunto depressao teria como me mandar um livro seu ou mesmo uma apostila meu endereco rua coralia de siqueira 228 sao cristovao arco verde pernambuco cep 56503440 pernambuco que eu lido com familias pessoas com uso de drogas inclusive eu fui usuario de drogas por muitos ano 26 anos e ah 7 ano estou me recuperando passei um lomgo periodo doente mentalmente e ate hoje apos o termino do ciclo de uso pareco que ainda tenho alguns reflexos por isso queria um livro se possivel doar me pois estou ah 5 anos sem renda vivendo assin de bicos mas focadonestes asssumtos me ajude ajudar mais pessoas obrigado li artigo me ajudou muito vou usar como tema de pregacao na igreja obrigado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar