RH

Planejamento de RH: 4 dicas para realizar o balanço de fim de ano

Mais um ano se foi, mas ainda é o momento de fazer um balanço dos erros e acertos, objetivando evitá-los no futuro e construir um bom planejamento de RH. Dessa maneira, é possível atingir grandes resultados na gestão de pessoas e na empresa em geral.

A questão é: quais fatores devem ser considerados nesse balanço? É preciso analisar as metas já projetadas, os indicadores de desempenho e o próprio clima organizacional, por exemplo. Assim, se pode ter uma visão sistêmica de tudo o que está acontecendo.

Pensando no assunto, elaboramos um guia para você. Hoje, será possível descobrir os principais pontos que devem ser considerados no balanço de fim de ano e como isso ajuda no planejamento de RH. Continue a leitura e fique por dentro do assunto!

1. Avalie o alcance das metas projetadas

Todo setor de RH costuma trabalhar com metas para o curto e médio prazo, geralmente, mensais e trimestrais. Avaliar se essas metas foram alcançadas é o primeiro passo para o balanço. Também é possível considerar metas de outros setores, como o nível de satisfação dos clientes finais — uma meta da área comercial.

É possível acompanhar metas relacionadas à assiduidade dos profissionais, melhoria no tempo de recrutamento e até a satisfação dos clientes finais. Com base nos resultados, metas realistas e desafiadoras devem ser traçadas para o próximo ano.

2. Pesquise o atual clima organizacional

O clima organizacional representa a “atmosfera” no trabalho e, sem dúvida, é um dos elementos mais importantes para o comprometimento e produtividade dos profissionais. É preciso fazer a pesquisa do clima, por meio de sistemas ou questionários específicos, avaliando o quão positivo ou negativo está. Isso ajudará no balanço do RH e em um novo planejamento.

Todavia, a melhoria do clima é um processo que depende de uma ação conjunta. Toda a empresa, especialmente os líderes de equipe, devem se comprometer com o assunto.

3. Levante os principais indicadores-chave de desempenho

Os indicadores-chave de desempenho, também chamados de KPIs, funcionam como um termômetro interno. Com eles, é possível mensurar o que tem dado certo ou errado, assim como cariar uma linha do tempo apontando os avanços ou retrocessos.

Há diversos indicadores que podem ser considerados no balanço: taxa de turnover, absenteísmo, nível de satisfação dos funcionários, número de retrabalho e assim por diante. Esses indicadores devem ser acompanhadas com periodicidade.

4. Analise o desempenho e competência dos funcionários

Outro fator que merece destaque é análise de desempenho e das competências dos funcionários. Profissionais qualificados, engajados e treinados são muito mais eficazes em suas atividades e contribuem para que os objetivos e metas sejam conquistados.

Essa análise pode ser feita com formulários tradicionais ou sistemas mais modernos, depois deve ser cruzada com o de anos anteriores, buscando avaliar o crescimento dos profissionais. Também será muito útil para criar um plano de melhoria para o futuro.

Veja, agora você está por dentro do assunto. Esses são alguns dos mais importantes pontos que devem ser considerados para fazer o balanço do fim de ano. Dessa maneira, é possível ter uma visão sistêmica e criar um planejamento de RH muito mais eficiente.

Gostou do conteúdo? Aproveite para assinar nossa newsletter e receber dicas sobre psicologia e gestão de pessoas diretamente em seu e-mail. Vamos lá!

Soluções Inovadoras para o RH

Psicologia Viva

Selecionamos o psicólogo adequado para a sua necessidade e possibilitamos você ter uma consulta online por videoconferência de qualquer lugar do mundo.
Psicologia Viva

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também

Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar