Saúde

Terapia do riso: entenda o que é e quais os benefícios dessa técnica!

Sabe aquele dito popular que diz que rir é o melhor remédio? O que você acharia se disséssemos que ele não é apenas uma expressão e que a ideia de usar o humor para ajudar em tratamentos tem embasamento científico?

Com diversos estudos que comprovam os benefícios de uma boa gargalhada para a saúde física e mental, a terapia do riso surgiu para provar que rir é muito mais que um poderoso fenômeno de socialização.

A seguir, você descobrirá o que é a terapia do riso, como ela funciona e quais são os benefícios que ela traz para aqueles que aderem à prática. Vamos lá?

O que é a terapia do riso?

A terapia do riso é um método complementar a outros cuidados de saúde que tem como objetivo a promoção do bem-estar físico e emocional de pessoas em situação de sofrimento por meio de exercícios e atividades que estimulem o riso.

A prática ganhou visibilidade na década de 60, quando o médico americano Hunter Doherty Adams revolucionou a história da medicina ao mostrar que a felicidade e o tratamento humanizado desempenhavam papel decisivo na recuperação de pacientes hospitalizados.

Sua trajetória abriu caminho para diversos estudos sobre o papel do riso na saúde e na qualidade de vida das pessoas e serviu de inspiração para o surgimento de grupos e organizações, como o Doutores da Alegria, cujo trabalho beneficia mais de 27 mil pessoas em hospitais públicos nas cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro.

Como funciona?

Indicada como prática complementar no tratamento de pessoas que estão atravessando momentos difíceis, como internações prolongadas, doenças terminais e depressão, a terapia do riso preconiza o aspecto lúdico das experiências e do contato entre pacientes e profissionais de saúde.

Em sessões individuais ou coletivas, são sugeridos diversos exercícios e atividades que provoquem o riso, como a repetição de mantras que estimulam o abdômen — ponto-chave da risada —, a encenação de movimentos e de situações cômicas e a combinação de exercícios de respiração com mímica.

Cabe aqui ressaltar que o método não substitui os tratamentos convencionais e que o acompanhamento de um psicólogo e demais especialistas é indispensável para a resolução de problemas de saúde e do sofrimento psíquico.

Quais os benefícios da terapia do riso?

De acordo com Eduardo Lambert, médico e homeopata autor do livro Terapia do Riso – A Cura pela Alegria, o riso estimula a secreção de endorfina e serotonina, substâncias responsáveis pela sensação de bem-estar. Estudos apontam que rir reduz em até 10% a sensação de dor e diminui a produção dos hormônios cortisol e adrenalina, responsáveis pelo estado de estresse, que em excesso podem aumentar o risco de diabetes, hipertensão arterial e depressão.

Veja a seguir de que outras formas a terapia do riso contribui para o alcance de uma vida saudável.

Fortalece o sistema imunológico

Com uma quantidade reduzida dos hormônios cortisol e adrenalina circulando pela corrente sanguínea, a produção de células de defesa do organismo aumenta. O resultado desse processo é um sistema imunológico fortalecido e pronto para combater agentes patológicos que ameaçam o equilíbrio da saúde.

Protege contra infarto e doenças coronárias

Um estudo realizado pela Universidade de Maryland provou que rir faz bem ao coração. Quando gargalhamos, os vasos sanguíneos se dilatam e o ritmo dos batimentos cardíacos acelera, fazendo com que mais sangue circule pelo organismo. Consequentemente, há um aumento da oxigenação dos tecidos e a diminuição da pressão arterial.

Combate à depressão

A terapia do riso — que provoca a liberação da serotonina, conhecida como o hormônio da alegria — associada ao acompanhamento psicológico atua como um complemento no tratamento da distimia e da depressão, doença que hoje afeta mais de 322 milhões de pessoas no mundo.

A terapia do riso proporciona inúmeros benefícios à saúde. Sem contraindicações, tem ganhado cada vez mais a atenção de pessoas que querem trazer os benefícios de uma boa gargalhada para o dia a dia.

Combinado à orientação psicológica — excelente aliada na resolução do sofrimento e de situações complexas — o método é a prova de que é possível levar uma vida mais leve, saudável e feliz.

Gostou de conhecer mais sobre a terapia do riso? Compartilhe com a gente nos comentários!


Referências:

Fassarella, Cintia Silva, et al. “A terapia do riso como uma alternativa terapêutica.” Revista Rede de Cuidados em Saúde 6.2 (2012).

Psicologia Viva
Últimos posts por Psicologia Viva (exibir todos)

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar