Desenvolvimento pessoal

Desmotivado com o trabalho? A inteligência emocional pode te ajudar!

Como a inteligência emocional pode te ajudar com os problemas que você enfrenta no trabalho? Vamos antes pensar sobre sua relação com o trabalho através de algumas perguntas.

  • Você começa a se sentir mal antes de ir trabalhar?
  • O tempo demora muito para passar quando você está trabalhando?
  • Você pensa seguidamente no trabalho mesmo quando está em casa ou em momentos de lazer?
  • Você sente que está completamente esgotado(a) de tanto trabalhar?
  • Seus relacionamentos no ambiente de trabalho são desgastantes?
  • Você se sente cansado e desanimado?

O trabalho ocupa muito tempo de nossas vidas e possui um grande impacto na maneira como nos sentimos diariamente.

As pesquisas científicas mais recentes apontam para evidências empíricas robustas de que a possibilidade de viver uma vida plena está intimamente ligada aos valores, emoções e atitudes positivas em relação aos efeitos do nosso trabalho. Nesse sentido, existem cinco formas principais de se sentir no ambiente de trabalho.

As 3 formas negativas de lidar com o trabalho

A seguir, você vai conhecer as principais sensações que o trabalho pode despertar dentro de nós.

A monotonia no trabalho é um estado psicológico de baixo entusiasmo e de insatisfação. A monotonia envolve uma sensação de tédio, de leve desgosto, de desinteresse pelas atividades que você precisa fazer cotidianamente. A monotonia costuma ser resultante de um ambiente de trabalho repetitivo com baixa estimulação, poucos desafios, pouco reconhecimento pelo seu esforço, entre outros fatores.

A adição ao trabalho é o estado mental em que as pessoas trabalham excessiva e compulsivamente. Nesse processo, a pessoa perde gradativamente o controle emocional sobre suas atitudes em função de realizar, compulsivamente, elevada quantidade de tarefas.

Nesse estado, a pessoa tem dificuldade de parar de trabalhar ou de pensar no trabalho. A pessoa está em casa enviando mensagem para os colegas de trabalho sobre prazos e atividades que precisam ser cumpridas. Uma sensação constante de tensão psicológica e física/muscular costuma estar presente também.

Se você está esgotado e com um profundo desprazer relativo ao trabalho, é importante que você receba apoio para refletir sobre esse processo e criar caminhos mais saudáveis para a sua vida.

O esgotamento físico e emocional é o sintoma típico da Síndrome de Burnout. Além disso, a pessoa pode sentir dificuldades de concentração e memória, irritabilidade, pessimismo, isolamento e grande desânimo. Esse sofrimento tão intenso merecer atenção e tratamento psicológico.

As 2 formas positivas de lidar com o trabalho

O trabalho também pode ser uma fonte de alegria. A satisfação no trabalho é um estado em que a pessoa está com boa motivação e uma atitude positiva de modo geral nos assuntos de trabalho. A satisfação pode ser entendida como o oposto da insatisfação no trabalho.

Há ainda uma outra forma positiva de se sentir no trabalho: sentir-se engajado(a).

O engajamento é um envolvimento bastante saudável com o trabalho. A pessoa que está engajada sente um grande entusiasmo pelas suas tarefas laborais. Essa pessoa é capaz de se dedicar a grandes projetos e desafios de forma a se sentir reenergizada e feliz por cumprir seus compromissos.

Nossa relação com o trabalho

Nos vínculos positivos com o trabalho, destaca-se que a ativação de energia em profissionais engajados é mais intensa e prazerosa do que naqueles que vivenciam a satisfação laboral. A satisfação no trabalho retrata as pessoas que realizam bem suas tarefas. Elas são competentes e eficientes, ou seja, dão conta de seus compromisso e sentem pouco ou nenhum desprazer no trabalho.

Nos vínculos negativos com o trabalho, a intensidade de desprazer e de energia indicam estão associadas a um maior desgaste do trabalhador com o seu próprio trabalho. Há menor ativação de energia em processos de burnout do que na adição ao trabalho.

Entretanto, observa-se que em ambos estão presentes as sensações de desprazer pela falta de realização profissional ou pelos mecanismos psíquicos da compulsão. 

Em que a inteligência emocional pode te ajudar?

Todos nós precisamos lidar com algum nível de cobrança quando estamos trabalhando. Para evitar o adoecimento emocional, é fundamental que a inteligência emocional seja desenvolvida.

Dessa forma, você terá maior capacidade para trabalhar em equipe, reagir a imprevistos, tomar decisões, resolver conflitos e evitar problemas de relacionamento no trabalho. Assim, você poderá se sentir melhor – o que refletirá em uma performance mais satisfatória no seu trabalho.

Dicas práticas

Aproveite as 10 dicas que eu elaborei para você desenvolver a sua inteligência emocional no trabalho e tornar sua vida profissional mais agradável:

# 1.

Reflita sobre sua forma de enfrentar mudanças, de negar algo para alguém e de reagir ao ser contrariado. Preste atenção nas suas emoções e no quanto elas interferem nas suas atitudes.

# 2.

Pense em como você já superou dificuldades na sua vida. Quais estratégias você usou? Por exemplo, você pode ter se afastado de alguém para não brigar com essa pessoa ou talvez você tenha respirado fundo para falar algo difícil para alguém.

Saber o que você fez para superar antigas dificuldades pode te mostrar o caminho do que fazer diante dos novos desafios.

# 3.

Desenvolva hábitos saudáveis para aumentar o seu equilíbrio emocional. Faça atividades físicas, invista no seu lazer e experimente fazer um acompanhamento com psicóloga(o) para receber apoio profissional.

# 4.

Reserve tempo suficiente para refletir sobre as decisões mais importantes que você precisa tomar. Não abra mão de poder pensar com calma e poder planejar as tarefas prioritárias do seu dia.

# 5.

Evite envolver-se em conflitos desnecessários no curto prazo. Controle a sua impulsividade. Lembre-se dos seus objetivos maiores. Pense no impacto de longo prazo das suas atitudes.

# 6.

Antes de fazer ou dizer algo de maior repercussão, avalie como os outros serão afetados pelas suas ações e palavras.

# 7.

Tenha foco na busca por alternativas que possam resolver o problema. Pequenas ações na direção correta podem ter um grande resultado. Persista na busca por soluções.

# 8.

Agradeça, elogie e reconheça o esforço de seus colegas de trabalho. Faça com que se sintam à vontade para que possam te dar sugestões de como fazer seu trabalho de uma forma mais eficiente.

# 9.

Ofereça ajuda. Dividir seu conhecimento é fundamental para facilitar a vida de todos. Além disso, colaborar com o trabalho do outro também pode melhorar os relacionamentos no ambiente de trabalho (desde que você também receba ajuda eventualmente).

# 10.

Ter uma fonte de inspiração próxima de você pode aumentar sua motivação. Mantenha contato com as pessoas que você mais admira.

Para ir além e atingir o seu objetivo de ter uma vida mais saudável e equilibrada, sinta-se convidado(a) a dar o primeiro passo na direção correta. Se deseja ter resultados diferentes, experimente fazer algo novo. Invista em você.                                                                               

Gabriela Ballardin Geara

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar