Saúde

Filhos adolescentes: Cuidados com a saúde mental dos jovens 

A saúde mental dos mais jovens, crianças e adolescentes, finalmente começou a receber a atenção e o cuidado que merece.

Assim, o comportamento que muitas vezes era interpretado como “crianças sendo crianças” – como adolescentes rebeldes ou crianças desobedientes – agora é verificado de perto. Afinal, essas atitudes podem indicar o surgimento de condições de saúde mental.

Nesse sentido, é claro que é absolutamente normal que os adolescentes, por vezes, fiquem mal-humorados, irritados e sem paciência.

Mas quando as mudanças de humor de um adolescente são um sinal de algo mais – como uma doença mental? 

Acompanhe a leitura e veja como os pais podem cuidar da saúde mental de seus filhos 

O que é a saúde mental de adolescentes?

A saúde mental é uma parte importante da saúde geral para crianças, adolescentes e adultos. Ela é uma forma de descrever o bem-estar social e emocional de uma pessoa. 

Assim, todo adolescente necessita de uma boa saúde mental para desenvolver-se de uma forma saudável. E isso significa construir relacionamentos estruturados, sendo capaz de se adaptar aos diversos desafios e mudanças da vida.

Nesse sentido, adolescentes que têm boa saúde mental frequentemente:

  • Superam aborrecimentos e decepções mais rapidamente; 
  • Possuem conexões saudáveis com familiares, amigos e colegas; 
  • Cuidam da saúde física com atividades físicas e alimentação equilibrada;
  • Têm noites tranquilas de sono;
  • Participam de atividades em geral.

Por outro lado, a verdade é que doenças mentais em adolescentes podem ser mais comuns do que as pessoas imaginam.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), em todo o mundo, um em cada sete jovens de 10 a 19 anos apresenta um transtorno mental. Esse número representa 13% da carga global de doenças nessa faixa etária.

Para muitos adultos que têm transtornos mentais, os sintomas já estavam presentes na adolescência. No entanto, os sinais não foram reconhecidos ou abordados.

A maioria dos pais jamais ignoraria um osso quebrado ou indícios claros de uma lesão física em seus filhos. Porém, quando o assunto é doença mental, os sintomas, normalmente, acabam sendo desconsiderados por meses e, até mesmo, anos.

Mas não é necessário se desesperar: muitos desses problemas são tratáveis, sendo necessários o diagnóstico e tratamentos adequados. Quanto mais cedo o tratamento for iniciado, mais eficaz ele poderá ser 

Como identificar problemas na saúde mental de jovens?

Aqui é muito importante esclarecer que todo e qualquer diagnóstico e tratamento deve ser realizado por um especialista.

No geral, para que uma pessoa receba o diagnóstico para um transtorno depressivo, por exemplo, o profissional procura por um humor deprimido ou falta de interesse em atividades que antes traziam prazer.

Ocorre que, em adolescentes, esses indícios podem ser identificados com quedas no rendimento escolar, irritabilidade excessiva, desconexão com os amigos.

Assim, os pais podem ficar atentos a alguns sinais e/ou sintomas:

  • Mudanças na qualidade do sono (dormir muito ou pouco); 
  • Excesso de fadiga e letargia;
  • Extrema falta de autoestima;
  • Alterações no apetite (excesso ou falta de fome);
  • Redução ou falta de concentração nas tarefas do dia a dia;
  • Excesso de ansiedade;
  • Em casos mais extremos, pensamentos e falas suicidas.

Se esses sintomas forem observados por períodos maiores de tempo, é fundamental buscar o auxílio de um especialista.

Sempre há um caminho!

Quando se fala em saúde mental, seja em adultos ou adolescentes, é importante reforçar que o cuidado deve ser constante e multidisciplinar. Ou seja, o emocional deve ser considerado em todas as fases da vida. 

Como pai ou mãe, é seu papel estimular que os filhos realizem atividades que estimulem a saúde mental. Por exemplo:

  • Ler mais livros e focar menos em telas; 
  • Praticar exercícios físicos;  
  • Cultivar o diálogo em família.

E lembre-se: mesmo com um diagnóstico, sempre há um caminho para o cuidado. 

Para saber mais sobre a saúde mental dos jovens, veja este artigo que preparamos!

Referências

  1. https://www.psicologoeterapia.com.br/blog/depressao-na-adolescencia-como-os-pais-podem-ajudar-os-filhos/
  2. https://www.uol.com.br/universa/noticias/redacao/2011/03/26/dez-erros-que-os-pais-cometem-e-afastam-os-filhos-adolescentes.htm
Psicologia Viva
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar