Psicologia geral

Como lidar com a Ansiedade e o Estresse durante as eleições

Em uma pesquisa do Datafolha nas eleições de 2018, os participantes tinham que responder à pergunta “Quando pensa no Brasil de hoje, você sente…?”. Os resultados são representativos da tensão que marcou o período: 79% dos respondentes disseram sentir “tristeza”; 68% deles, “raiva”; e 62% disseram estar com medo do futuro.

Essa tendência parece estar se repetindo este ano. Nas eleições americanas de 2020, mais da metade da população esperava que o dia 3 de novembro, quando se iniciou a contagem dos votos, seria o mais estressante do ano.

Os números não são surpreendentes, afinal, as discussões a respeito de política vêm se tornando cada vez mais inflamadas há pelo menos quatro anos, tanto lá fora quanto aqui no Brasil, e o resultado de uma eleição, seja presidencial ou municipal, como teremos este ano, tem grandes impactos na vida de todos nós.

Assim, a Angústia sentida nesse período é resultante de um cenário de incertezas e do medo do desconhecido.

Esse medo é comum, mas, quando toma proporções exageradas, pode se tornar incapacitante e ter efeitos negativos no cotidiano. 

Por isso, trouxemos algumas dicas para ajudá-lo a lidar com a Ansiedade e o Estresse durante as eleições e atravessar o período eleitoral com serenidade. Acompanhe!

Cuide da saúde do corpo

A ansiedade pode ser descrita como uma sensação de angústia originada pela antecipação de um perigo iminente, te estimulando a agir. Já o Estresse é um mecanismo natural que mantém o corpo em estado de alerta para que você consiga reagir mais rápido a essa possível ameaça. Eles são importantes para a manutenção da vida, mas, por exigirem muito do organismo, podem ser prejudiciais quando se prolongam por muito tempo.

Por isso, para enfrentar a Ansiedade durante as eleições, é muito importante que você dê ao seu corpo tudo de que ele precisa para funcionar bem: descanso, nutrição e exercício.

Pode ser tentador ficar acordado noite adentro esperando atualizações do resultado, principalmente considerando o fuso horário, mas a falta de sono pode te deixar ainda mais suscetível ao estresse e prejudicar o funcionamento cerebral. Além disso, alimentar-se adequadamente e se exercitar (ou, pelo menos, se alongar) regularmente ajudam a aumentar a sua resistência para lidar com a Ansiedade prolongada.

Acompanhe as notícias com moderação

Nos Estados Unidos, a contagem dos votos pode se estender por dias a fio, uma vez que a votação por lá é feita em papel e, em alguns casos, pelo correio. No Brasil, ainda que a apuração seja mais rápida, é preciso esperar todos os estados fecharem as zonas eleitorais, o que pode levar algumas horas. Em ambos os casos, durante o intervalo entre o fim da votação e o anúncio do vencedor, é normal saírem resultados parciais, projeções e pesquisas de boca de urna.

Nesse período, tente não ser arrastado pela avalanche de atualizações. Até os números se consolidarem podem haver muitas reviravoltas, e essa constante instabilidade dos resultados só vai aumentar sua ansiedade. Assim, limite o seu consumo de notícias ao mínimo necessário para se manter informado e não se deixe levar nem pelos momentos muito positivos, nem pelos muito negativos.

Além disso, priorize fontes confiáveis, como jornais renomados e, no Brasil, os Tribunais Regionais Eleitorais. Além de ser menos provável que as informações passadas por elas estejam erradas e precisem ser corrigidas (o que aumentaria sua insegurança), essas fontes costumam adotar uma linguagem mais neutra, bem diferente do tom sensacionalista de portais de redes sociais ou de fake news, que acentuam bastante a Angústia da situação.

Fique atento aos sinais de que a ansiedade está te dominando

Preocupação excessiva, pensamentos acelerados, tensão muscular, mãos suando e uma necessidade de atualizar a página da apuração a todo segundo são algumas indicações de que a ansiedade pode estar levando a melhor sobre você. É muito importante saber identificar quais são os seus sinais e ficar atento a eles, para impedir que uma crise seja desencadeada.

Quando perceber que está sendo dominado pelo estresse, pare e se faça as seguintes perguntas: “eu estou com fome?”, “eu estou irritado?”, “eu estou cansado?”. 

Como já mencionamos, seu corpo precisa estar bem nutrido e descansado para enfrentar a situação. Caso contrário, a tensão se acumula no seu corpo e te deixa cada vez mais irritadiço, o que, por sua vez, contribui para te deixar ainda mais estressado. Por isso, se responder “sim” a qualquer uma dessas perguntas, faça uma pausa das notícias e procure se alimentar, descansar, ou extravasar a raiva de uma maneira saudável.

Transforme sua ansiedade em ação

Se o resultado da corrida eleitoral te deixa ansioso, isso é sinal de que você se importa verdadeiramente com causas sociais que serão afetadas por ele. Por isso, uma das melhores maneiras de lidar com a Ansiedade das eleições é fazer dele um combustível para a ação.

Um ano depois da vitória de Donald Trump nos Estados Unidos, em 2016, 51% dos indivíduos entrevistados em uma pesquisa da Associação Americana de Psicologia contaram que o estresse sentido durante as eleições os motivou a se envolver com voluntariado nas causas que valorizam. Eles foram capazes de lidar positivamente com os sentimentos negativos do período, contribuindo para alcançar uma sociedade melhor.

Por isso, pense sobre as causas que lhe são caras e se informe sobre grupos de voluntários ou coletivos que atuam nessas áreas. Certamente você encontrará aqueles que precisam de alguns pares de braço a mais e te propiciarão uma distração saudável da apuração.

É natural ter medo do desconhecido, mas isso não pode impedir que estejamos preparados para lidar com ele. Ponha em prática as dicas que te demos aqui para atravessar o momento com mais tranquilidade e não hesite em procurar um de nossos psicólogos se precisar de ajuda.

 

Referências:

ROBSON, Bryan. 8 Tips to Calm Election Jitters. Psychology Today. 5 nov. 2020. Disponível em: <https://www.psychologytoday.com/us/blog/the-right-mindset/202011/8-tips-calm-election-jitters>. Acesso em: 05/11/2020.

TURBIANI, Renata. Eleições 2018: Como a disputa presidencial está afetando a saúde mental dos brasileiros. BBC News Brasil. 26 out. 2020. Disponível em: <https://www.bbc.com/portuguese/brasil-45981225>. Acesso em: 05/11/2020

Psicologia Viva
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar