Psicologia geral

De que você tem medo? 

O que é Medo?

Segundo o dicionário Aurélio, a etimologia da palavra medo “tem referência no vocábulo metus em latim. Vale observar que no grego o termo utilizado para referir-se ao medo é phobos, de onde provém precisamente a palavra fobia”, tendo como significado sensação de insegurança desesperadora com relação a qualquer momento futuro, inquietação, ansiedade, temor, apreensão, etc”.

Podemos definir medo como um “estado emocional que se expressa no indivíduo perante uma situação de ameaça inesperada”, materializando-se como um pressentimento precavido de extrema importância para a manutenção das espécies, principalmente para o ser humano.

Do ponto de vista da Psicologia, o Medo é um estado afetivo e emocional, necessário para a adaptação do organismo ao meio. Com relação ao aspecto social e cultural, o Medo faz parte da construção do carácter de uma pessoa ou de uma organização social. Na arte, o Medo aparece como uma forma de entretenimento, por isso, constitui por si só um gênero narrativo, como os contos ou os romances de terror, e o gênero cinematográfico dos filmes de terror.

Normalmente o Medo surge quando há o aparecimento de um estímulo que cause no indivíduo ansiedade e insegurança. Porém, em determinadas situações, o Medo pode ser desencadeado apenas e a partir de uma ideia em relação a algo que seja desagradável, ou por razões sem qualquer lógica, quando, por exemplo, estão baseados em crenças populares ou lendas de fantasmas, etc.

A concepção de que algo ou alguma coisa possa intimidar a força ou a vida de alguém, faz com que o cérebro ative estímulos químicos que propiciam uma sequência de desempenhos, como por exemplo

  • O aumento da frequência cardíaca,
  • A aceleração da respiração,
  • A contração muscular, etc.

São algumas das características físicas que desencadeiam o Medo. Tais particularidades físicas são reproduzidas inconscientemente para preparar o corpo para dois prováveis hábitos naturais: o confronto ou a fuga.

Os diferentes tipos e níveis de medo

Há ainda diferentes tipos e níveis de medo que podem surgir desde uma ligeira ansiedade, um desconforto, e até mesmo chegar ao total pavor. Essas respostas se apresentam no organismo de diferentes maneiras, de acordo com a intensidade do Medo.

Quando o Medo passa a ser anormal, ou seja, quando afeta profundamente o indivíduo no âmbito físico, psicológico e social, os psicólogos podem diagnosticar a pessoa como portadora de uma fobia.

As pessoas podem desenvolver fobias por várias motivos, por exemplo:

  • Por medo de palhaços (coulrofobia);
  • De gatos (elurofobia),
  • De tomar banho (ablutofobia),
  • De altura (acrofobia),
  • De não ter fobias (afobias),
  • De ser tocado (afefobia),
  • Entre muitas outras.

Como você vê o mundo ao seu redor?

Todos os dias nos deparamos com dificuldades e desafios, e a situação em que você se encontra não define quem você é, o que define é a forma como você encara os desafios que encontra no caminho, e muitas vezes poderá encarar essas situações com MEDO!

 A Organização Mundial da Saúde (OMS), diz que 33% da população mundial sofre de ansiedade. E a Ansiedade nada mais é do que o Medo antecipado de algo que pode ou não ocorrer.

O Medo é uma resposta natural do organismo para o estado de sobrevivência do cérebro. Mas ao mesmo tempo ele também é uma força poderosa que pode tornar você incapaz de reagir. 

Agora, mesmo que você não seja uma dessas pessoas, certamente já se sentiu incomodado com algum tipo de medo. Pode ter sentido uma apreensão, preocupação, ansiedade ou até mesmo angústia que pode ter impedido a realização de seu objetivo.

Sei, por experiência pessoal e profissional, que o Medo é um dos maiores obstáculos no momento de superar desafios na busca de crescimento pessoal ou profissional.

O Medo se tornou o maior problema psicológico de todos os tempos, e se tornou parte do cotidiano de todos nós… é aquele monstro indesejável, que chega não se sabe de onde e domina nossa mente. 

Qual é o seu medo?

À primeira vista a experiência de sentir medo não é tão negativa, como pode parecer. Na verdade, acredita-se que as experiências de medo são de fato um procedimento evolucional que nos permite enfrentar situações de risco ou perigo.

Desta forma, se o nosso cérebro não identificasse o perigo estaríamos em uma situação de risco e nossa sobrevivência em perigo.

A maior parte das dificuldades do ser humano está relacionada com o Medo, pois no decorrer de sua existência terá de superar diversas situações. Algumas delas são:

  • Medo de não ser aceito,
  • Medo dos compromissos,
  • De fracassos, etc.

Que são em geral acompanhados de outras emoções, como: preocupação, depressão, dúvidas, etc., os quais geram verdadeiros terrores existenciais.

O Medo não escapa a nenhum de nós, e está presente até mesmo na vida daquelas pessoas que julgamos ser as mais bem-sucedidas. Ou seja, ele faz parte do processo de crescimento da vida. 

Como você encara os seus desafios? 

Para viver bem precisamos superar nossos temores, e só existe uma maneira para superá-los e enfrentá-los:  com coragem!

Somente combatendo o Medo você se desenvolverá e alcançará o crescimento que deseja e merece, conquistando o que gosta e o que o satisfaz. Persevere nas ações e objetivos que muitas vezes não são tão fáceis. Não desista!

A diferença entre um sucesso medíocre e um retumbante sucesso está na sua habilidade de lidar com os seus medos”. Jim Rohn

Como lidar com o Medo?

No instante em que você se deparar com o Medo, deverá questionar-se:

-“Tenho medo de que?”,

-“O que realmente pode acontecer?”

Verifique quais serão as suas respostas, mas de forma sincera, de maneira que possa garantir uma compreensão racional. Como consequência, você deixará de alimentar uma cadeia de pensamentos negativos.

No momento em que você se questionar, conseguirá utilizar uma área do seu cérebro responsável pela tomada de decisões consciente e voluntária. Não permitirá, nem se envolverá com o sofrimento, dúvidas, receios e incertezas.

Uma nova fase terá início quando você se deparar com a força e o potencial das novas possibilidades de conquistas, superação e aquisição que tanto sonha e aguarda!

Para descobrirmos uma compreensão mais extensiva da situação, temos de pensar na situação mais ampla e perguntar: E se eu não perder nada, só ganhar?, “Vale a pena?, “E se não for o que estou pensando? 

Deste modo você terá a oportunidade de utilizar o Medo como uma revelação positivae imediatamente perceberá indicações de que você está indo no caminho certo. 

Vendo as coisas por esse ângulo, o Medo lhe levará à ação, e favorecerá seu crescimento e evolução!

 

Bibliografia:

Enfrentando o medo – Wesiack Wolfgang – Ed. Paulinas

Livre-se do Medo – Lucy Atcheson – Ed. Prumo

ANTONIO STEFANELLI
Últimos posts por ANTONIO STEFANELLI (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. Eu tenho pavor de ver avião frontalmente, mas em um ângulo específico \___________/ ( semelhante a isso, só que levemente curvado).
    Não sei porque, mas isso realmente me cauda um pavor extremo, não encontrei nada na internet parecido, poderia me dizer o que pode ser?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar