Saúde

Como cuidar de sua saúde mental em tempos de Covid-19

Estamos vivendo momentos difíceis com a pandemia, ou seja, vivemos em um momento de facilidade de expansão do Coronavírus, por todo o mundo; e segundo Dr. Marco Abuge, psiquiatra da Universidade de São Paulo, “tudo isso deixa as pessoas em estado de constante preocupação e apreensão”.

Esse Coronavírus é transmitido por meio de gotículas quando falamos, tossimos, e aí a pessoa coloca a mão no olho, na boca, etc.

Os cuidados básicos

Os cuidados básicos de higiene são: lavar as  mãos, de 40 a 60 segundos, com preferência sabão e álcool em gel 70 %; cubra sempre o nariz ao tossir e espirrar, lave novamente as mãos, esteja sempre a uma distância de 1 a 2 metros para evitar o contato com a essas gotículas vindas de outras pessoas.

Um importante lembrete: as máscaras são para quem está cuidando de pessoas doentes e idosos, ou se este apresentar sintomas de gripe. Ressaltamos que quem está  vindo de fora, de outros países que estão contaminados com o vírus e também os profissionais de saúde que cuidam dos pacientes nos postos e hospitais, são os que necessitam do uso de máscaras. Vamos usá-las somente nesses casos.

Pessoas que estão no grupo de risco são: crianças e idosos a partir dos 60 anos. Mas todos têm que se cuidar e ficar em casa, a fim de evitar que outras vidas sejam contaminadas, fazer isso é um ato de amor para com o próximo também.

Façamos nossa parte

Proteja sua saúde mental, não há motivos para pânico. Se obedecermos as autoridades e fazermos nossa parte, logo tudo vai melhorando aos poucos. Isso não quer dizer que tenhamos isolamento afetivo, manter esse suporte, esse sentimento de união é o que todos precisam.

Você pode ser afetivo mesmo sem abraçar, beijar ou apertar as mãos das pessoas, acolhendo com palavras de motivação, sorrisos, acenos, mas o importante é se fazer presente nesses momentos para aqueles que amamos, telefonando e passando mensagens para seus parentes e amigos, dando assim um suporte, que será um conforto tanto para você, quanto para as pessoas que os recebe.

Neste momento difícil, coisas  que estavam retidas em seu inconsciente vão aparecer e com o momento que se apresenta é uma forma de colocarmos o que recalcamos, isto é, conflitos que deixamos guardados bem lá no fundo da nossa alma, do nosso coração, e logo tudo isso venha à tona.

Medo e ansiedade

Estamos com medo do vírus, porém, ficar neurótico(a) com a situação não vai ajudar. Sabemos que  o medo é inerente ao ser humano, é um medo saudável, é o que nos faz reagir com o objetivo de nos proteger frente às ameaças e perigos.

Quem é ansioso pode ter esse medo maior, que passa a interpretar de outras formas, tendo um medo que leva ao pânico. Quem tem depressão, podemos ver que a pessoa vai ter mais tristeza, porque tem falta de expectativa positiva, sensação de incerteza frente ao que está acontecendo.

E quem não tem medo, ansiedade e depressão, vai começar a observar que está começando a ter, não que esse momento vai fazer você ter depressão, mas se  embarcarmos nesse medo ao ver as informações sobre o Covid-19, pode ser sinal que a depressão já esteja aí, mas pode sinalizar algo em você, dentro de uma situação que já existia.

Procure sempre  informações em fontes mais confiáveis, sites da secretarias da saúde, OMS, BBC e outros. Não repasse informações recebidas de redes sociais sem ter verificado se é verdade ou não.

A importância da terapia online para a situação atual

É hora de mostrar às pessoas que ser assertivo não é sinônimo de falta de carinho ou nem nada do tipo. Ser assertivo é uma forma de proteção, não tem nada a ver com você, tem a ver com vidas que você também está ajudando.

A terapia online é tão importante quanto a presencial, porém, se você está em tratamento psicológico é necessário que faça terapia em casa através do Psicologia Viva e com o profissional que já lhe atende.

Outros que precisam, também pode procurar tratamento online para proteger você também de ter uma baixa imunidade, pois se você não tiver bem emocionalmente também terá maiores chances de ficar suscetível a doenças. 

Resumindo

Se perceber que sua ansiedade, medo e depressão estão aumentando, procure um psicólogo que vai lhe atender online, e, intencione um saldo positivo para sua vida! Faça coisas que você gosta, leia livros interessantes, mude sua rotina diária, crie um roteiro de atividade para sua semana.

Para quem trabalha, faça também aquilo que lhe ajuda a relaxar, ouvir músicas instrumentais e que você gosta, fazendo exercícios de alongamento, por exemplo, é ótima recomendação.Tente praticar atividades que você sinta bem ao fazer, reinvente sua rotina diária. Divirta-se junto aos seus filhos brincando em casa, assistindo vídeos e filmes que façam vocês rirem.

Veja cursos online que vão te ajudar a crescer no trabalho.Tente usar esse momento de maneira que você consiga se divertir. Faça coisas diferentes na cozinha, tente mandar mensagens motivacionais para as pessoas que ama, arrume aquele armário que você tanto quer e muitas vezes não tem tempo.

Tente exercitar-se, fazer caminhadas, mesmo em espaços limitados, mas tente não ficar ocioso(a). Crie um roteiro de atividades para você e sua família em casa, mas mexa-se e NÃO DEIXE de se cuidar. Esta é uma fase difícil, mas vai passar. Estamos em casa porque precisamos preservar nossas vidas e a dos que amamos. Se pudermos conter a crescente contaminação do vírus ficando em casa, logo sairemos desta situação.

Portanto, faça coisas que te deixe se sentir mais alegre, faça desse limão uma limonada! Vamos vencer tudo isso se todos ajudarem e também cuidarem de sua saúde mental. Logo, não deixe de procurar um psicólogo que pode lhe atender neste momento através da terapia online.

REJANE AMARAL DE SOUSA
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar