Saúde

Meditação para crianças — e como cuidar da saúde mental na infância 

As crianças nunca estiveram tão ocupadas, cercadas de excesso de informações, tecnologias e atividades. E o efeito disso não demorou muito para aparecer: em relação à saúde mental, temos crianças cada vez mais ansiosas e estressadas.

Nada muito diferente do que ocorre com os próprios pais. E, na contramão desse fenômeno, temos a meditação. 

Certamente você já ouviu falar de meditação e dos seus inúmeros benefícios para adultos, mas já considerou a prática para crianças e o efeito na saúde mental delas?

Será que meditar na infância pode oferecer algum risco para um cérebro ainda em formação? Veja abaixo a resposta! 

O que é meditação?  

A prática, que é um exercício de bem-estar, é um processo de voltar-se para dentro de si, acalmando a mente e desenvolvendo a paciência.

A meditação é capaz de nos acalmar em momentos de tensão e ansiedade, proporcionando também um relaxamento físico.

Meditar é, em sua essência, uma atividade de autoconsciência. E a sua constância ensina a mente a observar e interpretar pensamentos estressantes, possibilitando o relaxamento quando mais precisamos.

E meditação para crianças pode?

Sim! Crianças também podem praticar meditação! No caso, o maior problema seria apenas convencê-las a realizar os exercícios com atenção plena.

Conforme dissemos no início deste artigo, o dia a dia das crianças é inundado por uma quantidade enorme de informações e tarefas, impedindo que elas tenham tempo suficiente de inatividade para apenas respirar, relaxar e focar nos pensamentos.

E de acordo com estudos, a meditação pode melhorar o foco e a memória, facilitando até mesmo o adormecimento.

Ela ajuda a “desligar” as distrações, sejam elas externas, como um acontecimento, ou internas, como pensamentos negativos.

E tudo isso tem efeitos curativos na saúde mental das crianças! Assim, ensinar a cuidar de suas mentes é tão importante quanto ensiná-las a cuidar de seus corpos. Saúde física e mental devem caminhar juntas!

Nesse sentido, quando uma criança medita, ela relaxa, permitindo que seu corpo faça naturalmente o que precisa fazer, ou seja, digerir, reparar, crescer e tudo mais. E isso faz com que ela fique mais calma, sinta-se mais segura, capaz de ouvir e aprender com mais facilidade.

E você pode e deve participar desse processo! Até que a criança seja capaz de meditar sozinha, é muito útil contar com a ajuda de uma pessoa mais velha nesse processo.

Afinal, como dissemos, conseguir que uma criança foque em seus pensamentos com atenção, sem agitação e distração, pode ser uma tarefa complicada no começo.

Para isso, os pais podem utilizar aplicativos que contem com guias de meditação guiada para crianças e adultos. É uma atividade prazerosa que ainda pode estreitar os laços familiares.  

Meditação para crianças é o suficiente para cuidar da saúde mental na infância?

Quando falamos em saúde mental, falamos em uma amplitude de conceitos. Ser mentalmente saudável é, antes de tudo, viver em equilíbrio.

Por isso, não basta apenas oferecer um momento de meditação para as crianças. Os pais também precisam estar atentos aos excessos na agenda dos filhos, garantindo que eles tenham tempo para atividades referentes à infância, como brincar e estar com os amigos.

É muito importante esclarecer ainda que a meditação é um suporte poderoso de mindfulness e bem-estar para as crianças. Ela é capaz de ajudar os pequenos em diversos tipos de problemas, ajudando-os a ter mais tranquilidade e paz.

No entanto, meditar não substitui o acompanhamento de um especialista em casos de transtornos e doenças mentais. Nesses casos, a meditação seria um apoio aos tratamentos.

Assim, se você notar que seu filho está com um comportamento alterado ou com dificuldades sociais exaltadas, é fundamental procurar ajuda psicológica.

Na plataforma da Psicologia Viva, você encontra profissionais especializados em Psicologia infantil. Clique aqui agora mesmo para agendar uma consulta! 

Referências

  1. https://revistacrescer.globo.com/Saude/noticia/2020/10/4-aplicativos-de-meditacao-para-criancas.html 
Psicologia Viva
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar