Desenvolvimento pessoal

Como o bem-estar mental impede o bem-estar físico?

Desde o início da pandemia provocada pelo COVID-19 que forçou o distanciamento social entre as pessoas, muito se tem falado do adoecimento emocional ou da saúde mental, provocado pelo isolamento.

Definição de saúde mental – OMS

A OMS (Organização Mundial da Saúde) define a saúde como um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas ausência de doenças ou enfermidades.

A qualidade de vida na sociedade atual ganhou outra conotação com as descobertas da medicina sobre vida saudável que liga muitos pontos em comum com a definição de saúde. Sendo assim, é importante a necessidade de analisar o corpo, a mente e até mesmo o contexto social no qual o indivíduo está inserido para conceituar melhor o estado de saúde.

A importância da saúde mental na infância e adolescência

É preciso nos atentar para a importância da saúde mental desde a infância, já nos primeiros dias de vida, que se inicia na criação do vínculo da criança com mãe, na aceitação do seio que trará a certeza de acolhimento e satisfação de suas necessidades e se tornará referência de mundo e um porto seguro para ela.

A atenção plena à saúde mental e emocional na infância e adolescência vai fazer muita diferença na vida adulta.

Ao longo da vida qualquer pessoa pode apresentar problemas psicológicos, emocionais e comportamentais, mas a infância e adolescência são fases importantes para que o ser humano desenvolva uma boa saúde mental.

Se essas fases forem desprezadas quanto à saúde emocional do indivíduo, sérios prejuízos podem ser ocasionados à sua personalidade como, dificuldade de se inserir no ambiente escolar e de se relacionar com outros alunos, por consequência, ter, no futuro, dificuldades de socialização e interação interpessoal, que podem afetar sua capacidade de desenvolvimento profissional, pessoal e de manter laços afetivos ocasionados por:

  • Baixa autoestima,
  • Autoconfiança,
  • Sentimentos de culpa,
  • Cobrança excessiva de si mesma e
  • Autossabotagem.

Tratamento profissional

Os profissionais que cuidam da saúde mental e emocional são o psiquiatra e psicólogo. Eles podem ajudar a pessoa já na infância e adolescência, caso surjam desequilíbrios emocionais que abalam a saúde mental da criança e do adolescente, muitas vezes ocasionados pela dinâmica familiar ou o contexto em que estão inseridos, como por exemplo o que vivemos atualmente causado pela pandemia do covid-19 e que podem provocar:

  • Depressão,
  • Transtorno de ansiedade,
  • Transtorno de personalidade,
  • Transtorno alimentar,
  • Etc.

Nesse momento o apoio familiar às crianças e aos adolescentes, o acolhimento e atenção profissional como diagnóstico, prevenção e tratamento dos transtornos mentais são fatores essenciais que contribuem para o bem-estar e recuperação da saúde mental desses indivíduos.

Ações que podem ajudar

A Associação Brasileira de Psiquiatria e o Hospital Albert Einsten destacam algumas ações para ajudar de forma profilática e proteger as condições mentais das crianças e dos adolescentes a fim de diminuir os fatores de riscos como suicídio, por exemplo, e aumentar o bem-estar e a qualidade de vida delas:

  • Reforço das relações afetivas, principalmente dos pais, familiares e amigos com a criança e com o adolescente;
  • Promoção do diálogo e da escuta ativa, sem julgamentos;
  • Envolvimento em atividades prazerosas ou que tenham significado para a criança ou jovem, como a leitura, música, cinema e hobbies em geral; 
  • Estabelecimento de horários e rotina para as atividades;
  • Alimentação e sono saudáveis; 
  • Consultas de rotina ao médico;
  • Administração das emoções e da resiliência;
  • Prática regular de exercício físicos.

Pelo que vimos acima percebemos ser importante que, com o acolhimento e apoio da família, as crianças e os adolescentes busquem formas saudáveis e construtivas de enfrentar e tratar as condições de saúde mental.

Somos seres gregários

O ser humano é um ser gregário, palavra que se refere a grei, a rebanho, ou bando, que é próprio das multidões. Tendência que faz com que pessoas ou animais se juntem, deixando de lado seus interesses individuais e preferindo viver em sociedade;

Dessa forma, quando nos sentimos isolados corremos o risco de perdermos nossa referência e adoecermos mentalmente. O adoecimento mental que vem com a depressão, crise de ansiedade, transtorno de humor, etc., pode influenciar nosso bem-estar físico se não acendermos o sinal de alerta para o que estamos sentindo e aceitarmos que precisamos de ajuda. 

Atenção aos sinais

São alterações que parecem simples, mas que começam a interferir em nosso bem-estar, no dia a dia, como:

  • Perda de apetite ou compulsão alimentar,
  • Insônia,
  • Despertar precoce,
  • Tristeza,
  • Desânimo,
  • Tensão muscular,
  • Dores sem motivos identificados,
  • Etc.

A partir daí, com o auxílio de um especialista, o sujeito pode aproveitar esse momento de crise para se redescobrir e através de atividades que lhe tragam bem-estar emocional pode melhorar seu bem estar físico. 

A busca pela transformação

  • Psicoterapia,
  • Atividade física,
  • Yoga,
  • Relaxamento,
  • Meditação,
  • Boa alimentação.

São atividades que trazem bem-estar e conectam mente/corpo, fazendo com que o ser humano olhe mais para si mesmo, aumentando sua autoestima e autoconfiança, abrindo caminho para uma transformação interior.

Conhece-te a ti mesmo

Não fomos ensinados a viver com nós mesmos, e nesse período longo de pandemia a nossa maior companhia somos nós.

Na entrada do templo de Delfos está a inscrição “nosce te ipsum” (conhece-te a ti mesmo), filosofia adotada por Sócrates e que nos remete aos dias atuais em que o autoconhecimento nos fortalece e nos permite conhecermos mais sobre nós mesmos e, consequentemente, permite-nos enfrentar os obstáculos que surgem no caminho sem afetar nossa saúde mental e consequentemente nosso bem-estar físico.

Não espere mais para tomar a decisão de buscar ajuda de um psicólogo e aproveite a pandemia para conhecer aquele a quem você mais deve admirar (você mesmo).

 

Referências Bibliográficas:

O que significa ter saúde? Muito além da ausência de doenças, é preciso considerar o bem-estar físico, mental e social. Disponibilidade e acesso na Internet: https://saudebrasil.saude.gov.br/eu-quero-me-exercitar-mais/o-que-significa-ter-saude

Significado de Gregário. Disponibilidade e acesso na Internet: https://www.dicio.com.br/gregario/

Conhece-te a ti mesmo – Sócrates e a nossa relação com o mundo. Disponibilidade e acesso na Internet: https://educacao.uol.com.br/disciplinas/filosofia/conhece-te-a-ti-mesmo-socrates-e-a-nossa-relacao-com-o-mundo.htm

Conhece a ti mesmo. Disponibilidade e acesso na Internet: https://pt.wikipedia.org/wiki/Conhece_a_ti_mesmo

Como cuidar da saúde mental na infância e adolescência? Disponibilidade e acesso na Internet: https://www.fadc.org.br/noticias/como-cuidar-da-saude-mental-na-infancia-e-adolescencia

EDUARDO ANTONIO DOS SANTOS JR
Últimos posts por EDUARDO ANTONIO DOS SANTOS JR (exibir todos)
Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar